TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia 5 motivos para você eliminar a sua conta no Facebook em 2023 | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Dicas, Truques e Macetes | 5 motivos para você eliminar a sua conta no Facebook em 2023

5 motivos para você eliminar a sua conta no Facebook em 2023

Compartilhe

É evidente que as redes sociais fazem parte das nossas vidas, mas também está muito claro que algumas delas podem ser muito prejudiciais para os indivíduos, tanto no ambiente online como no nosso mundo real ou offline. E o Facebook está no topo dessa lista.

Se não bastasse todos os problemas de vazamento e compartilhamento de dados não autorizados, o Facebook se tornou com o passar do tempo uma das plataformas mais tóxicas da internet, com pouca eficácia aos discursos de ódio e combate às notícias falsas.

Hoje, o Facebook tem um papel bem menos relevante do que já teve em um passado não muito distante, de modo que é possível considerar o abandono da plataforma para 2023 como uma meta futura para muitos usuários.

Neste artigo, vamos apresentar cinco bons motivos para que você abandone o Facebook em 2023.

 

O abuso na coleta de dados dos usuários

O principal problema do Facebook ao longo de sua história é a coleta absurda de dados dos usuários para fins publicitários. Em muitos casos, essas informações são coletadas sem o conhecimento ou consentimento das pessoas, chegando ao cúmulo de obter informações de pessoas que sequer contam com uma conta na rede social.

Além disso, o Facebook foi o protagonista de múltiplas fugas de dados, com vazamentos dos mais diversos. Isso gerou várias investigações e multas para os seus responsáveis, além de reforçar a ideia de que a rede social falha miseravelmente nos aspectos de segurança.

 

O excesso de notícias falsas

Ao longo dos anos, o Facebook se tornou a plataforma preferida daquelas pessoas que, de forma criminosa, propagam notícias falsas. E isso aconteceu mesmo com a tentativa fracassada da rede social se posicionar como uma plataforma de notícias.

O resultado de tudo isso foi catastrófico, pois o excesso de fake news no Facebook interferiu decisivamente nas eleições presidenciais dos Estados Unidos e do Brasil, além de promover divisões entre amigos e familiares e, em casos mais extremos, assassinatos de reputação e homicídios.

Um tema delicado. A liberdade de expressão nunca deu precedente para a propagação de mentiras que podem prejudicar a outras pessoas.

 

O Facebook se esqueceu de suas raízes

14 May 2021, Hamburg: Activists of the campaign network Campact demonstrate in front of the headquarters of the internet company Facebook under the slogan ìStop the WhatsApp data theftî against new terms of use of the communication app ìWhatsAppî. Photo: Daniel Reinhardt/dpa (Photo by Daniel Reinhardt/picture alliance via Getty Images)

O DNA base ou a filosofia primária do Facebook, que determinou o motivo de sua existência, foi desaparecendo aos poucos. Inicialmente, a rede social pretendia ser uma plataforma dinâmica e revolucionária, com notícias, fotos e atualizações constantes sobre as atividades de nossos amigos, familiares e celebridades.

Porém, com o passar do tempo, o Facebook deixou de ser uma plataforma de notícias para se tornar uma ferramenta de disseminação de fake news em massa. A rede social deixou de ser divertida e agregadora para ser a via principal de divisão entre as pessoas que antes conseguiam se entender nas diferenças.

 

Os usuários viraram cobaias de experimentos controversos

Em 2012, o Facebook decidiu realizar um experimento com 689 mil usuários DE FORMA INVOLUNTÁRIA, onde durante meses a metade desses usuários receberam constantemente notícias positivas, e a outra metade só recebeu notícias negativas.

Isso por si já é bem errado. Mas em nenhum momento os responsáveis pelo estudo pensou no impacto que a iniciativa poderia causar naqueles usuários que estavam passando por problemas emocionais.

A pior parte é que o Facebook realizou experimentos similares ao longo de todos esses anos, o que indica que a plataforma usa a sua comunidade como hamsters de laboratório.

E, repito: sem o seu conhecimento ou consentimento.

 

Não tem um diferencial relevante

Diante de todos os problemas apresentados nos segmentos anteriores, não é um absurdo levantar a pergunta: o que o Facebook oferece de tão diferente em relação a outras redes sociais hoje em dia?

O grande diferencial do Facebook hoje não é exatamente algo positivo: as notícias pessoais, ou seja, informações sobre como estão os seus amigos, familiares e outros contatos. Algo que pode ser obtido por outras redes sociais.

Tá, tem os alertas em cenários de emergência ou tragédias naturais. E, mesmo assim, ainda é mais fácil tentar entrar em contato com aquela pessoa pelo WhatsApp nesses casos.

Por tudo isso, é digno de se pensar se ainda vale a pena ter uma conta no Facebook em 2023. Quem sabe essa é a mudança que você precisa fazer na sua vida para ter um pouco mais de saúde mental na internet.


Compartilhe