A Acer apresentou oficialmente na CES 2019 o Acer Chromebook 315, o primeiro da empresa a combinar o Chrome OS com um processador assinado pela AMD. O modelo é voltado para os usuários que só querem um portátil para usar a internet e os serviços do Google.

A Acer optar pela AMD no lugar da Intel é um movimento lógico, levando em conta a popularidade e os resultados deixados pelo AMD Ryzen. O Acer Chromebook 315 está disponível em duas versões que se diferenciam principalmente pelo processador (AMD A6-9220C ou AMD A4-9120C).

O seu design possui uma estrutura metálica em cinza prata com uma tela com 15 polegadas (1920 x 1080 pixels, Full HD, IPS, touch). Provavelmente o modelo é compatível com um lápis touch para interação com o sistema operacional e desenhos na tela.

No seu interior, o Acer Chromebook 315 conta com um armazenamento de 32 GB em eMMC (não expansível), até 8 GB de RAM no modelo superior, e 4 GB de RAM no modelo mais básico. Nos gráficos, encontramos uma AMD Radeon, e nas conexões temos duas portas USB Type-C, duas USB 3.0, Bluetooth 4.2, WiFi 802.11ac dual-band e entrada para fones de ouvido e microfone.

 

 

Por ser um Chromebook pensado na portabilidade, ele pesa 1.7 kg, o que é leve considerando o tamanho de sua tela (cabe em uma mochila sem maiores problemas). O Chrome OS está disponível na sua versão mais recente, e será atualizado nos próximos anos diretamente pelo Google.

O Acer Chromebook 315 tem preço sugerido de US$ 280 nos Estados Unidos no seu modelo mais básico, e chega ao mercado daquele país a partir de fevereiro de 2019. Por enquanto, não há previsão de lançamento ou preço para o mercado brasileiro.

 

 

Mais e mais pessoas estão recorrendo aos Chromebooks para as tarefas mais simples de produtividade em um mundo conectado. E o Acer Chromebook 315 é mais uma opção que chega ao mercado para atender a esse público.