airbnb

Derek Starnes e sua esposa alugaram uma casa em Longboat Key, Flórida (EUA) vai Airbnb, e descobriu na residência duas câmeras escondidas em dois cômodos do apartamento, um dia antes de deixarem o imóvel.

Eles não tiveram dúvidas em denunciar o caso.

O Airbnb permite o aluguel de casas de usuários através da internet, via site ou aplicativo. As casas são votadas pelos usuários, o que ajuda a ter uma melhor referência do local. É um Uber do aluguel de casas, de forma simplificada.

Depois do registro do caso, os investigadores de polícia de Longbat Key acreditam que até uma dezena de usuários anteriores foram gravados sem que eles soubessem.

As câmeras contavam com WiFi e até vários dispositivos de armazenamento, tudo de forma oculta. Não foram revelados os tipos de dados armazenados, mas o dono da casa, Wayne Natt, foi preso.

Natt se defende, afirmando que as câmeras estavam instaladas para “fins pessoais”, ou seja, para filmar relações sexuais onde as partes envolvidas sabiam que estavam sendo filmadas.

O acusado garante que as câmeras estavam desligadas quando os inquilinos do Airbnb estavam no apartamento. Porém, já existem provas que o casal foi filmado durante o período de hospedagem.

Agora, resta averiguar se as demais pessoas que aparecem nas filmagens estavam cientes da gravação, ou se foram filmadas contra a sua vontade.

Um porta-voz da Airbnb informa que já expulsou Natt da comunidade de usuários do serviço, e oferece apoio aos hóspedes afetados, além de oferecer ajuda para as investigações policiais.

O mais preocupante de tudo isso é que não é a primeira vez que isso acontece. Em dezembro de 2015, uma mulher processou a Airbnb por negligência, e aos donos do apartamento onde ela estava hospedada depois de encontrar câmeras ocultas no local.

Em alguns fóruns e veículos onde se mantém o anonimato, também foram relatados casos de pessoas que admitem ter câmeras em suas casas alugadas no serviço, mas não há 100% de veracidade nessas declarações.

Tais cenários não deixam de semear as dúvidas entre os usuários do Airbnb, podendo causar danos ao serviço. E a pergunta que fica éL como evitar que isso volte a acontecer?

 

Via ABC ActionNewsArsTechnica