A passagem da Netflix na E3 2019 foi uma decepção | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia A passagem da Netflix na E3 2019 foi uma decepção | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Games | A passagem da Netflix na E3 2019 foi uma decepção

A passagem da Netflix na E3 2019 foi uma decepção

Compartilhe

Muito se esperava da Netflix e sua estreia na E3, maior feira de videogames do mundo. E a grande surpresa foi ver uma potência como essa não fazer tanto barulho quanto muitos esperavam.

O único tema relevante abordado na apresentação foi: a Ubisoft vai desenvolver um videogame para a Netflix. Alguns logos dos futuros parceiros apareceram (entre eles o do gigante francês)… e nada mais chamativo foi anunciado.

Em resumo: o grande problema é que a Netflix sempre soube fazer o hype. Mas sempre foi um hype alimentado pelo seu time de marketing. E lançar um jogo top down pixel-art de Stranger Things (que já era de conhecimento público) e falar um pouco mais do seu RTS para Switch de Cristal Encantado (que já conhecíamos) e, no final, o anúncio de mais um jogo inspirado em Stranger Things para smartphones com estética cartoon (um RPG com elementos de realidade aumentada).

E isso é tudo. Nem mesmo uma tela de jogo foi exibida. Que dirá um gameplay.

 

 

Uma enorme decepção

 

 

A Netflix prometeu entrar no negócio de distribuição de videogames como uma ferramenta de marketing adicional. E, de fato isso aconteceu. Porém, o perfil foi tão conservador, que a participação da empresa na E3 foi pobre.

De fato, o mais interessante do evento foi descobrir como os roteiristas de Stranger Things recorrem a diferentes referências dos anos oitenta, mas que também são fãs do mundo dos games, utilizando essa cultura como referência para o desenvolvimento dos episódios.

De qualquer forma, a Netflix perdeu uma excelente oportunidade para entregar jogos que marcassem essa entrada no universo dos videogames. Dizer que tem jogos e que eles seguem os argumentos da série Stranger Things, complementando a história principal… era algo que todo mudo esperava. E, no final, só indicam que os jogos serão mesmo meras ferramentas de marketing, sem identidade própria.

A única grande promessa de futuro é a Ubisoft como parceira. Não imagino a Netflix desenvolvendo jogos AAA, mas ao menos ela tem como parceira uma grande desenvolvedora. Mesmo assim, muitos esperavam mais da empresa que tem nas mãos coisas como Castlevania, Hi-Score Girl, Bandersnatch e Black Mirror.

 


Compartilhe