Compartilhe

Mais de 5 mil pessoas em todo o Brasil já foram afetadas pelo golpe da clonagem no WhatsApp, onde estelionatários roubam o número de celular e pedem dinheiro para os seus contatos. Algumas transferências alcançaram o valor de R$ 80 mil, e uma forma de evitá-lo é ativando a verificação em dois passos no aplicativo.

A Polícia Civil do estado do Ceará explica que os golpistas pesquisam e miram em determinadas físicas, cujo perfil se alinha com um bom poder aquisitivo, políticos e funcionários de instituições públicas.

O meliante compra um chip e solicita o resgate do número da vítima à operadora. Assim, ela obtém acesso ao WhatsApp, onde pode obter o celular de parentes e amigos para se passar pela vítima.

O golpe muda de acordo com o perfil do alvo. O criminoso pode pedir dinheiro para a troca do pneu do carro, comprar um eletrodoméstico ou até comprar um carro. Ele solicita um depósito com urgência na conta de um ‘laranja’, com valores que podem alcançar até R$ 80 mil.

 

 

Clonagem do WhatsApp está acontecendo em vários estados

O crime pode ser realizado via internet a partir de qualquer lugar do Brasil, e conta com a participação de vários envolvidos. A Célula de Inteligência Cibernética da Polícia Civil está em ação há três anos, e identificou um dos chefes do grupo e várias pessoas que participam do esquema. O número de vítimas podem ser ainda maior, já que muitas pessoas não registram queixa.

 

 

Ativar a verificação em dois passos no WhatsApp é fundamental

A orientação é não realizar transferências bancárias baseadas em mensagens no WhatsApp. Telefone para o amigo ou familiar em questão para confirmar se foi realmente aquela pessoa que mandou a mensagem com o pedido de empréstimo.

Além disso, ative a verificação em duas etapas, já que mesmo em caso de roubo do número de celular, será preciso um código numérico para acessar a sua conta no WhatsApp.

Vá em Conta > Verificação em Duas Etapas, insira um código de seis dígitos e um endereço de e-mail para recuperar a conta. De tempos em tempos, o WhatsApp vai solicitar a digitação desse código para continuar utilizando o aplicativo. Se você receber um e-mail do WhatsApp para desativar essa verificação em duas etapas, não clique no link, pois pode ser um criminoso tentando invadir a sua conta.

Se isso acontecer, verifique se a sua linha ainda está com você. Caso não esteja, revindique a propriedade da mesma com a operadora (após realizar um boletim de ocorrência) com os seus documentos em mãos, e assim você pode recuperar a sua linha e a conta do WhatsApp sem maiores problemas.

 

Via Polícia Civil do CearáAgência BrasilO Povo


Compartilhe