Apple Card: bonitinho, mas delicado demais | TargetHD.net TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia
Press "Enter" to skip to content

Apple Card: bonitinho, mas delicado demais

Compartilhe

Apple Card é o cartão de crédito e débito que atua como mais um serviço de uma Apple que quer se livrar da dependência do iPhone para ser lucrativa. Ele se integra a todo o ecossistema dos demais serviços da empresa.

O cartão é gratuito, devolve uma porcentagem de cada compra (até 3%) e promete total segurança e privacidade com a codificação de ponta a ponta e autenticação via Touch ID e Face ID. Sua comodidade de uso é questionável, já que cada Apple Card está ligado a um dispositivo único que armazena a informação do cartão de forma segura, o que obriga o usuário a levar o dispositivo em questão consigo o tempo todo, em cada compra. É esperado que, no futuro, essas possibilidades se ampliem, com opções de financiamento facilitado e outros.

A Apple fechou uma parceria com a Mastercard e Goldman Sachs (aka “a financeira mais odiada de Wall Street”) e, por isso, não podemos chamar a Apple de banco (pelo menos não no formato tradicional de um banco).

 

 

Apple Card: tão bonito, como delicado

O Apple Card foi apresentado em março, e é parte da “reinvenção da Apple em empresa de serviços”. Algo compreensível, uma vez que o mercado de vendas do iPhone chegou ao seu ponto de estagnação, e com a loja de aplicativos mais rentável do planeta, chegou a hora de capitalizar em cima da enorme base de usuários ativos.

O cartão chegou ao mercado norte-americano, e nesse primeiro momento, muito se fala sobre o seu design e a “delicadeza” do mesmo. A maior empresa de tecnologia do mundo entra com força no mundo do Fintech com um cartão de crédito próprio e serviços financeiros físicos e virtuais.

O Apple Card é feito em titânio, recebendo um acabamento na cor branca, se destacando dos demais cartões pelo seu design. O problema é que este é um cartão de uso bem delicado, algo que a própria Apple deixa evidente com o seu manual para transportar de forma segura o item.

Não é a primeira vez que a Apple foi criticada por fabricar produtos esteticamente atraentes, mas bem frágeis no uso diário. E o manual lembra que armazenar o cartão com outros cartões de crédito pode danificá-lo. O cartão também não pode ser transportado nos bolsos de calças jeans ou entrar em contato com chaves, ou até mesmo ser armazenado em uma carteira de couro, pois o branco do acabamento pode descolorir de forma permanente.

Ainda não existe uma data de lançamento do Apple Card fora dos Estados Unidos. E para resolver os problemas físicos do cartão, o app iWallet terá que entrar em ação. Ele, e um pano de microfibra levemente umedecido em água ou álcool isopropílico, que são recomendados para a limpeza do item.

Já podemos imaginar as piadas se acumulando na internet. Porém, é melhor os bancos tradicionais começarem a se preocupar com a chegada da Apple no mundo do Fintech.

 

Via Apple Insider


Compartilhe