TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia As melhores alternativas ao Spotify em 2022 | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Dicas, Truques e Macetes | As melhores alternativas ao Spotify em 2022

As melhores alternativas ao Spotify em 2022

Compartilhe

O Spotify nasceu em 2008, e com 165 milhões de assinantes em todo o mundo, é uma indiscutível força dominante dentro do segmento de streaming de música. Com uma base de usuários desse porte, é fácil concluir que o serviço consegue capitalizar tanto com a publicidade veiculada nos planos gratuitos como nos assinantes pagos.

Mas o mundo da música por streaming não se resume ao Spotify, felizmente. Afinal de contas, quem é que gosta de monopólio (não é mesmo, Apple e Microsoft?). Outras plataformas existem e podem ser tão válidas quanto o serviço líder de mercado.

Para os mais indecisos, vamos apresentar neste artigo as melhores alternativas ao Spotify neste momento, com opções que contam ou não com publicidade, além das características técnicas que entregam relevantes diferenciais para públicos com perfis variados.

 

Bandcamp

Muitos usuários que estavam no Spotify se bandearam para o Bandcamp, e muita gente se refere a este serviço como o “anti-Spotify”. Essa plataforma se destaca por não coletar nenhum dado pessoal de seus usuários, além de permitir que os artistas estabeleçam os seus preços para os conteúdos consumidos dentro do serviço.

Além disso, qualquer pessoa pode enviar músicas para o Bandcamp, o que torna o serviço uma espécie de “Robin Hood” dos aplicativos de música. Quem não deve gostar muito desse serviço (além do Spotify, obviamente) são as gravadoras, já que não contam com qualquer tipo de lucro em relação aos artistas independentes.

 

SoundCloud

O SoundCloud conta hoje com mais de 265 milhões de músicas e episódios de podcasts em sua biblioteca, e sua popularidade já é bem grande junto aos usuários que consomem conteúdos de áudio de forma mais independente. O único porém aqui é que você precisa pagar para ter acesso a todo esse conteúdo, que está disponível exclusivamente para os assinantes do SoundCloud Go+.

O usuário da conta paga pode dobrar o volume de conteúdo que pode ouvir, além de poder criar as suas mixagens para festas e outros eventos. A conta normal do SoundCloud Go (também paga) custa menos cara que a versão Go+, e também oferece downloads ilimitados das músicas e podcasts.

 

YouTube Music

É o meu serviço de streaming de música preferido neste momento, e é o serviço que eu uso neste momento.

O YouTube Music nada mais é do que o Google Play Music do passado, e a mudança o transformou em uma das maiores plataformas gratuitas de música do planeta. Ganhou uma grande credibilidade com o seu elevado número de assinantes, e se tornou o segundo maior motor de buscas do mundo (perdendo apenas para o Google).

Essa plataforma conta com vantagens naturais em função de todo o ecossistema que a cerca. Uma de suas grandes vantagens em relação à concorrência é oferecer ferramentas que permitem a qualquer pessoa criar playlists personalizadas com os seus vídeos musicais favoritos.

Ou seja, qualquer pessoa poderia com muita facilidade criar a sua MTV particular, com os vídeos e músicas de sua preferência. Além disso, sua qualidade de áudio de 128 kbps é mais do que satisfatória para a maioria dos usuários casuais, e esse é um dos poucos aplicativos que pode competir de igual para igual com o Spotify no segmento de podcasts, já que naturalmente conta com os melhores programas do planeta.

 

Amazon Music Unlimited

O Amazon Music Unlimited é tudo o que você pode esperar de uma boa proposta dentro do segmento de streaming musical.

A plataforma conta hoje com mais de 75 milhões de músicas em seu acervo, e quando o serviço é vinculado ao Alexa, ele é perfeito para que os usuários mais curiosos possam conhecer novos artistas e canções a qualquer momento do dia ou da noite, inclusive quando você está dormindo.

Com ele, é possível classificar as canções pelo seu estado de ânimo ou transformar o seu dispositivo Amazon Fire conectada na TV em uma autêntica máquina de karaokê, reproduzindo as canções com a letra aparecendo na tela exatamente no tempo ou andamento de sua execução.

O modelo de assinatura do Amazon Music Unlimited funciona de forma um pouco diferente aos demais serviços da lista: quem é assinante do excelente Amazon Prime pode obter um preço reduzido na assinatura do serviço de streaming musical. E essa é uma excelente forma de economizar alguns meses de serviço pago.

 

Apple Music

É a principal adversária do Spotify nos planos pagos de streaming de música.

O Apple Music é fruto de todo o processo de democratização de distribuição de áudio em nosso mundo moderno, já que é resultado direto do lançamento do iPod e do iTunes lá atrás, além de criar um modelo de negócios onde os usuários poderiam escolher as músicas que queria ouvir, pagando muito menos pela faixa do que pelo álbum completo.

Sua biblioteca de músicas é muito maior que a do Spotify, e o serviço agora recebe o suporte ao áudio sem perda de qualidade para otimizar a experiência do streaming. Para quem tem um dispositivo com o sistema iOS (aka iPhone), as músicas podem ser reproduzidas a partir de um simples comando para a Siri, e cada assinatura vem com um período de testes gratuitos de 90 dias.

Assim como acontece com o Spotify, os assinantes do Apple Music podem criar e compartilhar suas próprias listas de reprodução nas redes sociais, o que aumenta o interesse daqueles que gostam de interagir com os conteúdos publicados por outros usuários, além de aproximar aqueles que contam com os mesmos interesses.

 

Conclusão

Agora, você não tem desculpa para não considerar uma saída do Spotify. Aliás, a lista exsite justamente para oferecer alternativas para uma eventual troca de plataforma de streming neste momento, ou até mesmo complementar o conteúdo que você está ouvindo agora (algo que é difícil, pois a grande maioria dos serviços de música online estão bem completos neste momento).

Sei que, no final, a decisão do usuário sempre vai pesar para o item preço. E não podemos culpar as pessoas por isso, pois dinheiro não dá em árvore. Mas sempre que possível, procure também analisar os diferenciais técnicos que cada serviço pode oferecer, com características singulares e os pontos que podem efetivamente entregar uma melhor experiência de uso, alinhando com as suas necessidades.

E boa música para todos nós.


Compartilhe