TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Até a Claro abraçou com força a Black Fraude | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Internet | Até a Claro abraçou com força a Black Fraude

Até a Claro abraçou com força a Black Fraude

Compartilhe

Minha relação com a Claro é um tanto quanto conflituosa.

Sei que a concorrência existe, mas a operadora é a única disponível em meu prédio aqui em Florianópolis, e o serviço oferecido funciona na maior parte do tempo. Porém, não consigo passar pano ou relativizar diante da promoção de sua “promoção” de Black Fraude.

Em termos práticos: a Claro não está oferecendo nenhuma promoção real de Black Friday nos planos de internet fixa e, em alguns casos, rolou um aumento expressivo de valores, o que tornou a minha mudança de velocidade algo inviável.

Vou explicar o que acontece neste post, até mesmo para que os desavisados fiquem atentos e não caiam nesse golpe.

 

Na prática, não existe promoção

Neste momento, sou assinante de um plano de 350 mega de internet por R$ 95,00 por mês. Um preço que acho até justo para o serviço oferecido (na verdade, assinei 250 mega e recebo 350 mega, por conta de uma promoção lançada no ano passado que acabou ficando em definitivo no portfólio de produtos da operadora). E como a Copa do Mundo está chegando, eu sei que tem muitas pessoas que consideram assinar o Claro TV+ Box para assistir aos jogos da competição.

O problema é que a “promoção” de Black Fraude da Claro é, na prática, uma maquiagem de algo que já existe. Se eu quiser contratar o Claro TV+ Box com o plano de 350 mega, eu vou pagar hoje o mesmo valor que os clientes que vão cair nessa fraude em forma de desconto fake.

Ou seja, esse plano de R$ 159,00 por três meses (depois R$ 184,90 mensais) pelo combo 350 mega + Claro TV+ Box não entrega desconto nenhum, e é o valor que os atuais assinantes já pagariam pelo combo adquirido. A única “vantagem” dos três meses com preço reduzido está diretamente atrelada a uma desvantagem: a fidelidade do cliente no plano por pelo menos 12 meses.

Ou seja, neste caso, quem realmente está ganhando é a Claro, pois encontrou uma forma de segurar os clientes por mais algum tempo durante a operadora.

A mesma regra se aplica a plano de 500 mega, que é o mais atraente na teoria, mas é uma repetição do “mais do mesmo” na prática, com um valor total de R$ 199,90 por mês que já era aplicado para os clientes que se interessassem por essa alternativa.

Em resumo: a Claro entende que “Black Friday” é oferecer três meses de desconto nos planos que já estão ativos, no lugar de oferecer contratações com valores de mensalidade menores de forma vitalícia, desde que os clientes não alterassem ou cancelassem o plano.

Mas essa nem é a pior parte dessa fraude da Claro.

 

Plano de 1 giga aumentou de preço “misteriosamente”

Sobre isso aqui, eu posso falar com propriedade.

No começo do mês de outubro, cheguei a finalizar o pedido da migração para o plano de 1 giga de internet, muito mais por causa da taxa de upload capenga de 100 mega do que pela alta velocidade de download de internet. Na época, esse plano custava R$ 199,90 por mês.

Tive que cancelar por não contar com uma data de agenda disponível para receber a visita do técnico e realizar a instalação do Ponto Ultra que eu tinha direito dentro desse plano. Deixei a mudança para o começo de novembro, período em que eu teria um pouco mais de tempo para esse tipo de alteração.

Qual não foi a minha surpresa ao constatar que o plano de 1 giga de internet na Claro para Florianópolis (SC) sofreu um reajuste de preço para R$ 299,90 por mês. E isso, faltando duas semanas para a Black Friday.

Ora, dá para entender o jogo aqui, dona Claro. Não será uma surpresa para absolutamente ninguém se o plano de 1 giga voltar a custar R$ 199,90 durante a semana da Black Friday no Brasil. O que mostra, mais uma vez, que a operadora está tentando passar os clientes para trás, vendendo uma promoção que, na prática, nunca existiu.

 

Tem alguma coisa que preste?

Só para ser um pouco educado com a Claro e não mandar um NÃO logo na fuça da operadora, eu digo: não existe Black Friday nessa operadora, pois suas promoções (se é que elas existem) estão muito mais para Black Fraude mesmo.

Nem mesmo os planos de internet móvel parecem ser tão atraentes quanto dão a entender, pois são pacotes de dados até generosos, mas com preços abusivos. Eu me pergunto quem pagaria R$ 310 por mês para um plano de internet móvel pós de 400 GB, sendo que apenas 200 GB de dados realmente fazem parte do plano (a outra metade são de serviços com apps ilimitados ou frutos da portabilidade a partir de outra operadora).

Conselho de amigo?

Pense umas dez vezes antes de arriscar na Black Fraude 2022 da Claro, pois as chances de você se arrepender (principalmente se a concorrência apresentar propostas melhores) são enormes. Estude por algum tempo as mudanças, olhe para os lados e conclua que não vale a pena investir o seu dinheiro em uma operadora que adota a mesma prática do grande comércio, oferecendo tudo pela metade do dobro.

O Brasil precisa avançar neste aspecto. E com urgência.


Compartilhe