Compartilhe

O Twitter está preocupado com a saúde emocional dos seus usuários (e com a saúde financeira do próprio Twitter, uma vez que usuários mentalmente doentes podem afetar negativamente a plataforma). Por isso, David Gasca, diretor sênior de gestão de produtos da plataforma, comentou através de um tweet quais são algumas das mudanças que a empresa poderá implementar na rede social para 2020.

 

 

As ideias do Twitter

Gasca se perguntou: “se modificamos como as pessoas podem realizar os retweets, ou como podem responder, ou como podem participar… como tudo isso pode mudar a conversação na plataforma?”.

Dito isso, ele apresentou a lista de mudanças, que incluem itens como:

– Não permitir RT de um tweet
– Não permitir que as pessoas mencionem você em uma mensagem sem a sua permissão
– Enviar uma @mention de uma conversa
– Enviar mensagens apenas para hashtags, interesses ou amigos

 

 

Outra ideia planejada é na seguinte situação: por exemplo, eu respondo um tweet com um emoji negativo; automaticamente, a plataforma me pergunta por que eu não estou de acordo com aquela opinião e, dessa forma, gerar uma conversa minimamente inteligente entre as duas partas que, eventualmente podem começar a dialogar sobre o tema.

Suzanne Xie, diretora de administração de produtos no Twitter, também comentou sobre algumas modificações pensadas para a plataforma:

“Às vezes a barreira para enviar tweets é muito alta, e as pessoas sentem que é mais fácil dar RTs do que agregar contexto ao assunto, simplesmente porque não sabem o que dizer. Depois de identificar os emojis mais utilizados pelas pessoas com retweet com comentário. Agora estamos oferecendo uma opção fácil nesse aspecto, permitindo assim que qualquer pessoa acrescente uma opinião útil à discussão.”

 

O Twitter bem sabe o quanto precisa se manter íntegra para manter os usuários na plataforma. A prova disso é a recém tomada decisão em impedir que políticos façam campanhas pagas para disseminação de conteúdos (verdadeiros ou de fake news) com viés eleitoral.

Essa decisão agregou um valor enorme ao Twitter, e eles querem seguir em frente com essa ideia de passar para o coletivo uma imagem de responsabilidade pelas atividades na rede social.


Compartilhe