Compartilhe

Ah, eu não vou começar esse post com um EU JÁ SABIA ou um EU AVISEI com caixa alta. Mas vontade não me falta. Ainda mais quando o comunicado é assinado pelo Tim Cook. Pois bem, a Apple já avisou para os investidores que os resultados financeiros do quarto trimestre de 2018, que serão anunciados em 29 de janeiro, contarão com números ABAIXO DOS INICIALMENTE ESTIMADOS.

E não é pouca coisa não. Quase dos dígitos. A diferença para menos é de nada depreciáveis US$ 9 bilhões. E a culpa disso está nas vendas de iPhones abaixo do esperado. É claro que tem outros fatores que Cook coloca na equação, como variação cambial do dólar, os valores dos componentes e o cenário mais complexo de vendas na China. Mas as vendas de iPhones que não vão tão bem das pernas é o principal problema nesse momento.

 

 

A bolha estourou para o iPhone?

Talvez.

Eu entendo que a Apple forçou demais a barra, se achando a ponto de oferecer iPhones com preços que ultrapassavam a casa dos US$ 1.000. Era algo simplesmente ridículo, e não pelo lado bom. Aqui no Brasil, o iPhone XS Max de 512 GB custando patéticos R$ 9.999 e nos Estados Unidos custar exorbitantes US$ 1.449 são sinais claros que a empresa perdeu completamente a noção e o senso de ridículo.

Naquela época, muitos já comentavam que a desculpa do “tem quem paga” dessa vez não iria colar. Ainda mais em um momento onde o mercado de smartphones registrava uma retração nas vendas, e de generosos 5% no terceiro trimestre de 2018. A bolha da saturação do mercado estava mais do que pronta para estourar, e a agulha, ao que tudo indica, estava materializada nos fabricantes chineses, que em 2018 apresentaram modelos excelentes custando pelo menos a metade dos novos iPhones.

Outro sintoma claro de que a coisa ia feder na Apple é o fato do iPhone XR ser um sucesso de vendas. O que poderia ser um bom sinal (ainda mais para um dispositivo que estava conseguindo roubar usuários do Android) na prática era um problema, pois a margem de lucro desse modelo é consideravelmente menor do que a dos modelos iPhone XS e iPhone XS Max, mesmo com um custo de produção menor.

Mas o sinal amarelo ligou mesmo para Cupertino quando a empresa anunciou que iria retomar a produção do iPhone X, que foi descontinuado durante o evento de apresentação dos novos modelos. Aqui, o recado era claro: precisamos estancar o sangramento que já estava exposto.

Agora, Tim Cook já prepara o coração dos investidores, alertando que os lucros serão menores que as projeções, o que significa que quem investiu vai receber MENOS dinheiro. E eu estou bem curioso para saber como as ações da Apple vão se comportar amanhã. Não será surpresa se uma queda livre acontecer.

E diante de tudo isso, acaba sendo inevitável dizer que eu avisei que isso poderia acontecer. Eu e muita gente. A Apple estava completamente fora de uma realidade que indicava claramente que o cenário atual é outro.

US$ 1.449 por um smartphone? Ridículo!

 

Via Apple


Compartilhe