Press "Enter" to skip to content
Você está em | Home | Dicas, Truques e Macetes | Bateria no Android dura MENOS que no iPhone: mito ou realidade?

Bateria no Android dura MENOS que no iPhone: mito ou realidade?

Compartilhe

É claro que o tema da autonomia de bateria nos smartphones volta a ficar em evidência, pois essa é uma das maiores preocupações dos usuários. E quem pensa em comprar um iPhone está pesquisando aquele modelo que entrega o maior tempo de uso longe da tomada.

Há quem diga que o iPhone agora tem uma bateria que consegue superar os telefones Android na maior autonomia do mercado. E essa afirmação está ficando tão frequente, que muitos consideram como uma espécie de verdade absoluta da tecnologia moderna.

Como eu sou uma pessoa que gosta de colocar tudo em contexto e perspectiva, vou compartilhar o que existe de verdade ou de mito nessa afirmação.

 

O iPhone ganha nos modelos Pro

Alguns vídeos recentes publicados no YouTube comparam a autonomia de bateria de alguns dos smartphones mais potentes do mercado, incluindo o iPhone 14 Pro Max, o Galaxy S22 Ultra (pois até então o Galaxy S23 Ultra ainda não era uma realidade), o Pixel 7 Pro, o Xiaomi 12S Ultra e outros.

Nesses testes, ficou evidente que a Apple melhorou muito a autonomia de bateria do iPhone, a ponto do iPhone 14 Pro Max superar vários dos seus concorrentes com Android, mesmo contando com uma bateria de 4.323 mAh e enfrentando telefones com 5.000 mAh.

Aqui, o que joga a favor do smartphone da Apple é a absurda otimização do iOS 16, que trabalha muito bem com o igualmente competente processador Apple A16 Bionic. Dessa forma, o iPhone 14 Pro Max entrega uma autonomia de uso maior do que o Xiaomi 13 Pro e os demais modelos envolvidos nos testes.

Na prática, apenas o Xiaomi 13 Pro conseguiu acompanhar de perto o iPhone 14 Pro Max na autonomia de bateria. Todos os demais modelos com o sistema operacional Android ficaram consideravelmente para trás no tempo de funcionamento longe da tomada.

Ou seja, fica evidente que o telefone mais completo da Apple é aquele que se mantém funcionando por um tempo maior longe da tomada.

 

Nos demais casos, o Android vence

Por outro lado, o iPhone 14 Pro Max é o único smartphone da atual geração da Apple a superar um Android em autonomia de bateria.

Em um teste comparativo envolvendo modelos como o Google Pixel 7, iPhone 14, Samsung Galaxy S22, Pixel 6 e Pixel 6a, o telefone da Apple ficou apenas na terceira posição no tempo de reprodução de vídeos, ficando atrás do Pixel 7 e do Pixel 6a. O mesmo resultado se repetiu durante a execução de jogos.

Porém, a boa notícia aqui é que o iPhone 14 não fica tão longe da autonomia de bateria do Pixel 6a depois de várias horas de execução de um mesmo jogo (no caso desse teste, o game Temple Run 2). Porém, a vantagem no final fica para o telefone do Google.

 

Conclusão

Não é correto afirmar que a bateria do iPhone pode durar mais do que a de um dispositivo Android. Ou pelo menos não podemos dizer que isso acontece em todos os casos.

Aliás, a afirmação está mais para ser o contrário: smartphones Android vão durar muito mais tempo em funcionamento longe da tomada na maioria dos casos.

Apenas os modelos Pro do iPhone vão entregar uma autonomia maior, muito em partes pela excelente otimização de software e eficiência do hardware que trabalha de forma impecável nos telefones da Apple.

De qualquer forma, podemos afirmar por esses testes que a gigante de Cupertino melhorou muito a autonomia de bateria dos seus telefones, deixando para trás gerações que foram traumáticas neste aspecto.

Ao que tudo indica, terminou o tempo em que todos chamavam o iPhone de “o telefone fixo de luxo mais caro de todos os tempos”.


Compartilhe