A melhor prevenção contra a extorsão sexual na internet é o bom senso | TargetHD.net
TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia A melhor prevenção contra a extorsão sexual na internet é o bom senso | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Dicas, Truques e Macetes | A melhor prevenção contra a extorsão sexual na internet é o bom senso

A melhor prevenção contra a extorsão sexual na internet é o bom senso

Compartilhe

Infelizmente, algumas pessoas passam por esse problema na internet. Não vamos aqui julgar o que cada um faz com a sua própria imagem, mas como não podemos contar com o bom senso do alheio, somos obrigados a recomendar que você tenha bom senso, e pense umas dez vezes antes de praticar o sexting.

A prática de envio de conteúdo pessoal com cunho sexual pode resultar em extorsão. Aquela pessoa para quem você enviou um nudes ou um vídeo mais comprometedor envolvendo suas atividades sexuais pode exigir uma generosa quantidade de dinheiro para não publicar esse material na internet. E isso é mais comum do que você pensa.

Muito além da responsabilidade penal que os cibercriminosos assumem pela extorsão e difusão de um conteúdo sem o consentimento do seu autor (o que por si já é uma enorme violação de privacidade), é fundamental que cada usuário tome as devidas medidas de segurança para evitar o pior cenário. E a principal medida que podemos tomar é: ter o bom senso.

 

 

Nada contra o sexting, mas não dá para fazer com todo mundo

 

Dois adultos conscientes, responsáveis e que se respeitam podem praticar o sexting sem maiores problemas, desde que ambos estejam de acordo com os limites estabelecidos e estão consentindo um ao outro a prática, que sempre deve ser pautada na confiança. Isso é excitante, estimula a relação entre os envolvidos e pode ser até saudável para um relacionamento duradouro.

Porém, transferir essa teoria para toda a internet é algo simplesmente temerário e até imbecil, pois os riscos são enormes. Você não pode contar com o bom senso de um desconhecido, e boa parte das pessoas que são vítimas desse tipo de extorsão normalmente são inexperientes no mundo digital, ingênuas, muito jovens ou totalmente despreparadas em cibersegurança.

E o pior é que predadores sexuais existem aos montes na internet.

 

 

De novo: prevenir é (muito) melhor do que remediar

 

Os conselhos nesse caso são os mais comuns para quem quer manter uma maior segurança online, indo do não compartilhamento de conteúdo comprometedor na internet e a proteção de sua identidade digital (se você ainda assim quer mandar nudes na internet, pelo menos remova o seu rosto, ou tire fotos de ângulos onde não podem identificar você) até medidas mais enfáticas para garantir a sua privacidade, como tampar a webcam do notebook ou denunciar o assédio virtual quando ele acontecer.

É possível que o envio de conteúdo comprometedor aconteça de forma involuntária, já que outra pessoa pode usar o dispositivo onde esse conteúdo está armazenado (em casos de roubo ou perda do smartphone, ou no uso sem permissão) e re-enviar o conteúdo para outras pessoas. O usuário também pode ser gravado ou filmado por outro usuário sem o seu consentimento, e em ambos os casos, os riscos são similares ao sexting, e é fundamental você tomar as suas precauções contra essas ameaças que, infelizmente, existem. Com incidentes que estão se tornando cada vez mais comuns.

Por fim, o principal preventivo contra o assédio virtual em função do sexting é mesmo o bom senso. É fundamental você garantir a privacidade de sua vida sexual virtual, tal e como você normalmente faz com a sua vida físcia. É raro ver pessoas fazendo sexo com portas e janelas abertas, para todo mundo ver. No mundo virtual, é exatamente a mesma coisa, só que no lugar da janela é o seu WhatsApp ou a câmera do seu smartphone ou notebook.


Compartilhe