Através de sua conta do Twitter, o fail0verflow mostrou como é possível instalar o Linux em um Nintendo Switch, explorando a vulnerabilidade presente no chip Tegra X1 presente no dispositivo.

O grupo hacker deu um tempo de embargo para a Google antes de liberar a informação, por pura questão de ética. Porém, o problema persiste, e a falha pode ser explorada sem perda da garantia oficial da Nintendo na prática.

O mais interessante de tudo isso é que esta é uma vulnerabilidade de hardware que não pode ser corrigida, a não ser lançando novas unidades do console com o erro corrigido.

O bug acontece em uma ferramenta dos chips Tegra para recuperar arquivos em equipamentos danificados, onde permite a escrita de linhas de códigos não assinados. Tudo isso, sem o software detectar o que acontece.

De acordo com os criadores, tudo aqui é por pura diversão. Mas é claro que a falha abre infinitas portas para fins maliciosos para a indústria, como rodar jogos piratas.

Porém, o método não é tão simples. É preciso uma habilidade manual e impressão em 3D de uma ferramenta que aperta determinados pinos do Joy Con para obter sucesso no hack.

Para quem se aventura a tentar o método, o tutorial completo está aqui, junto com os links necessários.

Boa sorte!

 

 

 

+info