A Apple é acusada de não encarar de frente o problema presente no NFC das unidades do iPhone X fabricadas antes de abril de 2018.

Nos países onde o Apple Pay é mais popular, começaram a surgir relatos de problemas com o iPhone X. Problemas que persistiram ao longo dos meses, e que só deixaram de surgir com a chegada da revisão B do iPhone X a partir de abril deste ano.

E a Apple decidiu não fazer nada com as milhões de unidades problemáticas do iPhone X no mercado, acreditando que apenas a minoria iria perceber o problema, ou em países onde a validação de transportes via NFC estava ativa.

 

 

De forma nada surpreendente, a Apple já está lidando internamente com a situação, e até aceita trocar essas unidades do iPhone X por modelos da revisão B, mas para isso o usuário terá que mostrar que realmente tentou utilizar o NFC com os sistemas de transporte na China e no Japão. No resto do mundo, a Apple finge que não tem nada errado.

A sorte da Apple é que esse problema não é visível para a maioria dos usuários, e terá que lidar apenas com uma minoria mais ruidosa. Porém, é mais uma mostra que a tal “transparência” que a empresa diz ter é bem opaca com assuntos alheios à sua vontade.