A Acer apresentou na CES 2019 o Acer Swift 7 (2019), notebook ultrafino com apenas 9.95 mm de espessura. É mais grosso que o modelo do ano passado, mas possui uma frontal com relação tela/corpo de 92%, colocando 14 polegadas de tela em um corpo de 13 polegadas.

Mesmo ultrafino, o notebook promete uma autonomia de até 10 horas de uso, com um hardware top de linha que promete uma maior potência com o máximo de mobilidade.

 

 

Um dos notebooks mais finos (e leves) do mundo

 

 

O Acer Swift 7 (2019) não surpreende apenas pela baixa espessura de 9.95 mm, mas também pelo peso muito reduzido, com apenas 890 gramas. É perfeito para levar para qualquer lugar. E esse peso é possível graças ao uso de lítio, magnésio e alumínio nos seus materiais de construção.

 

 

Boa tela e ótima autonomia de bateria

O Acer Swift 7 (2019) possui uma tela de 14 polegadas (1920 x 1080 pixels, Full HD), com 72% de espaço de cores NTSC e 100% do espaço RGB, com 300 nits de brilho. Sua autonomia de bateria é de até 10 horas de uso em modo moderado, que deve ficar na metade do tempo com um uso habitual.

 

 

Potência e preço

 

 

Nas suas entranhas, o Acer Swift 7 (2019) ou Acer Swift 7 SF714-52T conta com um processador Intel Core i7 de oitava geração (Core i7-8500Y com até 4.2 GHz em modo turbo), trabalhando com 8 GB ou 16 GB de RAM e 256 GB ou 512 GB de SSD PCIe.

O modelo conta com duas portas USB Type-C compatível com Thunderbolt e nada mais. Chega ao mercado no mês de maio, e o seu preço inicial sugerido é de 1.800 euros.

Sim… desde já eu sonho com a chegada do Acer Swift 7 (2019) no Brasil, mas eu mal posso imaginar o preço que ele custará por aqui. E eu sei que eu não vou ter essa grana toda para pagar por ele.

Mas sonhar ainda é de graça.