Compartilhe

Os rankings de melhores do ano começou mais cedo em 2019. Algo mais que justificado, já que o ano de 2019 em si passou voando. E, para muita gente, foi um ano tão conturbado, que é melhor que ele termine logo.

Mas parece que o ano de 2019 que começou bem tumultuado pela Apple está terminando com um final feliz para Tim Cook e todo mundo na turna de Cupertino. Todos os anos, a Interbrand revela o seu ranking das 100 empresas mais valiosas do mundo, e a lista de 2019 já foi publicada.

E não apresenta novidades na liderança.

 

 

Apple, líder pelo sétimo ano consecutivo

 

 

Para a surpresa de (quase) ninguém e pelo sétimo ano consecutivo, a Apple ficou com a coroa de empresa mais valiosa do mundo. Essa é uma hegemonia que parecer ser impossível de ser quebrada, apesar de alguns gurus e profetas do apocalipse afirmarem de tempos em tempos que “este é o fim da Apple”.

Em minha defesa, o “fim” propriamente dito eu nunca declarei. Porém, eu sempre questionei o modelo de negócio da empresa no segmento de telefonia móvel, especialmente nos últimos dois anos com valores acima dos US$ 1.000. Pois bem, as mudanças adotadas por Tim Cook em 2019 mostram claramente que eu estava certo com as minhas previsões.

 

 

Top 10 das empresas mais valiosas do mundo, segundo a Interbrand

Apple
Google
Amazon
Microsoft
Coca-Cola
Samsung
Toyota
Mercedes
McDonald’s
Disney

 

Em números específicos, a Apple cresceu 9% em comparação com o ano anterior. A Google ganhou 8%, e a Amazon expandiu incríveis (e surpreendentes) 24%. Já a Microsoft cresceu 17%, se mostrando cada vez mais sustentável.

Seguindo no setor de tecnologia, a Samsung cresceu 2% em um ano, e outras gigantes como IBM, Intel e Facebook também ficaram em boas posições nesse ranking (12, 13 e 14, respectivamente). A HP também cresceu, e ficou na posição 54 do Top 100. Já a Huawei sentiu o baque das sanções aplicadas pelo governo norte-americano, e diminuiu 9%, ocupando apenas a posição 74 da lista.

 

Via Interbrand


Compartilhe