Galaxy S8

 

O Samsung Galaxy S8 é o principal candidato a se tornar o smartphone do ano, e todo o seu marketing é voltado para isso. É claro que a concorrência vem pesada, já que o LG G6, o Huawei P10/P10 Plus e o Sony Xperia XZ Premium são ótimos dispositivos. Sem falar no iPhone 7, que ainda está vivo no mercado.

Mas o grande problema do Galaxy S8 nesse momento tem nome e sobrenome: Samsung Galaxy S7.

O modelo do ano passado ainda tem ótimo desempenho, e seu preço caiu bastante, o que o torna muito tentador para muitos usuários. Com o Galaxy S7 Edge acontece quase a mesma coisa.

O salto nas especificações de hardware visto esse ano foi menor do que nos anos anteriores. A prova disso é que o Galaxy S8 parece uma evolução do Galaxy S8. Fora o novo processador Snapdragon 835 e as telas curvas, quais são as grandes diferenças de um modelo para outro?

Ou diferenças que possam justificar tanto uma troca pela outra?

O Snapdragon 835 é um chip realmente impressionante, mas… como realmente apreciamos a diferença entre uma geração e outra no uso diário?

Além disso, o maior tamanho de tela pode não ser um apelo para muita gente, já que seu design mudou de forma significativa em função disso. Os dois modelos contam agora com tela curva, deixando de lado as telas flat. E os usuários ficam condicionados a uma única escolha para quem quer um dispositivo atualizado.

Ou escolher o Galaxy S7 tradicional, se quiser um smartphone com tela plana.

Outro diferencial que não pode ser considerado muito relevante está no conjunto de câmeras do Galaxy S8.

O novo modelo tem sensores melhores que aqueles presentes no Galaxy S7, mas não é um sensor duplo, tendência do mercado atual. Sem falar que as câmeras do modelo do ano passado ainda são boas o suficiente para entregar fotos excelentes.

Logo, esse é mais um item que pode não justificar a escolha pelo modelo mais completo.

Ou seja, a Samsung ainda tem um problema importante a resolver: a popularidade do Galaxy S7 pode atrapalhar um pouco as vendas do Galaxy S8.

Mas isso só poderemos confirmar ou desmentir quando os primeiros números de vendas forem anunciados.