A ASUS aproveitou o evento AMD Next Horizon na E3 2019 para apresentar o primeiro monitor do mundo com a tecnologia de compressão e transmissão de imagens, ou DSC.

Apresentado com a sua marca gaming ASUS ROG, temos aqui uma enorme tela de 43 polegadas que utilizará o padrão DSC da indústria para permitir jogos com resolução 4K a 144 Hz de taxa de atualização, através de um único cabo de dados sem precisar renunciar à fidelidade da imagem.

Além disso, o monitor contará com a compatibilidade com o FreeSync 2 HDR, dentro da classificação de tela HDR 1000 para um maior contraste e visuais melhorados para o conteúdo em HDR, cobrindo até 90% da gama de cores DCI-P3.

Dito isso, a sua presença na conferência da AMD também tem a sua explicação. O monitor contará com compatibilidade para os recém anunciados chips AMD Navi. Algo que surpreende depois do anúncio dos seus últimos equipamentos ASUS ROG apresentados, que contam com os processadores Ryzen da AMD, mas sem os gráficos Navi.

Por outro lado, pelo menos por enquanto, não foi confirmado nada sobre o seu possível preço, data de lançamento ou disponibilidade.

 

 

No que consiste a tecnologia DSC?

 

Em comparação com outros padrões de compressão de imagem como os formatos JPEG ou AVC, a Display Stream Compression ou DSC é capaz de obter uma qualidade de compressão sem perda visual, através do uso de outros codificadores e decodificadores mais simples.

A relação da compressão normal do DSC varia aproximadamente entre uma relação 1:1 e 3:1, o que oferece um benefício significativo na redução da velocidade de dados da interface. Logo, esse novo padrão foi desenvolvido especificamente para comprimir qualquer tipo de conteúdo para uma baixa compressão.

O uso dessa decodificação simples implica também em um uso menor da CPU, o que minimiza a implementação e o uso de energia do dispositivo, com uma latência de apenas 8 microssegundos para as transmissões 4K a 60 Hz.