O Windows é um sistema operacional complexo, com grande volume de códigos para as mais diversas situações e eventos. Ao longo das décadas, este código cresceu de forma assustadora, e nem todo código agregado tem uma utilidade evidente.

Muitas atualizações que fazemos não evidenciam suas vantagens, e algumas delas só servem para corrigir bugs ou funções que não usamos. Algumas correções não fazem muito sentido até para os programadores.

Pois bem, Raymond Chen, programador da Microsoft, compartilhou uma das correções mais curiosas. Ela ainda está no código fonte do kernel do Windows, apesar de todos concordarem que isso é algo inútil.

 

 

A correção mais inútil do Windows

O código chama para a função ‘invd’, que invalida o conteúdo do cache do processador, que guarda as instruções e dados que serão utilizados para as próximas operações. Na prática, a função apaga o cache e obriga o processador a preencher novamente esse cache.

O que mais chama a atenção é o motivo de chamar essa função: os raios gama.

 

 

A função é chamada caso os raios gama afetem os bits armazenados no cache, evitando possíveis problemas no caso do processador tentar chamar dos dados corrompidos.

A proteção é desnecessária, mas o mais engraçado de tudo isso é que ela também está mal implementada. Os raios gama não são um problema: podem afetar a eletrônica, mas é um raio que se produz principalmente no espaço, e que a atmosfera o absorve naturalmente.

Além disso, é improvável que, caso um raio gama acertasse o computador, a memória RAM seria a mais vulnerável, e teria mais sentido incluir o código para evitar a corrupção da RAM.

Talvez o recurso seria útil no espaço, mas o código estava implementado na versão do Windows para consumidores, e não para sistemas integrados para satélites, por exemplo.

 

 

Até a Microsoft sabia como isso era inútil

A Microsoft sabia que esta correção era bem inútil, e o único motivo para manter o código é porque um fabricante de processadores pediu isso.

 

;
; Invalidate the processor cache so that any stray gamma
; rays (I'm serious) that may have flipped cache bits
; while in S1 will be ignored.
;
; Honestly. The processor manufacturer asked for this.
; I'm serious.
;
invd

 

Essa é provavelmente a correção mais inútil que o Windows recebeu na sua história. A prova disso é que três semanas depois de sua implementação, a instrução foi bloqueada e não mais foi executada. Mas o código segue lá, caso alguém decida lutar contra os raios gama em algum momento no futuro.