Amazfit Pop Pro: vale a pena?

Compartilhe

Tem cara de Apple Watch, forma de Apple Watch, cheiro de Apple Watch, gosto de Apple Watch… mas é da Huami. E ninguém liga muito para isso, já que o Amazfit Pop Pro é bem mais barato, tem nove dias de autonomia de bateria e alguns recursos bem interessantes para a maioria dos usuários.

Mas… será que ele convence aos usuários que já escolheram suas alternativas dentro do segmento de relógios inteligentes? Será que a relação custo-benefício do dispositivo convence? Será que é esse o próximo smartwatch que você vai chamar de seu?

Vamos tentar responder a estas perguntas neste post.

 

 

 

Como o GPS faz diferença…

 

 

Olhando de forma fria e calculista, o Amazfit Pop Pro é, basicamente, o Amazfit Pop com GPS. E mesmo que você afirme que esse pequeno detalhe não faz diferença alguma na sua vida, ele faz diferença na vida de muita gente, principalmente para quem realiza atividades físicas todos os dias, e levam essa rotina de exercícios a sério.

O GPS independente significa deixar o smartphone em casa e, por tabela, menos peso incomodando na hora de realizar a prática esportiva. Todos os dados são monitorizados no próprio relógio, entregando para os atletas do dia a dia as informações sobre as rotinas realizadas.

O Amazfit Pop Pro traz os recursos mais encontrados nos relógios inteligentes mais populares da categoria, como resistência à água, batimentos cardíacos, saturação de oxigênio no sangue e monitorização de mais de 70 atividades físicas diferentes.

Ou seja, é um relógio bem completo nos seus recursos, considerando o fato que ele pode funcionar por até nove dias com uma única carga de bateria (ou até 14 dias de uso mais moderado, mas sem deixar claro o que isso significa na prática). Vale lembrar que a conectividade Bluetooth 5.0 LE é um dos fatores que ajudam nessa eficiência energética, pois vai consumir muito menos energia dos 225 mAh da bateria do dispositivo.

Como “cereja do bolo”, o Amazfit Pop Pro ainda conta com NFC para pagamentos por aproximação, mas não há informações se ele será compatível com os recursos de pagamento eletrônico do Brasil.

 

 

 

Amazfit Pop Pro: vale a pena?

 

O Amazfit Pop Pro tem preço sugerido (e convertido) de R$ 320, e não tem previsão de lançamento para o mercado brasileiro. Porém, eu não tenho dúvida alguma que, pelo o que oferece, deve ser um dos favoritos entre os usuários brasileiros que adoram importar dispositivos eletrônicos da China.

É um dispositivo com um design bem conhecido, entrega os recursos mais populares, tem o respaldo de uma marca que já ganhou notoriedade no Brasil (a Amazfit já está consolidada por aqui), possui uma boa autonomia de bateria e promete um desempenho de respeito.

Ele entrega tudo o que a maioria dos usuários procura em um dispositivo dentro dessa categoria, e o seu preço sugerido é muito competitivo. Logo, de forma nada surpreendente, o Amazfit Pop Pro tem todos os ingredientes para ser um dos dispositivos mais procurados pelos usuários brasileiros.

E, particularmente (olhando de longe), entendo que vale a pena investir tempo e dinheiro neste dispositivo.

 

 

Via GSMArena e XDA-Developers


Compartilhe