Compartilhe

Além do espetacular Acer Predator Triton 900 (realmente… é difícil tirar os olhos dele…), a Acer apresentou na CES 2019 o Acer Predator Triton 500, um notebook com formato tradicional mas igualmente pensado para os gamers e devidamente atualizado com o hardware mais recente do mercado.

Estamos diante de um portátil com tela Full HD de 15.6 polegadas, espessura de 17.9 mm e peso de 2.1 kg. Seu chassi é totalmente metálico e sua tela possui bordas quase invisíveis (6.3 mm), entregando assim uma relação corpo-tela de 81%. Nada mal para um notebook que pretende assim ser mais imersivo para os jogos e consumo de conteúdo multimídia.

No seu interior, o Acer Predator Triton 500 conta com gráficos NVIDIA GeForce GTX 2080 (como não… é a placa gráfica queridinha da CES 2019) com deisgn Max-Q. Ela vem acompanhada de um processador Intel Core i7 de oitava geração, até 32 GB de RAM DDR4 e armazenamento em SSD NVMe PCIe RAID 0.

Sua GPU recebe um overclock de fábrica e é totalmente apta a rodar conteúdos de realidade virtual com o modo VR-Ready. Tudo isso permite que os usuários mais exigentes executem os jogos com a qualidade máxima, sem se preocupar com os gargalos de desempenho.

A sua tela IPS possui brilho máximo de 300 nits, frequência de atualização de 144 Hz e tempo de resposta de 3 ms. Além disso, conta com a tecnologia NVIDIA G-Sync para entregar uma imagem mais fluída para jogos e reprodução de conteúdos de vídeo em alta resolução.

Para resumir: não resta dúvidas que o Acer Predator Triton 500 é o tipo de notebook gaming que faria feliz a maioria dos jogadores casuais mais exigentes e até mesmo os profissionais que trabalham com tarefas gráficas. O portátil possui uma potência digna de qualquer bom desktop dedicado para essas finalidades.

Porém, a brincadeira do Acer Predator Triton 500 desembarca na Europa em fevereiro, e não será nada barata: tem preço inicial sugerido de 2.000 euros.

 


Compartilhe