Nenhum pro Carlton!

Fortnite é um dos jogos mais populares do momento, e também um dos games mais cercados de polêmicas. Uma das principais polêmicas que envolve esse jogo são as coreografias “roubadas” de outros elementos de cultura pop, sem render os devidos créditos para os seus envolvidos.

Porém, a Take Two acabou de receber boas notícias em um dos processos mais importantes: o pedido de registro de direitos autorais da coreografia Carlton Dance foi recusado.

A Carlton Dance foi criada pelo ator Alfonso Ribeiro, durante a sua passagem na série The Fresh Prince of Bel-Air (no Brasil, Um Maluco no Pedaço), protagonizada por Will Smith. A coreografia está em Fortnite, e o ator entrou com um pedido de registro da mesma no U.S. Copyright Office. Porém, o órgão entendeu que os movimentos de danção não são suficientes para merecerem a proteção de direitos de autor.

Um especialista no assunto afirma que tais movimentos são muito simples para serem considerados uma coreografia completa, e lembra que o ator não pode pedir os direitos sobre os movimentos que originalmente foram feitos em uma série de TV. Por tabela, qualquer coisa que aparece na série é, de forma prioritária, uma propriedade do canal que exibiu a série, nesse caso, da NBC.

Logo, se alguém tem que mover uma ação contra a Take Two é a NBC, e não acho que isso vai acontecer tão cedo.

Com certeza o assunto não vai parar por aqui, e ainda vamos ficar sabendo sobre outros processos de apropriação indevida de coreografias famosas. Mas não deixa de ser curioso saber que um conjunto de movimentos simples não pode ser registrado, ao mesmo tempo em que o mundo se prepara para pagar as licenças para apresentar um pequeno resumo de uma notícia acompanhado de um link para outro site.

Ou seja… está claro e evidente o “dois pesos e duas medidas” na lógica de proteção/violação de direitos autorais.

 

 

Via THR