TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia A bateria do meu smartphone não está carregando: a garantia cobre esse tipo de problema? | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Dicas, Truques e Macetes | A bateria do meu smartphone não está carregando: a garantia cobre esse tipo de problema?

A bateria do meu smartphone não está carregando: a garantia cobre esse tipo de problema?

Compartilhe

A bateria é um item do smartphone que desperta várias preocupações em qualquer usuário desse tipo de dispositivo. E não é para menos: este é um elemento que utilizamos desde o primeiro minuto de vida do telefone, e se ele der problemas, normalmente nos deparamos com cenários mais complexos.

Uma das dúvidas mais frequentes dos usuários de smartphones (independente do modelo e do sistema operacional) é se a garantia de fábrica cobre os problemas de bateria em um dispositivo que recém chegou da loja ou do e-commerce.

Neste post, vamos responder essa e outras perguntas relacionadas com a bateria do smartphone, com o objetivo principal em oferecer informações relevantes para que a sua relação com o telefone seja cada vez melhor.

 

Sua bateria a salvo e segura

A garantia de um smartphone vai depender essencialmente de cada fabricante. No Brasil, a lei exige que qualquer produto comercializado receba pelo menos 3 meses de garantia para qualquer tipo de defeito de fabricação. Esse período inicial é obrigatório.

Porém, é de praxe ver as marcas oferecendo no mínimo 12 meses de garantia para os produtos de tecnologia comercializados no Brasil. Algumas marcas oferecem uma garantia maior, mas não é o normal. E você sempre pode adquirir uma garantia adicional no e-commerce onde você comprou o telefone.

Nesse período de garantia, estão incluídos os eventuais problemas que você pode vir a ter com a bateria do dispositivo, principalmente nos casos de defeitos de fabricação de fábrica ou vícios ocultos. Quando isso acontece, o normal é que o fabricante realize a manutenção, substituição da bateria e, em alguns casos, troca do dispositivo por completo, e sem custos adicionais.

Porém, é mais do que recomendado que você sempre dê uma olhada no que diz as letras miúdas ou os termos de garantia na página web de cada fabricante. Lembrando sempre que a Apple oferece uma garantia global de 12 meses para o iPhone. Ou seja, não importa em qual país do mundo você adquiriu um telefone da empresa: esse dispositivo tem um período de garantia anual, com suporte oficial em qualquer país do planeta.

 

Quando a garantia NÃO vai cobrir problemas de bateria?

As únicas grandes exceções sobre a cobertura nos problemas de bateria são nos casos de manipulação prévia do dispositivo (quando a assistência técnica autorizada detectar que você ou alguém tentou reparar o telefone por qualquer motivo) ou quando for detectado o uso de forma inapropriada do dispositivo e de qualquer característica relacionada com a bateria, principalmente nos casos de recarga.

Ou seja, em todos os outros casos, a garantia vai cobrir os problemas que eventualmente podem aparecer no seu telefone relacionados com a bateria. E se o seu telefone parar de carregar, verifique a data de emissão da nota fiscal. Se ainda estiver no prazo, pode procurar a assistência técnica para providenciar o conserto sem custos adicionais.

Em teoria, a nota fiscal não é necessária para acionar a garantia. A própria assistência técnica da maioria dos fabricantes pode detectar quando aconteceu a primeira ativação do dispositivo e, em função disso, determinar se aquele telefone está coberto ou não pela garantia.

Por outro lado, é sempre bom ter o documento de compra para comprovar de forma clara que você está no seu direito de reivindicar a assistência sem custos. Sem falar que você precisa ficar atento com as lojas de reparos que vão tentar enganar você, afirmando que a culpa pelo problema na bateria foi sua e, em função disso, tentar uma cobrança de valores para realizar o serviço de reparação.

Se isso acontecer, procure o Procon de sua cidade para fazer uma reclamação sobre o estabelecimento de assistência técnica ou contra a marca do seu dispositivo. Agora, se você foi um irresponsável e maltratou a bateria de alguma forma, terá que pagar pela bateria e pela reparação sem reclamar.

Hoje, a grande maioria dos smartphones conta com uma bateria não removível, e a reparação ou troca deste elemento só deve ser feita por conta própria por aqueles usuários que contam com conhecimento suficiente para realizar esse tipo de manutenção sem matar o telefone na tentativa.

Caso contrário, não tem jeito: você vai ter que colocar a mão no bolso e aceitar que o reparo de bateria é um procedimento caro justamente por ter uma execução delicada.

A melhor forma para evitar ter dores de cabeça neste aspecto é cuidar bem da bateria com o passar do tempo. Para isso, procure manter a energia da bateria sempre entre 80% e 20% para tentar reduzir a degradação natural desse componente. Além disso, calibrar a bateria de tempos em tempos é sempre algo recomendado, e não utilizar carregadores com voltagem maior do que a recomendada pelo fabricante pode ajudar na longevidade do item.


Compartilhe