O Google Home e o Amazon Echo são duas forças dominantes no mercado de alto-falantes inteligentes. São muito similares no conceito geral, mas com a principal diferença de contarem com o Google Assistente e o Alexa como assistentes inteligentes.

Porém, conceitualmente, os dois dispositivos não são muito diferentes. Logo, o comparativo entre o Google Home e o Amazon Echo serve para destacar essas diferenças de forma mais clara.

 

Design

 

 

Os dois produtos se colocam na posição vertical, mas são esteticamente muito diferentes. O Amazon Echo é um cilindro perfeito revestido por uma tela acústica, com quatro botões físicos na parte superior. Tem dimensões de 148 x 88 mm e peso de 821 gramas.

 

 

Já o Google Home mantém o contorno arredondado, ma possui um corte transversal na parte superior, com o botão para silenciar o alto-falante na parte traseira. A parte inferior conta com a tela acústica, que pode ser trocada por outros acabamentos, e na parte superior temos um painel tátil com sistema de LED que mostra o funcionamento do dispositivo. Possui dimensões de 142,8 x 96,4 mm, com peso de 477 gramas.

 

 

Qualidade de áudio

 

 

Teoricamente, o Amazon Echo oferece uma melhor qualidade de som, por receber a tecnologia Dolby, que entrega vozes nítidas e graves dinâmicos. O áudio do Google Home tende a ser mais apagado nesse aspecto.

 

 

Google Assistente vs Alexa

 

 

No uso diário, o Google Assistente tende a trabalhar melhor, levando em conta a sua maior integração com os dispositivos Android. Lembrando que o Alexa ainda está em fase beta, ou seja, continua aprendendo com o mundo que o rodeia.

 

 

De qualquer forma, o Google Assistente reconhece melhor alguns comandos, especialmente aqueles relacionados com a música. Para comandos aleatórios, os dois dispositivos funcionam bem, mas o do Google consegue transmitir rádios do TuneIn que o Amazon Echo não encontra.

 

 

Conclusão

 

Design é sempre algo subjetivo, assim como a qualidade de som. Logo, o grande fiel da balança está no software de assistente virtual. Nesse aspecto, o Google Assistente está funcionando melhor, pela maturidade. O Alexa ainda está em desenvolvimento.

Mas a escolha final é sempre sua.