Compartilhe

Há muito tempo se especula sobre o lançamento de um iPhone barato ou de baixo custo por parte da Apple. O iPhone 5c era para ser esse iPhone em teoria, mas na prática ele só era uma variante do iPhone 5s com uma péssima relação custo/benefício que, obviamente, acabou sendo um enorme fracasso.

Por outro lado, o que a Apple não conseguiu com o iPhone 5c teve com o iPhone SE, a primeira tentativa real de oferecer um smartphone de Cupertino barato de verdade e com uma boa relação custo/benefício. E quando eu falo “barato”, eu quero dizer um iPhone com um valor abaixo dos R$ 2.000, bem mais acessível que o iPhone 6s, que oferecia o mesmo desempenho.

Desde então, a Apple só reforçou a aposta pelos smartphones top de linha, aumentando cada vez mais o preço de venda. O mercado cansou, o consumidor não engoliu mais, e a Apple se colocou em um beco sem saída. As vendas dos iPhones caíram, e não é possível mais subir os preços dos produtos para evitar uma queda nas receitas.

 

 

iPhone SE a US$ 249 se esgotou em poucos dias, e isso é um sinal

 

 

A volta do iPhone SE ao mercado com um preço de US$ 249 foi um sinal claro do caminho que a Apple pode seguir. O modelo se esgotou rapidamente, e isso mostra de uma vez por todas que o mercado pede por um iPhone barato DE VERDADE.

Não é uma decisão simples para a Apple, que não pode simplesmente lançar um iPhone mais barato e prejudicar o conceito de “status” que os consumidores associam ao produto. Conceito esse que a própria Apple criou. Mas esta pode ser a válvula de escape que permitiria à empresa de Tim Cook melhorar as vendas do seu principal produto e dar um empurrão nas receitas.

 

 

E quanto deveria custar um iPhone barato?

Ótima pergunta. E a resposta não é fácil.

Porém, observando para o panorama atual que se apresenta o catálogo da Apple, o ideal seria um preço entre US$ 300 e US$ 500, o que seria uma margem boa o suficiente para ele não ser comparado com o iPhone 7, que ainda está no mercado e é uma opção interessante para quem quer pagar menos em um smartphone com iOS nesse momento.


Compartilhe