Compartilhe

Não foi apenas a Sony que apresentou a interface da área de trabalho do PS5. Na verdade, já faz um tempo que a Microsoft mostrou como será a cara do software de gerenciamento dos seus futuros consoles de próxima geração, o Xbox Series X e Xbox Series S. Mas como essa mesma interface está chegando ao Xbox One, vale a pena dar uma revisada em como a gigante de Redmond pensou a sua proposta visual para o gerenciamento dos seus consoles.

Ou melhor… em como repensou essa proposta.

 

 

 

Xbox Series X e S: mais velocidade e melhor desempenho

 

 

As mudanças na interface do Xbox são menos radicais do que aquelas propostas pela Sony nos novos consoles PlayStation, mas também aproveitam muito da nova arquitetura do console e sua renovada e melhorada velocidade para passar mais rapidamente dos jogos para as atividades que os rodeiam, além de todas as demais coisas que podemos fazer com o console. A nova UI é pelo menos um terço mais rápida que a versão anterior.

Home, Guide e Store são os três pontos da arquitetura do console que mais eram visitados pelos gamers no Xbox One. E todos esses segmentos receberam uma repaginada, com acessos mais diretos e simples. Todos os aspectos da arquitetura do console reduzem o impacto no sistema para que a execução dos jogos seja mais rápida e eficiente, em uma proposta de UI que acaba potenciando os conteúdos disponíveis, mas sem afetar o seu desempenho. A nova interface de usuário deve ter um impacto 40% menor no desempenho em relação à sua versão anterior.

A Microsoft dá destaque na parte de conectividade da UI com o smartphone, com uma gameplay que mostra como o jogo pode estar imediatamente disponível no smartphone para ser compartilhado, mostrando que a empresa estudou bem como e a partir de qual dispositivo serão compartilhados vídeos e capturas, deixando para trás o incômodo processo de envio de conteúdos a partir do próprio console.

No final das contas, estamos diante de uma interessante evolução da interface de usuário do Xbox, que dá ênfase para a correção dos problemas detectados na UI do Xbox One, e aproveitando da potência da nova estrutura de hardware e software. Vamos ver como essas novidades vão chegar aos usuários, e se as mesmas terão a aceitação do grande público.

 


Compartilhe