Compartilhe

A ASUS vai passar por mudanças. Por mais que os smartphones da linha Zenfone se apresentem como boas opções, eles só lideram em alguns países asiáticos, e pouca presença no mundo ocidental. Os lançamentos continuam, mas é hora da liderança mudar.

A empresa prepara uma mudança de CEO depois de anos sem que a divisão de smartphones engrenasse. Jerry Shen deixa o posto e segue para a iFast, uma startup apoiada pela própria ASUS, centrando suas atividades no setor da inteligência artificial e internet das coisas.

 

 

Novos CEOs, novos rumos e até jogos e desempenho

A ASUS vai seguir apostando no mundo dos games e dos ssmartphones. O ASUS ROG Phone foi lançado lá fora e começa a receber prestígio entre os gamers tradicionais.

Serão dois novos CEOs na empresa asiática: SY Hsu, atual responsável pela área de PCs da ASUS, e Samson Yu, que é o atual responsável por toda a parte de atenção ao cliente.

Porém, os smartphones gaming não serão os únicos que receberão a atenção da ASUS a partir de 1 de janeiro de 2019. Os esforços também se centram na criação de smartphones pensados nos usuários mais potentes. Potência e uma boa autonomia para oferecer experiências de alto nível, deixando de investir em telefones mais mainstream que até agora não estão funcionando como o esperado.

A empresa inicia as mudanças de forma efetiva em 1 de janeiro de 2019. É de se esperar que vamos continuar a ver smartphones da linha ROG chegando ao catálogo da empresa, e que o primeiro ROG Phone será acompanhado de vários outros.

Vamos acreditar que a ASUS consegue redirecionar a empresa e os seus esforços para um futuro mais promissor. E que tantas mudanças afetem de forma positiva aos usuários, com produtos cada vez melhores e com preços mais competitivos.

Por ultimo, mas não menos importante… esperamos que o Marcel Campos e o time da ASUS no Brasil não sejam afetados com tantas mudanças.

 

Via Anandtech


Compartilhe