TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia 5 sinais de exaustão dos empregados que precisam de atenção | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Variedades | 5 sinais de exaustão dos empregados que precisam de atenção

5 sinais de exaustão dos empregados que precisam de atenção

Compartilhe

O esgotamento do local de trabalho tornou-se uma verdadeira epidemia entre os funcionários de todos os níveis. Em empresas maiores, cada vez mais psicólogos são empregados para monitorar a condição dos funcionários. Em empresas que não têm tal posição, é mais difícil notar o esgotamento em um membro individual da equipe.

O principal problema de um gerente é que o burnout afeta os funcionários mais diligentes e dedicados, e é muito difícil e impraticável substituí-los. Quer seja um programador Android (https://anywhere.epam.com/en/freelance-remote-android-developer-jobs) ou iOS (https://anywhere.epam.com/en/freelance-remote-ios-developer-jobs), o problema pode afectar toda a gente. Portanto, é necessário prestar atenção ao comportamento e padrão de trabalho dos seus subordinados de acordo com um certo conjunto de características que, uma vez percebidas, podem ajudar um empregado a lidar com o problema a tempo. Ao ajudar os seus funcionários a lidar com o burnout, as empresas retêm pessoal valioso, fortalecem a equipa e multiplicam o potencial.

 

 

 

5 sinais de exaustão dos empregados

Uma pessoa que está perto de desistir por causa de fadiga crônica, estresse e excesso de trabalho nem sempre percebe o que está acontecendo com ela, e é menos provável que venha até você com o problema. Só prestando atenção às mudanças no seu comportamento é que se pode prevenir o problema, dar apoio a tempo e aumentar o nível de envolvimento do colaborador no trabalho.

 

  1. Problemas com a definição de prioridades

Se um funcionário costumava ser capaz de priorizar claramente, resolver tarefas importantes de forma rápida e eficiente e ainda gerenciar pequenas tarefas, então, em algum momento, a consistência se desfez – este é um sinal preocupante. Por exemplo, se o contabilista traz cada vez mais notas de papel de escritório e papel de carta para assinar em vez de fazer relatórios sérios, talvez tenha notado que ele simplesmente começou a evitar as tarefas difíceis que ele costumava gerir facilmente.

  1. Alienação da equipa

O empregado era socialmente ativo, capaz de manter uma conversa com os colegas, mas agora ele ou ela se tornou silencioso e invisível? Um distanciamento da equipe, um hábito de evitar a comunicação e, às vezes, irritabilidade e agressão são sinais claros de que uma pessoa está na fase inicial do esgotamento.

  1. Falta de ambição para obter resultados

O empregado costumava sempre pedir uma avaliação do trabalho feito, perguntando se era feito corretamente ou se havia comentários, mas agora ele ou ela apenas dá o trabalho no automático? Ele ou ela deve estar muito cansado. Se ele/ela já não está interessado em bons resultados e produtividade da equipe, não está mais motivado(a), não está mais interessado(a) em realizações – dê uma olhada mais de perto em tal funcionário(a), converse com ele(a), tente descobrir quais poderiam ser as razões para tal estado de espírito.

  1. Incumprimento de prazos e horários de trabalho

A aderência ao horário de trabalho (às vezes com horas extras) é um sinal de compromisso. Se um empregado começa a chegar atrasado, apesar de poder verificar o seu relógio, ou se muitas vezes sai cedo, apesar do seu antigo hábito de ficar até tarde – é preciso lidar com isto, prestar atenção ao seu comportamento e ter uma conversa com ele. Tais mudanças podem ser devidas a problemas familiares ou mudanças na vida pessoal, e não necessariamente para pior.

  1. Hábitos prejudiciais

O súbito aparecimento de maus hábitos pode ser um sinal de esgotamento. Um empregado que começa a fumar muito, mesmo nunca tendo fumado antes, é digno da sua atenção como gerente e mentor. Dê uma olhada mais de perto, ele ou ela pode estar precisando de apoio agora. 

Esteja sempre atento aos seus funcionários – o trabalho está a ferver quando a equipa é como uma família – amigável e saudável.  E se alguém da “família” está doente, a família inteira ajuda-o. 


Compartilhe