Um casal alemão foi sentenciado a 12 anos e seis meses de prisão, depois de serem considerados culpados de vender (ou ‘alugar’) o seu filho para um grupo de pedófilos na Dark Web.

O menor tinha 9 anos de idade quando tudo aconteceu. Ele foi vítima de sua mãe e do seu padastro, que abusaram sexualmente dele ao longo de dois anos, que ofereceram a criança para clientes na internet profunda.

Na última segunda-feira (6), o casal foi considerado culpado de violação, agressão sexual grave contra crianças, prostituição forçada e distribuição de pornografia infantil.

Foi comprovado que eles utilizaram a Dark Web como meio para se conectar com pedófilos, que pagavam somas não especificadas de dinheiro para abusar do próprio filho e outra menor de três anos de idade.

O tribunal acabou condenando um homem espanhol por 10 anos, depois que foi comprovado que ele abusou sexualmente da criança em repetidas ocasiões.

Outros cinco homens também também foram processados por conta desse caso, e os pais devem pagar uma multa de US$ 49.200 em danos e prejuízos aos menores envolvidos.

Moral da história: está mais que comprovado que vivemos em um mundo doente e triste. Infelizmente.

 

Via BBC