Press "Enter" to skip to content
Você está em | Home | Tecnologia | Alexa vs ChatGPT: são mundos bem diferentes

Alexa vs ChatGPT: são mundos bem diferentes

Compartilhe

Agora que todo mundo está falando em Inteligência Artificial, vamos tentar definir melhor o que cada tecnologia se propõe a fazer. Muitos usuários estão confundindo o ChatGPT, que é o recurso mais falado deste segmento nos últimos tempos, com a Alexa, assistente virtual disponível em vários dispositivos da Amazon.

Existem aqueles que afirmam que não precisam do ChatGPT porque a Alexa já é a Inteligência Artificial de sua vida, e tal avaliação é muito esquisita e absurdamente grosseira, combinada com uma bela dose de ignorância.

Mas como a maioria só não sabe do que está falando, lá vou eu explicar por que não podemos considerar ChatGPT e Alexa tecnologias que estão dentro do mesmo segmento de inteligência artificial.

 

Como a Amazon está reagindo ao ChatGPT

O ChatGPT é um recurso de Inteligência Artificial muito poderoso, pois pode oferecer em poucos segundos respostas para questões muito complexas. Seu principal diferencial está no fato de obter as suas respostas a partir de perguntas com contextos mais elaborados.

Quanto mais detalhada for a instrução passada para o ChatGPT, mais completos serão os resultados oferecidos pela Inteligência Artificial. Algumas pessoas estão chocadas com isso, mas ninguém está mais assustado nesse mundo do que os executivos do Google, da Microsoft e da Amazon.

Recentemente, a Amazon confirmou que também está trabalhando em modelos de Inteligência Artificial generativa, e vai combinar os seus progressos com tudo o que avançou nos últimos anos nos aspectos de aprendizagem automática.

E todas as gigantes de tecnologia precisam mesmo se preocupar com os avanços alcançados pela Open AI com o ChatGPT. Afinal de contas, essa é uma autêntica corrida onde uma empresa disparou na frente. E todo mundo sabe o que acontece quando uma tecnologia se torna referência em um segmento.

De qualquer forma, a Amazon revelou recentemente que os grandes modelos de Inteligência Artificial que desembarcarão no mercado em um futuro não muito distante serão mais conversacionais, diferente do que acontece neste momento com o ChatGPT, que é transacional.

A Amazon aposta nesse desenvolvimento para superar a concorrência, mas se esquece que todas as gigantes de tecnologia também estão trabalhando neste sentido, o que torna o cenário muito mais dinâmico do que uma simples aposta em um formato de interação com essas inteligências artificiais.

Por outro lado, a Amazon é líder em vários campos tecnológicos, e não resta dúvidas que vai entregar alternativas para deixar a Alexa ainda mais completa para bater de frente com o ChatGPT.

 

O que a Alexa tem que o ChatGPT não tem?

A Alexa é um assistente de voz personalizado e desenvolvido especificamente para interagir com os usuários através de comando de voz, entregando respostas em tempo real e oferecendo uma ampla variedade de funções e recursos.

Através da Alexa, o usuário pode solicitar por comandos de voz que um determinado dispositivo execute uma música em formato digital, adicione itens na lista de compras do mês, estabeleça lembretes para datas e horários futuros, realize compras no supermercado ou via delivery, interaja com outros dispositivos na residência ou escritório, entre várias outras tarefas.

A Alexa também é capaz de aprender com as preferências e padrões de comportamento do usuário, deixando a experiência ainda mais personalizada e intuitiva. Essa característica em especial é um dos principais segredos do seu sucesso.

Por outro lado, o ChatGPT é um modelo de linguagem generativa, que pode executar uma série de tarefas a partir de instruções por texto. Desde responder perguntas até criar histórias e diálogos completos, passando inclusive por escrever códigos de programação complexos.

O ChatGPT não está desenvolvido neste momento para interagir com os usuários da mesma forma que a Alexa faz. Pelo contrário: foi pensado para oferecer respostas a partir da informação proporcionada pelo usuário.

A Alexa executa comandos, pesquisa sobre as principais notícias do dia e está mais conectada com os eventos mais recentes. Já o ChatGPT conta com um enorme banco de dados armazenados, mas concentra as suas informações até o ano de 2021 (com alguns países recebendo atualizações para o final de 2022).

Por fim, a Alexa possui personalidade própria, sendo gentil e acolhedora, além de contar com senso de humor. E o ChatGPT interage o tempo todo a partir do texto frio, mas com zero carisma.

Ou seja, são caminhos e características diferentes, mas que certamente vão trilhar da mesma estrada no futuro. Quem sabe trabalhando juntos em um único dispositivo.


Compartilhe