TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Bluesky, o novo Twitter do Jack Dorsey | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Você está em | Home | Internet | Bluesky, o novo Twitter do Jack Dorsey

Bluesky, o novo Twitter do Jack Dorsey

Compartilhe

Elon Musk assumiu o Twitter, e deu aquela bela bagunçada na rede social, que agora se chama X. Nesse momento, muitos procuram outra plataforma para chamar de sua, e uma das candidatas a assumir o posto é a Bluesky.

Não é a primeira vez que uma rede social tenta conquistar trono ocupado pelo Twitter. Mastodon e Threads do Meta são alguns exemplos de tentativas anteriores, e ambas não conseguiram superar a popularidade do finado passarinho azul.

Agora, a Bluesky entra em cena para cumprir uma missão particularmente complicada, pois muitos usuários estão profundamente enraizados no X (Twitter) e podem resistir à mudança. E para ser a favorita da comunidade, o “céu azul” precisa oferecer algo realmente especial.

 

O que o Bluesky pode oferecer?

O que chama a atenção da Bluesky não é um recurso diferente ou uma interface de uso simplificada, mas a fadiga crescente que muitos estão experimentando com Elon Musk e suas decisões no X.

A verificação indiscriminada de contas, que está favorecendo a disseminação de notícias falsas e identidades falsas, é apenas um desses problemas. A ausência de moderação dos discursos de ódio, notícias falsas e extremistas e a geração de receita com base nas interações levou a um cenário em que muitos usuários estão incentivados a escrever mensagens com contextos depreciativos apenas para ganhar dinheiro.

Diante do caos, a Bluesky aparece como uma alternativa que lembra o finado Twitter. Aliás, a plataforma nasceu pelas mãos de ninguém menos que Jack Dorsey, o fundador da rede social do passarinho azul, que decidiu seguir carreira solo com a chegada de Musk.

Ao dar uma olhada na interface, você vai perceber rapidamente as semelhanças com o Twitter, o que torna a transição mais suave para qualquer usuário que decida apostar no novo. Há uma barra de opções no lado esquerdo, que inclui itens como início, busca, notificações, perfil e configurações, mantendo a familiaridade para os usuários antigos. A capacidade de retweet e curtir publicações também estão presentes.

A grande diferença é que o Bluesky organiza o conteúdo exclusivamente na ordem cronológica de publicação, já que a plataforma não conta com algoritmos ou filtros de exibição de mensagens. Ou seja, você só vai ver as postagens das pessoas que você segue, e ainda tem o poder de criar algoritmos para uma experiência de uso totalmente personalizada dentro da plataforma.

Tudo isso parece incrível para muitas pessoas, e não seria uma surpresa ver que você decidiu migrar para o Bluesky sem sequer ler o final deste artigo. E eu estou acostumado com isso: quem é que lê artigos longos hoje em dia?

Mas… eu tenho que jogar água no seu chope antes de você fechar essa página.

 

A Bluesky ainda não está pronta

Antes que você comece a realizar o cadastro na nova rede social, eu preciso lembrar que o Bluesky ainda não é uma solução completa neste momento, e que a pressa é inimiga da perfeição neste caso.

A plataforma ainda está em desenvolvimento, e o seu acesso só é possível por convite. Algo já esperado para não sobrecarregar os servidores da nova rede social.

E eu bem sei que tem muitas pessoas ansiosas para usar a Bluesky diante desse circo dos horrores que o X (Twitter) se transformou. Mas a prudência e a boa dose de paciência são elementos importantes para o sucesso de qualquer nova plataforma que deseja conquistar o coração dos usuários.

Embora seja mais simples solicitar um convite no site oficial da Bluesky, a confirmação de credenciais ou liberação do acesso à plataforma pode levar algum tempo. Para os impacientes, a alternativa é procurar em plataformas como o Reddit para ver se alguém tem um convite disponível.

Se você é bem relacionado nas redes sociais (pode ser no próprio X mesmo) ou está por dentro dos paranauês da internet, pode conseguir um convite para a Bluesky. E mesmo nessa tentativa do convite, a paciência é importante. Assim como a engenharia social.

Outro ponto importante que os interessados na Bluesky precisam saber antes mesmo de começar a utilizar a rede social como a sua principal via de interação com o mundo: a plataforma não suporta o upload de vídeos, não tem suporte para hashtags e não oferece a capacidade de enviar Mensagens Diretas.

Como foi destacado ao longo do artigo, a Bluesky ainda está em uma fase muito inicial de desenvolvimento, e todos esses recursos devem estar disponíveis para os seus usuários com o passar do tempo. E essa é uma rede social que tem potencial de crescimento para competir de igual para igual com a X (Twitter) de Elon Musk.

Bom… quero dizer… tem esse potencial… na teoria. Mastodon, Threads e até o Koo tentaram exatamente a mesma coisa, mas não conseguiram tirar o X do seu trono. Seria o pacto com forças ocultas que Elon Musk fez para se manter no topo de tudo o que faz, mesmo com todas as suas polêmicas e trapalhadas?


Compartilhe