Compartilhe

É quase inacreditável, mas é real.

Com Homem-Aranha: Longe de Casa ainda nos cinemas e com o recorde de adaptação do personagem com a maior bilheteria da história (e com quase todo mundo querendo levar o Tom Holland para casa por causa de sua versão carismática de Peter Parker), agora recebemos a notícia que tudo isso vai desaparecer, como se o efeito do estalo do Thanos fosse algo permanente e irreversível.

É isso mesmo que você acabou de ler: o Homem-Aranha não vai voltar ao Universo Cinematográfico da Marvel.

 

 

QUE P*##@ É ESSA QUE ESTÁ ACONTECENDO?

 

De acordo com o deadline, o acordo entre Disney e Sony Pictures foi simplesmente desfeito quando as duas sentaram para negociar novas condições econômicas para que o mesmo perdurasse. Ao que parece, a Disney queria uma maior participação nos lucros, chegando ao ponto de 50/50, mas a Sony não aceitou.

O resultado do impasse? A Marvel Studios não voltará a ter implicações na produção dos próximos filmes do herói em questão. E o Homem-Aranha vai desaparecer DO NADA do MCU.

Vale lembrar que a Marvel produziu dois filmes com o personagem (Homem-Aranha: De Volta ao Lar e Homem-Aranha: Longe de Casa), ambos dirigidos por Jon Watts e protagonizados por Tom Holland. O personagem apareceu em outros três filmes do MCU (Capitão América: Guerra Civil, Vingadores: Guerra Infinita e Vingadores: Ultimato), e Holland ainda tinha contrato para mais dois filmes solo com o personagem, onde pelo menos um deles estava nos planos para a hipotética Fase 5 do Universo Cinematográfico da Marvel.

Outro ponto que é preciso ser considerado é que essa notícia aparece dias antes da D23, evento onde a Disney apresenta várias de suas novidades no mundo do entretenimento, e muitos apostam que será nesse evento que a Marvel vai anunciar a Fase 5 do MCU.

Ao que parece, a Sony tem planos de manter Holland como Homem-Aranha e produzir os dois filmes por sua conta e risco, sem a colaboração da Marvel e fora do cânone já criado dentro do MCU.

A saída do Homem-Aranha para o MCU cria um cenário de caos. Peter Parker deu em Longe de Casa os primeiros passos para ser um efetivo percursor do legado de Tony Stark. Mas no final do dia, o que mandou foi o dinheiro (ou a falta dele) para uma decisão lamentável.

Mas… quem sabe Disney e Sony não mudam de ideia? Afinal de contas, a Sony precisa entender que foi Kevin Feige quem ajudou a estabelecer para o estúdio o seu novo recorde histórico de bilheteria para um de seus filmes (superando 007 Contra Skyfall).

Não acho que o pessoal da Sony será tão teimoso assim… ou será que vai ser?

 

Via Deadline


Compartilhe