Arquivo para a tag: toshiba

Review | Notebook Toshiba Satellite C75-A-156

by

Toshiba SATELLITE C75-A-156 topo 02

A necessidade faz o homem, e eu me vali dessa necessidade para fazer um importante investimento para o TargetHD.

Com o notebook Dell Vostro 5470 basicamente se desmontando por conta da má qualidade do produto, eu tive que correr atrás de um novo notebook. Não estava encontrando produtos que fossem do meu agrado, ou dentro das características técnicas que eu esperava.

Até que eu encontrei esse achado: o Toshiba Satellite C75-A-156, um produto lançado na Europa (essa unidade veio do Reino Unido), e que oferece uma bela tela de 17.3 polegadas, algo que seria muito útil para o meu trabalho.

Apesar de ficar reticente com alguns aspectos, decidi apostar no produto. Veremos nesse review se essa aposta se pagou ou não.

 

 

Características Físicas

O Toshiba Satellite C75-A-156 é um notebook muito sóbrio nas suas linhas. A combinação de cinza e preto pode agradar em cheio aos usuários mais sérios ou profissionais.

O cinza predomina na sua carcaça de plástico, que em comparação com o finado Dell Vostro, é um plástico muito mais resistente e melhor construído (shame on you, Dell…).

Por conta de suas dimensões, o modelo não é o que pode ser necessariamente chamado de “portátil”. Ele é mais fácil de ser transportado que um desktop, evidentemente. Mas é mais desconfortável no transporte que os notebooks menores.

A disposição das portas está bem acessível, com todas nas laterais, assim como o seu leitor/gravador de CD e DVD. Uma curiosidade: a ejeção dessa porta só pode ser feita por software, através do Windows Explorer, ou de algum outro software capaz de gerenciar esse aspecto.

 

Toshiba SATELLITE C75-A-156 03

 

Na parte inferior, temos o acesso aos slots para os módulos de memória RAM (até 16 GB) e disco rígido (que pode ser substituído por uma SSD).

No final das contas, temos um notebook sóbrio, bonito e bem construído. É um produto que cabe bem em qualquer casa ou escritório, dando a impressão de ser um produto que tende a ser um grande companheiro dos profissionais.

 

 

Tela

 

Toshiba SATELLITE C75-A-156

 

Um dos fatores que me fizeram escolher o Toshiba Satellite C75-A-156 foi a sua generosa tela de 17.3 polegadas.

Não só por causa do tamanho da tela, que é a maior tela que já utilizei em um notebook. É uma tela LED TFT com tecnologia TruBrite da Toshiba, com aparência 16:9, algo excelente para a reprodução de vídeos, consumo de conteúdo multimídia e para o trabalho de produção e edição de conteúdo.

Resultado: uma tela simplesmente excelente, com boa emissão de brilho e contraste. Excelente para quem quer trabalhar ou apenas se divertir no computador.

 

 

Teclado + Touchpad

 

Em um notebook com tela de 17.3 polegadas, é mais do que natural encontrarmos um teclado mais que completo.

O Toshiba Satellite C75-A-156 conta com um teclado completo, com área numérica e teclas em formato chiclete. Um dos “problemas” desse teclado é o fato dele contar com um layout do Reino Unido. Mas isso é algo contornável.

Apesar de considerar o formato das teclas mais desconfortável do que outros modelos que já testei e dispor de teclas em um posicionamento bem diferente do que eu estou acostumado, esses obstáculos não me impedem de obter uma produtividade plena na hora da digitação.

 

Toshiba SATELLITE C75-A-156 02

 

A curva de aprendizado desse modelo é relativamente baixa. Com menos de um mês de uso eu já contava com um baixo índice de erros na escrita.

Os menos experientes muito provavelmente vão se perder nesse aspecto, mas só levarão mais tempo para se acostumar.

O touchpad é meio lento para o meu gosto, mas nada que não possa ser suprido com o uso de um mouse sem fio (receptor utilizando uma porta USB o tempo todo).

 

 

Bateria

 

A bateria do Toshiba Satellite C75-A-156 tem uma autonomia de uso prometida de até 3h30 de uso. É tempo mais que suficiente para se prevenir de alguma pane de energia no horário de trabalho.

É preciso levar em consideração que o tempo pode variar, caso o portátil esteja realizando alguma tarefa mais complexa, ou com brilho de tela no máximo, ou utilizando as conexões WiFi e Bluetooth.

 

 

Áudio

 

Se tem algum ponto que deixa a desejar no Toshiba Satellite C75-A-156 é justamente o seu áudio.

Tudo fica limitado a uma única barra de som, que acaba não reproduzindo o áudio do notebook com um volume mais forte, ou com maior clareza do que você está ouvindo.

Esse aspecto pode não ser um problema para mim, que trabalha o tempo todo com fones de ouvido.

Mas outras pessoas podem se sentir incomodadas com esse aspecto.

 

 

Software

 

O Toshiba Satellite C75-A-156 é 100% compatível com o Windows 10. Quando comprei o produto, fiquei com esse receio do mesmo não ter todos os drivers disponíveis para a nova versão do sistema operacional da Microsoft.

No final das contas, apesar do portátil chegar até mim com o Windows 8.1, atualizar para o Windows 10 foi algo muito simples e prático de se realizar.

O usuário não terá maiores problemas com esse importante detalhe da atualização. Mas é altamente recomendado que, em caso de dúvidas, que procure a assistência técnica autorizada para uma orientação mais específica.

 

 

Hardware

 

O Toshiba Satellite C75-A-156 conta com um processador Intel Core i3-3110M de 3ª Geração (Ivy Bridge) com clock de até 2.40 GHz, originalmente trabalhando com 8 GB de RAM e um HD de 1 TB (5.400 RPM).

Digo “originalmente”, pois desde que o notebook chegou, o meu objetivo é incluir nele o melhor hardware possível.

Para tanto, decidi utilizar o módulo de memória RAM do finado Dell Vostro 5470 nesse novo notebook da Toshiba. E tudo funcionou perfeitamente.

Aproveitei essa resposta bem sucedida para buscar outro módulo de memoria de 8 GB, para deixar esse notebook com a capacidade máxima de 16 GB de RAM.

Também alterei o HD de 1 TB e instalei uma SSD da Kingston de 240 GB para um melhor desempenho.

Sei que perco em capacidade de armazenamento, mas em compensação estou com um notebook cuja performance pode ser considerado excelente.

O processador Ivy Bridge, mesmo com o Core i3 sendo considerado o mais fraco dos três, conseguiu superar de lavada o Dell Vostro 540 que utilizava.

Com tudo isso, o próximo item tem resposta óbvia.

 

 

Desempenho

 

O Toshiba Satellite C75-A-156 é perfeito para todas as minhas necessidades de produção de conteúdo, consumo de conteúdo multimídia, jogos e derivados. Não é preciso ter um processador top de linha para se obter um desempenho excelente.

Trocando a memória RAM e um HD para apostar no SSD, o modelo se tornou APENAS o melhor notebook que eu já utilizei na vida.

É impressionante como um processador da Intel de uma geração anterior pode funcionar bem melhor do que um outro chip da mesma empresa, que  é mais novo.

Este notebook da Toshiba é perfeito para os momentos de trabalho e lazer. Uma ótima ferramenta para entornos profissionais e de entretenimento.

 

 

Conclusão

 

Toshiba SATELLITE C75-A-156 topo

 

O Toshiba Satellite C75-A-156 está mais que aprovado. É um notebook que com certeza vai durar muito na sua mão, e com a chegada do Windows 10, a tendência é que esse notebook dure ainda mais tempo, por conta de suas otimizações e complementos de software que devem trabalhar bem com o seu hardware.

De qualquer forma, com mais RAM e uma SSD no lugar do HD, esse notebook tem um desempenho impecável. Mais uma vez não é necessário ter um processador top de linha para se obter um excelente desempenho com um equipamento informático.

O Toshiba Satellite C75-A-156 é um dos produtos que eu gostaria de ver por aqui, mas posso perder a ilusão. Sorte minha e encontrei um cidadão aqui da cidade de Ponta Grossa que contava com um desses notebook.

Sem dúvida, um dos melhores que já testei.

Marcas Toshiba e Fujistu cada vez mais próximas do fim nos computadores pessoais

by

toshiba-vaio-fujistsu

Inimigas no passado, amigas por conveniência no presente. As empresas japonesas querem se unir para serem mais competitivas no complexo mercado de computadores pessoais. VAIO, Fujistu e Toshiba, empresas com uma história muito importante no setor, podem virar uma só.

A VAIO se separou da Sony há dois anos, e nos últimos meses vimos esta empresa criar novos computadores e smartphones. Porém resta saber se eles estão em condições de sobreviver no mercado. A história pode ser a mesma que aconteceu com a Japan Display, uma empresa montada por várias desenvolvedoras de telas (Sony, Hitachi, Toshiba), que queriam ser mais fortes na produção e tecnologia diante das empresas coreanas, que dominou todos os níveis do mercado de telas.

Com os computadores, pode acontecer algo parecido. A VAIO anunciou seus planos de unir os seus negócios com os de seus rivais Toshiba e Fujitsu, e ao que tudo indica o processo está basicamente definido, pois a fusão poderia acontecer no final de março. Com isso, a VAIO seria a empresa com maior participação nessa união.

O mercado dos computadores está em queda, e é preciso trabalhar em soluções muito capazes e flexíveis, no estilo do Surface. Para isso, é preciso que as empresas japonesas montem um supergrupo que combine todos os seus investimentos em pesquisa e desenvolvimento, além de compartilhar recursos.

Não há mais informações sobre o que vai acontecer com a identidade dessas empresas e produtos, mas será interessante ver se teremos uma marca conjunta, ou se seguirão no modo “cada um por si”.

Via EngadgetBloomberg

Toshiba, Fujitsu e Vaio podem fundir suas divisões de computadores

by

toshiba-teaser

A Reuters informa que a Toshiba, recentemente envolvida em uma série de problemas (como por exemplo a falsificação de suas contas nos últimos sete anos) está em negociações com a Fujitsu e a Vaio, com a ideia de fundir o negócio de PCs das três empresas, criando uma nova (e gigante) empresa nesse segmento.

De acordo com fontes próximas das negociações, Toshiba e Fujistu estão apenas planejando a possibilidade de fundir seus negócios, mas até agora não há nenhuma certeza que isso vai acontecer nos próximos meses. Por outro lado, a Vaio entraria como terceiro protagonista, sendo uma empresa independente a partir desse ano, depois de se separar da Sony.

Caso a fusão aconteça, estaremos diante de uma nova empresa que vai controlar 30% do mercado japonês, superando a NEC-Lenovo, que possui hoje 26,3% de participação, além de poder enfrentar diretamente as gigantes do mercado norte-americano (Dell e HP).

Soma-se à isso ao anúncio da Fujitsu em outubro, onde informaram que estavam abandonando o mercado de computadores portáteis, em um movimento similar ao que fez a Sony com a Vaio, e temos um cenário bem crível Na verdade, a Toshiba busca mais que uma compra, mas sim uma fusão de negócios.

Com isso, as três empresas garantem uma sobrevida em um mercado cada vez mais complicado, com novas empresas aparecendo todos os dias, com produtos com menor custo, sem falar nos tablets conversíveis que começam a dominar o mercado que antes era dos computadores portáteis.

Via Reuters

Sony planeja comprar a divisão de sensores fotográficos da Toshiba

by

g-sensor

Segundo a Reuters, a Sony, que já é líder na fabricação de câmeras para dispositivos móveis, planeja adquirir a Toshiba, que também cria soluções nesse segmento para muitos smartphones importantes do mercado, contando com muita tecnologia própria.

As duas companhias estariam negociando essa transação, que seria avaliada em US$ 165 milhões. Nenhuma das partes fala sobre o assunto.

Acontecendo ou não a compra, os rumores surgem em um momento em que a Sony não para de investir no tema. Por duas vezes em 2015 eles ampliaram suas fábricas de sensores em Nagasaki e Yamagata, investindo US$ 1.2 bilhão. As vendas cresceram 40% no ano passado, e eles contam com clientes do porte de Apple e Xiaomi.

Por outro lado, é estranho saber que a Toshiba quer se desfazer de um negócio que parece ser promissor. Ao mesmo tempo, a empresa não passa pelo seu melhor momento, com escândalos financeiros e mudanças na estrutura diretiva, sendo obrigada a fazer mudanças drásticas por conta das falsificações de contas. Oito dos principais diretores da Toshiba se demitiram no último verão.

Via Reuters

Conheça os novos notebooks conversíveis da Toshiba

by

Toshiba-notebook-conversível-01

A Toshiba apresentou dois novos notebooks conversíveis, reforçando sua aposta nas soluções híbridas.

O primeiro modelo é o Satellite Radius 12, ultrabook conversível top de linha com tela de 12.5 polegadas (Full HD), com 350 nits de brilho e tecnologia Corning Gorilla Glass NBT. Sua espessura é de 23.5 mm, seu peso é de 1.32 kg e sua autonomia de bateria é de até 8 horas. Sua base giratória de 360 graus pode oferecer até cinco modos de uso diferentes (portátil, tablet, tabletop, apresentação e audiência).

Sua carcaça é de alumínio polido na cor prata, conta com teclado mosaico e retro-iluminado e touchpad de precisão com tecnologia gestual para o Windows 10. No seu hardware, inclui um processador Intel Core i7 de sexta geração, 256 GB de SSD e 8 GB de RAM, além de porta USB 3.1 Type C de 2ª geração (10 Gbps). Seu preço sugerido é de 1.499 euros.

Toshiba-notebook-conversível-02

Já o Satellite Click 10 é um 2 em 1 com tela removível que se transforma de portátil para tablet de forma simples. Orientado tanto para o entretenimento como para a produtividade, conta com uma tela de 10.1 polegadas (1920 x 1200 pixels), com a promessa de 15 horas de autonomia.

Seu peso é de 1.1 kg no modo notebook e 552 gramas no modo tablet, e conta com um processador Intel Atom, 2 GB de RAM, 32 GB de armazenamento eMMC (expansível via microSD de até 128 GB), duas portas USB 2.0 no teclado, e portas microUSB, microSD e microHDMI no tablet. Seu preço sugerido é de 399 euros.

Toshiba DynaPad é a alternativa mais leve e fina ao Surface

by

Toshiba DynaPad-topo

A Toshiba é mais uma que aposta na proposta do Surface, apresentando o Toshiba DynaPad, um 2 em 1 com teclado e tela separados. Anunciado no Japão, ele é o mais leve dos dispositivos com Windows 10 apresentado (com exceção de alguns smartphones, é claro), dentro do segmento de tablets com acessórios.

O produto tem tela IPS de 12 polegadas (Full HD) em mate (não reflexiva) com uma capa que evita as marcas de dedo (ou deixando as mesmas menos evidentes), algo que é bem vindo para um produto com interação touch.

Sem o teclado, o Toshiba DynaPad pesa 569 gramas, um valor bem justo para uma tela de 12 polegadas. É um dispositivo bem manejável com suporte para caneta stylus, ocupando apenas 6,6 mm de espessura. Com o teclado, o dispositivo pesa 996 gramas, com 14.9 mm.

Toshiba DynaPad-01

A Toshiba usa com sua caneta stylus a tecnologia Active Electrostatics TruePen da Wacom, que possui 2.048 níveis de pressão e é compatível com o Microsoft Office, Edge e aplicativos próprios da Toshiba. Wacom e Toshiba prometem uma interação muito natural, como se o usuário estivesse utilizando um lápis real.

O Toshiba DynaPad conta com processador Atom de nova geração de 1.44 GHz e 4 GB de RAM. Não é um hardware dos mais potentes, mas deve ser suficientemente capaz de rodar o Windows 10. O novo tablet já está disponível para reserva no Japão, e chega ao mercado em dezembro, com preço sugerido de aproximadamente 900 euros. Só será lançado na Europa e EUA no começo de 2016.

Toshiba DynaPad-02

Via Microsoft

Toshiba Chromebook 2 é atualizado, com melhor processador e teclado retroiluminado

by

toshiba-chromebook-2

A Toshiba anunciou uma atualização do Toshiba Chromebook 2, com sensíveis melhorias no dispositivo.

Os novos modelos chegam com processadores Intel Core i3 de quinta geração (Haswell), até 4 GB de RAM, tela IPS de 13.3 polegadas (1080p) com alto-falantes da Skullcandy, microfones dual e webcam 720p. Nas laterais, tempos uma porta USB 3.0, outra USB 2.0, saída HDMI, leitor de cartões SD e slot para trancas de segurança.

Outra novidade do novo Toshiba Chromebook 2 é a presença de um teclado retroiluminado, algo muito bem vindo para aqueles que vão trabalhar no computador à noite.

Philip Osako, responsável pelo marketing da Toshiba, afirma que os portáteis com Chrome OS são usados para tarefas mais e mais exigentes, e ‘precisam estar equipados para essas demandas de processo elevadas e construídos com características de hardware, que otimizam o uso do Chrome OS’.

O novo Toshiba Chromebook 2 chega aos EUA em outubro.

Via 9to5Google

Toshiba Satellite Click 10, mais um tablet conversível com Windows 10 e preço acessível

by

toshiba-satellite-click-10-2015-09-15-01

A Toshiba também aposta no mercado de tablets conversíveis, similares ao Surface, e apresentou o novo Toshiba Satellite Click 10.

Com peso de 997 gramas, o modelo conta com tela touch de 10 polegadas (1900 x 1200 pixels), câmeras de 8 e 2 megapixels, versões com 32, 64 e 128 GB de armazenamento SSD (expansíveis via microSD) e um teclado removível que deixa o dispositivo com 9 mm de espessura e 544 gramas quando não precisamos dele.

O Toshiba Satellite Click 10 conta também com um processador Intel Atom X5 com 2 GB de RAM, saída micro HDMI e alto-falantes estéreo com certificação Dolby Digital Plus. O preço do conversível com Windows 10 é de US$ 349, valor que o coloca como uma opção realmente interessante diante de concorrentes com Android e até com Windows.

satellite-click-10-1-1 satellite-click-10-2-1 satellite-click-10-3-1 satellite-click-10-4-1 satellite-click-10-5-1 satellite-click-10-6-1 satellite-click-10-7-1 satellite-click-10-8-1 satellite-click-10-9-1 satellite-click-10-10-1 satellite-click-10-11-1 satellite-click-10-12-1 satellite-click-10-13-1 satellite-click-10-15-1 satellite-click-10-18-1 satellite-click-10-19-1

Via PCWorld

Toshiba Satellite Radius 12, com tela de 12.5 polegadas e resolução 4K

by

satellite-radius-12_9-100611807-orig

A Toshiba apresentou na IFA 2015 o seu novo notebook top de linha, o Satellite Radius 12, que possui características impressionantes.

A primeira coisa que chama a atenção é a sua tela touch de apenas 12.5 polegadas com resolução 4K (3840 x 2160 pixels) e certificada pela Technicolor, com suporte de 100% do espaço de reprodução de cores Adobe RGB, oferecendo assim uma elevada densidade de pixels por polegada. O modelo tem um processador Core i7 Skylake, trabalhando com 8 GB de RAM.

satradius12

Além disso, o Toshiba Satellite Radius 12 é um notebok conversível, com giro de 360 graus que posiciona o teclado atrás da tela. Conta com porta USB Type-C e é compatível com o Windows Hello, sistema de reconhecimento biométrico do Windows 10 que utiliza a webcam HD para reconhecimento facial ou de digital para iniciar a seção.

toshiba_satellite_radius_12_touchscreen

O Toshiba Satellite Radius 12 relança a marca japonesa no segmento de notebooks top de linha. Os produtos devem chegar ao mercado no quarto trimestre de 2015. Preços não foram anunciados.

Via The Verge

As unidades SSD de 128 TB chegarão em 2018, pelas mãos da Toshiba

by

toshiba-ssd-128-tb

A Toshiba anunciou na Flash Memory Summit os seus avanços no desenvolvimento de novas memórias SSD, informando que vão oferecer no mercado unidades SSD de 128 TB (terabytes, e não gigabytes) dentro de três anos.

Uma das bases dessa conquista será o uso da tecnologia Quadruple Level Cell, que vai permitir o uso de quatro bits por célula, enquanto hoje é feito o uso das tecnologias TLC (Triple Level Cell), ou 3-bit MLC (3-bits Multi-level Cell). Com essa opção, é possível aumentar a densidade de dados, e somadas com as tecnologias de fabricação que permitirão também melhorar essa integração de mais e mais chips para o armazenamento de dados.

toshiba-ssd-128-tb-02

O anúncio da tecnologia QLC foi uma surpresa para os presentes no evento, já que até agora os obstáculos técnicos para alcançar esse tipo de célula foram difíceis de serem superados. Mesmo assim, alguns duvidam do futuro de uma tecnologia que tem algumas desvantagens: essas células se desgastam com maior rapidez, e pode ser que o desempenho de leitura e gravação não podem competir com suas alternativas.

Mesmo assim, é possível que essas unidades se transformem em uma alternativa muito mais atraente que os atuais discos rígidos de grande capacidade, superando todas as suas especificações, e ideias para o armazenamento de grandes volumes de dados. Se precisamos de velocidade, também teremos SSDs cada vez mais velozes, o que torna o futuro dessas unidades algo brilhante.

Via DigitalTrends

Toshiba Encore 10, um tablet 2 em 1 para os estudantes

by

toshiba-encore-10

Aproveitando que a queda de vendas dos tablets freou um pouco, a Toshiba apresentou dois modelos do Encore 10. Os tablets chegam com a nova geração de processadores Intel Atom e sistema operacional Windows 10 como principais destaques.

O Toshiba Encore 10 conta com um chassi de magnésio e tela multitouch de 10 polegadas (Full HD). Seu processador é um Intel Atom X5 de nova geração, fabricado em processos de 14 nanômetros, trabalhando em conjunto com 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento.

toshiba-encore-10-02

O dispositivo ainda conta com conectividades WiFi 802.11n e Bluetooth 4.0, leitor de cartões microSD, portas micro HDMI, micro USB e os sensores habituais nos tablets.

O Toshiba Encore 10 chega ao mercado internacional em setembro, com preço sugerido de US$ 299.

A Toshiba também oferecerá uma variante denominada Encore 10K, que incorpora uma base para uso como computador portátil. Inclui o teclado, duas portas USB 3.0, porta VGA, saída HDMI e conector Ethernet. Além disso, a base possui uma bateria adicional, que aumenta em até 11 horas a autonomia do conjunto. O preço dessa versão é de US$ 479, e também estará disponível no mês de setembro.

toshiba-encore-10-03

CEO da Toshiba renuncia depois de falsificar contas da empresa nos últimos 7 anos

by

toshiba-hisao-tanaka

Oito dos principais executivos da Toshiba anunciaram hoje (21) a sua demissão, depois de assumir responsabilidade pela falsificação das contas da empresa durante os últimos sete anos. O CEO Hisao Tanaka está envolvido no esquema, onde foram relatados lucros operacionais de mais de 1.120 bilhão de euros, o triplo do que a empresa havia estimado inicialmente.

Mesmo que tanto Tanaka como o seu predecessor Norio Sasaki (agora vice-presidente da empresa) neguem a intencionalidade na hora de esconder os prejuízos, os diretores que trabalham para eles afirmam que a manobra foi feita por conta da enorme pressão que eles sentiram na hora de cumprir os objetivos.

Tanaka chegou a pedir ‘perdão, de todo o meu coração’ para os acionistas na coletiva de imprensa concedida em Tóquio (Japão). Ele reconheceu que este foi ‘o maior dano que a marca Toshiba sofreu em 140 anos de história’, mas negou que ordenou os seus subordinados a falsificarem as contas.

As demissões aconteceram depois da divulgação de um relatório publicado por um comitê independente de especialistas, que descobriram tais práticas. Lá fora, isso é chamado de ‘contabilidade inapropriada’, e o próprio Tanaka não esclarece como poderiam ter falsificado essas contas sem a sua aprovação.

O The New York Times informa que o relatório revela como diversos altos executivos estavam envolvidos no esquema, que tinha como objetivo inflar intencionalmente a aparência dos lucros líquidos. Os questionamentos sobre as contas da Toshiba começaram no mês de abril, quando eles mesmos afirmaram que estavam examinando possíveis imprecisões nas contas.

Curiosamente, após o anúncio das demissões, as ações da Toshiba cresceram 6% (depois de uma queda de 25% em abril), mas é preciso esperar para ver como tudo isso vai afetar o futuro imediato da empresa.

Via The New York Times

Toshiba Satellite P50-C, um notebook de referência para 2015

by

Toshiba Satellite P50-C-01

Nas últimas semanas, a Toshiba apresentou a renovação dos seus portáteis. Foram 28 modelos novos para atualizar a linha de consumo (média e média alta), onde o principal destaque vai para a atualização de hardware para se preparar para a chegada do Windows 10.

Os modelos recebem um microfone dual para o reconhecimento de voz com o Cortana, e a introdução do WiFi a/c. Mas de todos esses modelos, um deles se destaca, e deve servir de referência nesse ano para a Toshiba: o Satellite P50-C.

Nas suas especificações, o Satellite P50-C é um notebook top de linha: processador Intel Core i7 ou AMD A10, gráficos NVIDIA GeForce 930M ou GTX950M com até 4 GB de RAM, SSD de 256 ou HD de 2 TB ou unidade híbrida de 1 TB, tela Full HD para os modelos mais básicos ou UHD 4K para o modelo mais avançado (com tela de 15.6 polegadas), e corpo de plástico como material principal, com um peso 20% menor que aquele presente no modelo anterior.

Toshiba Satellite P50-C-02

O Windows 8.1 Pro vem pré-instalado, mas uma vez disponível o Windows 10, a atualização pode ser feita sem maiores problemas, e de graça. Ao contar com o hardware apropriado, podemos usar o Cortana e o novo suporte para WiFi.

Na parte de conectividade e suporte de dispositivos, temos a clássica distribuição de portas USB 3.0 e conector HDMI. E entre tudo isso, temos um elemento que chama muito a atenção: o suporte para o Millennial Discs.

Esses discos são uma espécie de DVD ou Blu-Ray com um tratamento especial, que pode manter os dados salvos com qualidade por até 1000 anos, e sem danos. Não há informações sobre como eles fazem isso, pois tal recurso é tratado como um segredo industrial, e a patente pública não revela muitos dados.

Surpreende que eles decidam dar suporte para uma tecnologia desse tipo, mas não incluam – por exemplo – o USB Type-C, que parece ter maior projeção.

Apesar do Satellite P50-C ser um modelo top de linha, a Toshiba volta a apostar em um preço mais comedido, a partir de 999 euros, alcançando os 1.199 para a versão mais avançada. Levando em conta que a diferença de preço dos dois é bem pequena, vale a pena investir no modelo mais potente.

O P50-C estará disponível ao longo desse mês e provavelmente chegará nas lojas antes do lançamento do Windows 10, previsto para o dia 29 de julho.

Toshiba renova a sua linha de notebooks 2 em 1

by

Toshiba-2em1-2015

A Toshiba apresentou a reformulação de sua linha de notebooks e equipamentos 2 em 1.

A linha básica é formada pelos modelos Satellite C, com preços iniciais sugerido de US$ 394 e tamanhos de 15.6 e 17.3 polegadas. São pensados nos usuários de entrada e de escritório. Na linha média, os modelos Satellite L contam com preço inicial sugerido de US$ 529, também em tamanhos de 15.6 e 17.3 polegadas, e são dirigidos aos usuários intermediários, que querem uma experiência aceitável nos jogos.

Já os modelos top de linha estão na série Satellite S, disponíveis em versões de 15.6 e 17.3 polegadas, com telas touch opcionais e resoluções de até 4K e 16 GB de RAM, com preço inicial sugerido de US$ 719.

187a

A estes modelos de notebooks somamos os dois portáteis Satellite Fusion e Satellite Radius, dois conversíveis com tela que é capaz de girar em até 360 graus e processadores Broadwell ou APUs AMD de última geração, de acordo com a versão.

Todos os modelos citados nesse post já contam com o botão dedicado ao Cortana, assistente pessoal do Windows 10. A disponibilidade desses novos portáteis da Toshiba está previsto para o dia 21 de julho.

Os novos notebooks da Toshiba com Windows 10

by

notebooks-toshiba-windows-10-2015-02

A Toshiba é outra fabricante que vai aproveitar o lançamento do Windows 10 para renovar o seu catálogo de notebooks, que contarão com o botão dedicado para o Cortana, que virá reforçado com um sistema dual de microfones, que permitem melhorar a qualidade de reconhecimento da voz.

Os novos Toshiba C Series, L Series, S Series, Fusion e Radius apresentam essas e outras melhorias. Todos os modelos contarão com Windows 8.1, mas serão atualizados gratuitamente para o Windows 10 durante o primeiro ano de vida do sistema operacional, a partir do dia 29 de julho.

 

Renovação em portáteis tradicionais

satellite-c1

Os modelos mais modestos são os da Serie C, com peso de 2.2 kg e telas de 15.6 e 17.3 polegadas (1366 x 768 pixels). Os modelos contam com processadores AMD A8 ou Intel Core i5, podendo alcançar os 8 GB de RAM e unidades de 1 TB, além da presença de uma unidade de DVD. Os preços partem dos US$ 395, e chegam ao mercado no dia 21 de junho.

Os modelos Toshiba Satellite L Series contam com resolução de tela Full HD e telas IPS. Com configurações que alcançam os processadores Core i7 e até 16 GB de RAM, além do sistema de som da Skullcandy. O preço inicial sugerido é de US$ 530 para o modelo de 15.6 polegadas, e US$ 570, para o modelo de 17.3 polegadas. Com lançamento no dia 29 de julho, dia do lançamento do Windows 10.

Já o Toshiba Satellite S Series possui um design mais fino, com carcaça em alumínio e com as mesmas diagonais de tela das famílias anteriores, mas com resoluções HD+, Full HD e UHD. Também temos gráficos melhores (GeForce GTX 950M), entre 2 e 4 GB de RAM, 2 TB de disco rígido ou 1 TB combinados com uma unidade SSD de 128 GB. Os modelos tem preços iniciais sugeridos de US$ 720 para o modelo com 15.6 polegadas, e US$ 875 para os modelos com 17.3 polegadas. Também com lançamento previsto para o dia 29 de julho.

 

Renovação nos portáteis conversíveis

A Toshiba também aposta nos conversíveis, com duas linhas. Começamos pelo Toshiba Satellite Fusion, que é muito similar ao L Series, mas com telas que podem ser abertas completamente, para serem utilizados no modo tablet. As configurações podem chegar ao processador Core i7, até 12 GB de RAM e até 1 TB de disco rígido, ou 128 GB de unidades SSD. Sua tela pode alcançar a resolução Full HD. Tem preço inicial sugerido de US$ 650, e chegam ao mercado no dia 21 de junho.

Já o Toshiba Satellite Radius se destaca por serem portáteis conversíveis com telas touch de 14.1 e 15.6 polegadas, que são compatíveis com a tecnologia Continuum do Windows 10. Seu preço inicial sugerido é de US$ 585 para o modelo de 14 polegadas, e US$ 843 para o modelo com tela de 15.5 polegadas – que ainda conta com uma opção com resolução 4K.

Via Toshiba