Apple fecha todas as suas lojas por causa do coronavírus (menos na China) | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Apple fecha todas as suas lojas por causa do coronavírus (menos na China) | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Notícias | Apple fecha todas as suas lojas por causa do coronavírus (menos na China)

Apple fecha todas as suas lojas por causa do coronavírus (menos na China)

Compartilhe

A Apple tomou a curiosa decisão de fechar todas as suas lojas espalhadas pelo mundo, com uma única exceção: na China, onde as lojas reabriram depois de um mês e meio de portas fechadas.

O comunicado assinado por TIM Cook (CEO da Apple) informa que a Apple aprendeu muito com a experiência das últimas semanas na China, e que a forma mais eficiente para minimizar o risco de transmissão do coronavírus é reduzir a densidade e maximizar a distância social.

As lojas ficarão fechadas até 27 de março (pelo menos), mas o prazo pode ser prorrogado se a situação não melhorar. Além disso, os poderes públicos podem decretar (ou manter) o fechamento dos comércios e serviços não essenciais.

Ao redor do mundo, as lojas da Apple estavam quase vazias, sem as tradicionais filas ou tempo de espera. Os atendentes não estavam estendendo a mão para cumprimentar os clientes, o que indica que a empresa estava trabalhando com as medidas preventivas contra a doença por semanas.

Devemos agradecer todas as medidas nesse sentido, sejam aquelas adotadas pelo setor empresarial ou pelas administrações públicas. Infelizmente, nos últimos idas, testemunhamos muitas pessoas que não parecem ser conscientes sobre os riscos de uma atitude despreocupada diante da crise do coronavírus.

Cada um de nós, de forma individual, temos que nos proteger e proteger ao próximo. Não apenas porque podemos nos expor ao vírus, mas também pelo fato de colocar o próximo em risco, incluindo as pessoas que mais amamos.

 

 

 

E aqui, fica o pedido: fique em casa!

 

Procure colaborar dentro das suas possibilidades contra a desinformação, as campanhas de malware nos dispositivos informáticos e móveis, as manifestações racistas e de ódio, procure combater as teorias conspiratórias e as pessoas que querem se aproveitar de forma inescrupulosa do cenário atual, vendendo “vacinas” ou “curas” (que não existem nesse momento).

As duas principais armas para combater o coronavírus estão na informação e no cuidado ao próximo. Pense nisso.

 

 

Via Apple


Compartilhe