O iPhone está cada vez mais caro, mas a Apple não dá a mínima, pois continua líder em vendas entre os modelos top de linha.

Os novos iPhone XS e XS Max são mais caros que os modelos lançados em 2017, e menos acessíveis para a maioria dos meros mortais. Logo, o Android é a alternativa, pela grande variedade de produtos e preços.

Sabemos que a Samsung é quem mais vende smartphones, mas não consegue dominar o segmento mais alto de preços (acima dos 800 euros). Porém, os resultados podem apresentar diferentes leituras.

 

 

De acordo com o mais recente relatório da Counterpoint Research, a Apple foi a marca que mais vendeu no grupo de smartphones com preços entre 400 e 799 euros no segundo trimestre de 2018, representando 43% das vendas globais. É quase o dobro de vendas da Samsung na mesma faixa de preço (24%).

Porém, ultrapassando a casa dos 800 euros, a cota de mercado da Apple é de impressionantes 88%.

 

 

Agora, lendo os números.

Por norma, o segundo trimestre de 2018 é o período onde as vendas de iPhones tendem a cair, algo justificado pela proximidade do lançamento da nova geração de telefones em setembro.

Repare que estamos falando de um domínio claro quando ultrapassa a casa dos 800 euros. E os smartphones Android sofrem da conhecida queda preços/desvalorização que o iPhones não sofrem.

Lá fora, o Samsung Galaxy S9 pode ser encontrado por pouco mais de 550 euros. O Huawei P20 Pro já pode ser comprado por 750 euros. Sem falar nos tops de linha da Xiaomi ou OnePlus com preços muito competitivos.

Ou seja, as estatísticas não mostram se a Apple realmente vendeu uma grande quantidade de iPhones, mas apenas que não tem concorrência dentro de uma faixa de preço tão elevada.

Lembrando que os números oficiais de vendas da Apple ainda não saíram. Só foram medidas as cotas de mercado em função do preço, e nada mais.

 

Via Apple Insider