Arquivo para a tag: streamer

Um clone do Chromecast com Firefox OS aparece em forma de protótipo

by

650_1000_chromecast-firefox-os

Um dos evangelistas da Mozilla revelou que já existe pelo menos um protótipo de um dongle HDMI, com o mesmo formato e objetivo do Chromecast da Google, mas baseado no Firefox OS. Ou seja, em breve, poderemos testemunhar a chegada dessa plataforma na nossa televisão.

O protótipo – que ainda não tem nome comercial – já circulou entre alguns desenvolvedores, mas ainda restam muitos detalhes a serem revelados sobre o mesmo, como a sua data de lançamento ou preço. O que sabemos é algo interessante: o dongle com o Firefox OS pode executar alguns aplicativos do Chromecast.

Faz tempo que a Mozilla já oferece funcionalidades de “casting” no navegador Firefox, e alguns desenvolvedores já conseguem oferecer conteúdos a partir do navegador para os set-tob boxes da Roku, com a opção de fazer o casting para o Chromecast como uma das mais evidentes em um futuro próximo.

Porém, parece que no lugar de depender dos dispositivos da Google, alguns fabricantes decidiram desenvolver um dongle que está baseado no Firefox OS. A vantagem mais evidente nessa escolha serão as opções de hack, permitindo a adaptação do produto às necessidades de cada usuário, algo que a Google não facilitou tanto como muitos queriam, apesar de ter publicado um SDK a alguns meses.

Pelo visto, a Mozilla não está envolvida no desenvolvimento do produto. A empresa basicamente “certificou” ou “homologou” o projeto, para que o produto possa receber a etiqueta de “compatível com o Firefox OS”. A seguir, vídeo do produto em ação.

 

Via GigaOM

Sony FMP-X5, streamer 4K para as suas antigas TVs

by

sony-FMP-X5

Não ter uma TV com o novo codec HEVC – que torna viável a reprodução de conteúdos 4K por streaming – já não é mais um problema. A Sony anuncia o lançamento do FMP-X5, um streamer que é compatível com todos os tipos de conteúdos da Netflix, incluindo o já citado codec, para você desfrutar desses conteúdos em suas TVs um pouco mais antigas.

O custo dessa brincadeira é de US$ 399, algo bem mais caro do que custa a maioria dos equipamentos similares. Em troca, voc~e tem um dispositivo que não tem portas para adicionar um armazenamento externo, e que não possui um armazenamento interno. Ou seja, ele só faz o streaming do Netflix, e ainda está em estudo se eles farão o mesmo com os conteúdos do YouTube.

Talvez a Sony deva pensar em algo semelhante par ao PS4. Afinal de contas, os dois produtos custam exatamente a mesma coisa. Mas só o tempo vai dizer se algo vai aparecer nesse sentido.

Via Gizmologia

Amazon Fire TV é anunciado oficialmente

by

amazonfiretvcloseup-1

A Amazon apresentou hoje (02) em Nova York (EUA) a sua primeira grande aposta no segmento dos set-top boxes. O novo Amazon Fire TV é um dispositivo com um formato semelhante ao Apple TV, com o adicional de todo o nutrido catálogo de conteúdos da maior empresa de e-commerce do planeta.

O produto da Amazon conta com um processador quad-core (sem maiores detalhes), 2 GB de RAM e conectividade WiFi dual band. Segundo os seus responsáveis, é três vezes mais potente que o Apple TV, o Roku ou o Chromecast, e prometem que sua opção resolve grandes problemas dos seus concorrentes, como por exemplo buscas mais complexas, melhor desempenho e um ecossistema fechado.

Assim é o Amazon Fire TV

amazonfiretv-firestanding-1

O set-top box da Amazon conta com suporte para conteúdos 1080p (4K não foi mencionado), além de saída de som Dolby Digital+. Vem com um pequeno controle remoto com um design interessante e um anel touch integrado, acompanhado de seis botões, que se encarregam pelas funções de reprodução. O controle remoto ainda conta com um microfone e um sistema de reconhecimento de voz, onde o usuário poderá ditar nomes de filmes ou séries de TV.

amazonfiretvhomescreen-1

A interface de usuário está repleta de imagens em tamanho grande, com acesso para aplicativos como Netflix ou Hulu (ao menos nos EUA), e seções em um menu dedicado à fotos, videoteca e jogos. A interface conta com características inovadoras, como o ASAP (“As Soon As Possible”, ou “Assim que Possível”), que prevê o que queremos ver a seguir, de acordo com os nossos hábitos. Sua integração com o IMDb e a exibição de informações dos conteúdos de vídeos é outro diferencial do software do Amazon Fire TV.

Também é possível usar o produto como interface de armazenamento das fotos que registramos em nosso smartphone e que enviamos no Cloud Drive, integrando esse dispositivo com uma frase que determina essa propriedade. Outro destaque do produto é o Xray for TV and Movies, que oferece informações adicionais sobre o conteúdo que estamos vendo, sincronizando com os tablets da linha Fire, e destacando o papel desses dispositivos como segunda tela. A opção Xray para músicas chegará no futuro, e vai permitir ver as letras das canções reproduzidas, de forma sincronizada.

amazonfiretv-voicesearch-1

O suporte para a reprodução e gerenciamento da biblioteca musical chegará ao produto no próximo mês, e a Amazon vai oferecer acesso aos serviços como Pandora, iHeartRadio e TuneIn, além de acesso adicional para as músicas já compradas no catálogo da loja.

Para as crianças, existe ainda o controle dos pais determinado pelo recurso FreeTime, que impõe limites sobre o que pode ser acessado, além de uma interface otimizada para as crianças, com um fundo azul. Para sair desse modo, será necessária a introdução de uma senha, para maior segurança.

Outra aposta da Amazon: os games

650_1000_amazon-fire-tv-10

Transformar o set-top box em um console de videogames é outro objetivo da Amazon com o Fire TV. A empresa fechou acordos com estúdios como Disney, Gameloft, EA, 2K, Ubsioft, Sega, DoubleFine e TellTaleGames para alcançar esse objetivo.

Segundo a Amazon, o catálogo de jogos oferecerá “milhares” de títulos a partir do mês que vem. Será possível interagir com os jogos através do controle remoto ou com um aplicativo para o tablet (também disponível no mês que vem). O controle oficial do produto (que já está homologado no Brasil) tem preço sugerido de US$ 39 – com 1.000 “Amazon coins” para compra de jogos na loja da Amazon -, que é descrito como “confortável e familiar”, que é similar ao controle dos consoles tradicionais.

Os jogos comerciais custarão, em média, US$ 1.85, mas também estarão disponíveis jogos gratuitos. Além disso, a Amazon vai desenvolver os seus próprios jogos, sendo que o primeiro será Sev Zero, um shooter que possui semelhanças com o popular Halo.

O novo Amazon Fire TV está disponível no mercado norte-americano a partir de hoje (02), com um preço sugerido de US$ 99. Não há previsão de lançamento para outros mercados.

amazonfiregamecontroller-front-1 amazonfiretvhomescreenangle-1 amazonfiretv-fireremote-1 amazonfiretv-closeup-nopopcorn-1 amazonfiregamecontroller-1 amazonfiretv-1

Amazon deve lançar o seu media streamer no dia 2 de abril

by

amazon-streamer-invitation

A Amazon pode estar preparando um hardware novo, e não seria um Kindle. Tal como dá a entender o convite enviado por eles para os principais veículos de tecnologia dos EUA, no próximo dia 2 de abril, eles vão apresentar as suas novidades no segmento de entretenimento e vídeo.

A imagem, ao mesmo tempo que é esclarecedora, levanta dúvidas. O mistério envolve o tipo de dispositivo, já que os rumores levantados até o momento falam tanto de um pequeno dongle semelhante ao Chromecast, como um console de videogames com controle sem fio (que, por sinal, já está homologado pela Anatel).

Vendo esse panorama, entenderíamos que o lançamento de um dongle econômico que poderia fazer frente ao produto da Google, e mais adiante, preparar o lançamento do suposto console, em uma data próxima a E3 2014, que igualmente poderia fazer uso do serviço de vídeo. Mesmo assim, seria bem estranho ver lançamentos de dois equipamentos que compartilham funções, de modo que teremos que esperar até a próxima semana para que as dúvidas seja eliminadas.

Via 9to5mac

O Nexus Q desapareceu da páguna de produtos Google Nexus

by

Ok, é cedo demais para dizer que o produto foi descontinuado, e bem sabemos que a atenção do Google está voltada para os novos Nexus 4, Nexus 7 e Nexus 10. Mas o súbito desaparecimento do Nexus Q da página promocional de toda a família Nexus é a fumaça que pode trazer o fogo. Ou, pelo menos, que existe alguma coisa pairando no ar.

Fato é que a empresa de Mountain View apresentou os seus novos produtos via comunicado de imprensa, e não escreveu uma palavras sequer sobre o Nexus Q, e hoje, ele não é mais encontrado no site oficial dos produtos Nexus na Google Play. Vale lembrar que o dispositivo (que até hoje não sabemos direito se é um media player, ou se é um media streamer que se conecta aos dispositivos Android, ou se é um combinadão dos dois) foi apresentado no meio do ano de 2012, e foi elogiado pela elegância do seu design, mas criticado pelo seu reduzido número de funções, principalmente se considerarmos o seu preço de US$ 299.

Desde o seu anúncio, o Google adiou o lançamento do dispositivo para “tornar o produto melhor”, e enviou unidades gratuitas do Nexus Q para quem já havia reservado. Mas agora, com o seu desaparecimento da lista oficial de dispositivos Nexus, começamos a ter sérias dúvidas sobre sua comercialização. Neste momento, tudo o que fica do Nexus Q é uma página individual do Google Play, onde eles informam aos interessados que “este dispositivo não está disponível para compra nesse momento”.

Assim que tivermos um posicionamento do Google sobre o ocorrido. publicaremos aqui no blog. Mas… você já está sentindo falta do Nexus Q? Ou você não sente falta de algo que nunca chegou a existir para a maioria?

Via

Google adia o lançamento do Nexus Q, para “torná-lo melhor”

by

Desde que foi anunciado durante a conferência inaugural do Google I/O, esse estranho streamenr multimídia chamado Nexus Q recebeu muitas críticas e poucos elogios. As pessoas diziam que era muito caro, e que não fazia nada excepcionalmente bem para justificar seu preço ou até mesmo a sua existência. Mas, por sorte, parece que o Google prestou atenção naquilo que as pessoas estavam falando.

Algumas pessoas que já reservaram um Nexus Q receberam mensagens que indicam que os seu aparelho não estará disponível na data que havia sido planejada, com a justificativa que o Google estaria “trabalhando para torná-lo ainda melhor”. A mensagem indica também que a empresa sabe o que o usuário quer, e por isso, “o produto fará mais do que o que ele faz hoje”.

Aqueles que pensavam em adquirir um Nexus Q não tem motivos para ficarem frustrados com esse adiamento, porque receberão o dispositivo totalmente de graça, ou seja, vão economizar US$ 300 para manter a calma. O problema é que o produto não possui data para o novo lançamento. Logo, espero que esses US$ 300 sejam suficientes para manter aqueles mais ansiosos sem protestar por vários meses.

Via Engadget

Popcorn Hour C-300, um player multimídia com leitor de Blu-ray ou disco rígido adicional

by

O novo Popcorn Hour C-300 se apresenta como uma opção intermediária, que oferece o melhor do streamer e do HTPC em um único produto, já que incorpora um ponto Ethernet que pode buscar os conteúdos multimídia do seu NAS ou PC, conta com espaço para um disco rígido SATA de 2,5 polegadas, ou uma unidade de Blu-ray de 3,5 (também substituível por outro disco rígido). O modelo conta com uma pequena tela TFT colorida de 2,5 polegadas como reforço visual, e possui espaço para uma placa WiFi N.

O produto possui suporte para uma grande quantidade de codecs e conteúdos, faz downloads automáticos de legendas, possui um design de dispensa o uso de um ventilador, e conta com vários aplicativos instalados (YouTube incluso). Não há informações de preço ou data de lançamento, mas deixamos abaixo um vídeo de demonstração de sua loja de aplicativos.

via Networked Media Tank

Niexus Fusion XS: Marwell e Android 2.2 para os vídeos que são exibidos em sua TV

by

Não é segredo para ninguém que as vendas do Google TV não são aquilo que se pode chamar de “sucesso”. Muito menos é aquilo que esperávamos. E parece que o produto vai ter o mesmo destino do Android: vai precisar de algumas versões até se firmar no mercado. Mas, enquanto o tempo passa, fabricantes como a Niexus seguem apostando na versão convencional do sistema operacional do Google com o Fusion XS, um streamer de vídeo com processador Marvell 88DE3010, 2 GB de memória flash e 512 MB de RAM.

Seu núcleo é o mesmo usado pela OnLive em seu MicroConsole, de modo que não deverá ter problemas ao rodar streamings de vídeo em HD com o sistema Froyo, e a coleção de codecs e arquivos suportados parece bem extensa, contando, por exemplo, com a compatibilidade com ISOs de Blu-ray. Para completar, ele vem com um conector HDMI, duas entradas USB 2.0, uma Ethernet e uma saída ótica de áudio. Preço: US$ 170. Lançamento previsto para esse trimestre.

via AnandTech

A. C. Ryan FLUXX, um player mutimídia com streaming full HD e processador Atom CE4150

by

A A. C. Ryan atualizou o seu catálogo de produtos, com um novo player multimídia, o FLUXX. Ele conta com um processador Intel Atom CE4150 (o mesmo que está nos dispositivos Google TV), 1 GB de memória DDR3, conexões Gigabit Ethernet e WiFi n (opcional). Ele reproduz conteúdos em 1080p, através da rede ou via SATA II interno. Ele ainda conta com porta para vídeo componente, vídeo composto e HDMI 1.3a. Preços ou datas de lançamento não foram revelados.

Fonte

Xtion Wavi é uma espécie de “Kinect para PC” da ASUS. Mais um que veremos na CES 2011

by

Na tecnologia, também temos o ditado “tudo o que é bom, pode ser copiado” (os chineses sabem bem disso). Por isso, a PrimeSense, empresa que estava por trás do Kinect da Microsoft, resolveu desenvolver em parceria com a ASUS o Xtion Wavi, uma câmera 3D com profundidade, exclusiva para os PCs, que se conecta de modo sem fio, através de um emissor e receptor para a TV ou tela de LCD. Será mais uma das novidades que veremos na CES 2011, que começa no dia 06 de janeiro.

Além disso, o produto contará com loja de aplicativos própria, ampliando suas possibilidades de uso. Aparentemente, não deve ser tão potente quanto o periférico do Xbox 360, mas é apenas o começo de algo que ainda pode se desenvolver muito. Segundo a ASUS, o Xtion chega ao mercado no segundo trimestre de 2011, com uma interface de usuário fantástica e uma grande variedade de jogos e aplicativos disponíveis.

Fonte

Western Digital TV Live Hub é apresentado oficialmente

by

A Western Digital segue ampliando sua linha de produtos de entretenimento, e diante do sucesso do WD Elements Play, o fabricante tornou oficial o seu novo modelo de streamer para vídeos on demand pela internet (NetFlix, YouTube, Blockbuster On Demand, entre outros), além de permitir que o usuário veja seu conteúdo multimídia armazenado no disco rígido do dispositivo, ou em equipamentos conectados à rede UPnP ou DLNA.

O disco rígido chega com a clássica saída HDMI na sua versão 1.4, SPDIF, Gigabit Ethernet, entre outros. Ele vem com um disco de 1 TB, e conta com um preço de US$ 199,99. Já está disponível para compra (lá fora). Parece ser uma boa opção, mesmo que no caso de serviços como NetFlix e Blockbuster não estejam disponíveis em todos os países, mas esperamos que outros serviços possam ser adicionados através de atualização de fimrware.

Fonte

[hdtv] Amino Freedom, um sintonizador IPTV/DVR com Meego, para enfrentar o Google TV

by

Bom, a briga Meego vs Android está se apresentando muito mais interessante do que a gente esperava. Depois do golpe de mestre da Intel e da Nokia em conseguir que vários dos principais fabricantes de automóveis apostassem em seu sistema operacional móvel para o desenvolvimento de centros multimídia e navegadores, o Meego agora se prepara para fazer a sua estreia no mundo dos players multimídia online/IPTV, graças ao Freedom da Amino.

Este settop box, que foi anunciado oficialmente em 2009, foi atualizado com o Meego antes do seu lançamento, previsto para  quarto trimestre, oferecendo desta forma suporte para futuras aplicações multimídia e videogames. O Freedom conta com um processador Atom CE4100m, 1 GB de RAM, 500 GB de armazenamento, Bluetooth, slot SD e WiFi 802.11n, de modo que não só será capaz de reproduzir conteúdos 1080p a partir do seu disco rídigo ou via Ethernet, mas também através de equipamentos remotos conectados sem fio. Além disso, graças aos seus sintonizadores DVB-T2 e/ou DVB-S2, o Freedom também pode gravar os seus programas de TV favoritos em Full HD. De qualquer forma, o que realmente separa este aparelho dos demais será o seu suporte ao Flash ao Silverlight, que somados às possibilidades do Meego, pode ser um grande adversário para produtos como o Google TV.

Será? Bom, isso só o tempo dirá. Preço não foi anunciado.

Fonte

[periféricos] Imation Link 5112: do computador para a TV através da WUSB

by

A Imation ampliou seu catálogo de produtos com conectividade sem fio, com um novo streamer multimídia. O Link 5112 tem a capacidade de transferir conteúdos de seu computador para a TV sem cabos, nem maiores complicações. O conjunto é composto de dua partes: a primeira delas é um conector USB, para você conectar a um PC ou Mac, e a segunda é um receptor que se conecta à porta HDMI de sua TV. A conexão acontece através do sistema WUSB, sendo capaz de trabalhar com vídeos de até 720p de resolução, imagens de 1080p e som estéreo. Preço: US$ 120.

Fonte

[player multimídia] XtreamerPro: o novo reprodutor multimídia da Xtreamer

by

O XtreamerPro é um player multimídia que conta com diversas saídas de vídeo, porta e-SATA e USB frontal. Além disso, eles duplicaram a memória interna do produto (em relação ao Xtreamer original), passando para 256 MB, com o objetivo de melhorar a sua performance entre os menus, além de trazer uma interface melhorada e mais vistosa.

Externamente, ele é idêntico ao modelo anterior da marca, permitindo conexão de dois discos SATA simultaneamente, conseguindo uma performance maior quando reproduz arquivos mais pesados. O chipset do produto é o RTL 1283x. Seu preço é de 149 euros (mais 25 euros de envio), mas para quem já conta com um Xtreamer, o preço vai para 99 euros, mais envio.

Fonte

[player multimídia] MvixUSA Ultio Pro, um streamer com DVR e cliente BitTorrent

by

Streamers multimídia existem de todos os modelos, tamanhos e cores, porém incluindo a função DVR não temos muitos.

Por isso chama a atenção o novo Ultio Pro da MvixUSA, que une em uma única caixa a função de player multimídia e gravador digital. Ele reproduz vídeos a 1080p em quase todos os formatos, conecta-se à internet ou a uma rede local (por conexões Ethernet ou WiFi) e gravar vídeos em formato MPEG2 com qualidade HD. Bom, ainda que não fique muito claro qual resolução é essa, podemos dizer que o Ultio Pro vem com uma baia para discos SATA de 3,5″, e oferece um cliente BitTorrente para quando você não estiver vendo um filme ou série.

Interessado? Preços: US$ 169 (sem HDs) e US$ 348 (com 2 TB inclusos). Chega ao mercado no mês que vem.

Fonte