Arquivo para a tag: keynote

Novas da Apple: keynote específico para a China e nova Apple TV na semana que vem

by

apple-china-invite-lead.jpg.pagespeed.ce.2i6MjV_bda

Vamos ganhar tempo, pois hoje temos muita coisa para escrever no blog. Para começar os trabalhos, duas notícias/rumores sobre a Apple. Primeiro, algo que está confirmado: o evento de lançamento de novos produtos da gigante de Cupertino.

Como vocês bem sabem, a Apple vai realizar o seu evento de lançamento do iOS 7 e de suas próximas novidades de hardware no próximo dia 10 de setembro. A data se confirmou ontem (03), com o envio dos convites. A novidade dessa história é que um segundo convite foi enviado, exclusivamente para o mercado chinês, para um segundo evento, que acontece no dia 11 de setembro.

Tais convites foi enviados para os jornalistas daquele país, e o evento vai acontecer em Pequim. Isso pode reforçar ainda mais a teoria de que o tal iPhone 5C estaria dedicado àquele país, que adora produtos coloridos… e de baixo custo!

Será?

O segundo item da pauta desse post é um rumor. Dizem por aí que a Apple deve anunciar na semana que vem uma nova versão da sua set-top box Apple TV. Esse lançamento seria uma espécie de “prévia” para o lançamento da especulada Apple HDTV, que só seria lançada ao longo de 2014.

De acordo com uma matéria publicada pelo site Panjiva, a Apple recentemente recebeu um envio de dispositivos, que são descritos como “set-top boxes with communication function”, fabricados em Shenzhen (China). De forma presumida, esses produtos seriam a nova versão da Apple TV.

Os produtos foram enviados para a Apple em três lotes registrados nos dias 11, 18 e 25 de agosto. É claro que, até o presente momento, não temos ideia de quais tipos de atualizações a Apple adicionaria em uma suposta nova versão do Apple TV, mas como estamos na zona de rumores, vale a pena ficar de olho nos acontecimentos dos próximos dias.

E, principalmente, ficar de olho no evento do dia 10 de setembro. E no do dia 11 de setembro também!

Via Engadget, GigaOM

O evento da Apple de hoje (23) será transmitido ao vivo, via internet. Saiba como assistir

by

Se você é um usuário regular da Apple, pode comemorar. Em um ato raro de desprendimento, a gigante de Cupertino decidiu liberar um streaming oficial do seu evento a ser realizado daqui a pouco (15h, horário de verão de Brasília), e em diferentes plataformas.

A forma mais simples e direta é através do Apple TV, onde você poderá conferir a transmissão, acessando um ícone para o evento ao vivo. Se você tem o media player da empresa da segunda ou terceira geração, com a versão 5.0.2 do seu software, é só sentar diante do sofá e aproveitar. Ah, mas não deixe de seguir a gente no Twitter para acompanhar nossos comentários, no @TargetHD.

Mas se você não está de folga hoje, ou precisa escrever sobre o evento, pode ver toda a movimentação em San Jose (Califórnia) por outras maneiras. Se você é um usuário de um Mac, você precisa ter o navegador Safari 4 ou superior instalado em um sistema Mac OS X 10.6 ou superior. Além disso, também é possível ver o evento de hoje no seu iPhone ou iPad, desde que o seu dispositivo conte com a versão 4.2 do iOS.

Em todos os casos citados acima, você precisa ser um usuário registrado da Apple, o que obrigatoriamente obriga você a ter um dos dispositivos Apple acima citados para conferir o keynote. Caso você não se encaixe em nenhum dos casos acima citados, é melhor começar a procurar um streaming desde já.

Acompanhe o TargetHD.net nas redes sociais ou no próprio blog. Ao longo do dia de hoje, manteremos vocês atualizados sobre tudo o que vai acontecer no evento de daqui a pouco.

Via SlashGear, TUAW

Mac OS Mountain Lion e Safari 6 lançados oficialmente, e o iWork é atualizado

by

Novidades entre os softwares da Apple no dia de hoje (25).

O Mac OS X Mountain Lion está entre nós. Muitos usuários de computadores Mac (inclusive os usuários brasileiros) já estão desfrutando dos benefícios da nova versão do sistema operacional da Apple, que já pode ser adquirido na Mac App Store, pelo preço de US$ 19,99. A atualização marca o fim da linha para o OS X Lion, que foi retirado da Mac App Store, e não está mais disponível para download.

Mas o dia não se marca apenas pelo lançamento do Mountain Lion e pela saída do OS X Lion. A Apple também apresenta ao mundo o Safari 6, que vem junto com o mais recente sistema operacional da Apple (oferecendo abas para o iCloud, suporte para o buscador chinês Baidu e maior compatibilidade com o HTML 5, entre outras novidades), mas também pode ser instalado em equipamentos com OS X 10.7 ou superior, para desfrutar alguns de seus novos recursos (não todos). Para atualizar o Safari, é só verificar as atualizações de sistema, e proceder com a instalação do novo software disponível.

Por fim, a Apple aproveitou para atualizar o iWork, que agora possui compatibilidade com o Mountain Lion. Recursos como Pages, Keynote e Numbers são agora compatíveis com o sistema de reconhecimento de voz do OS X 10.8, podem sincronizar com o iCloud, e vai aproveitar melhor a Retina Display dos novos MacBook Pro. O preço de cada aplicativo é de 15.99 euros.

Via Apple

Nova geração do iPad: saiba tudo o que aconteceu no evento da Apple

by

Segue abaixo um resumo de tudo o que aconteceu no evento de apresentação da nova geração do iPad, realizado hoje (07/03) pela Apple no Yerba Buena Center for the Arts, em San Francisco, California.

Tim Cook subiu ao palco exatamente às 15h (Brasília), e já começa desejando “boas vindas à revolução pós PC, liderada pela Apple”. Seguindo a receita criada por Steve Jobs, Cook está totalmente de preto. Afinal, o destaque é o produto a ser apresentado. Cook começa dizendo que o computador deixou de estar no centro do universo tecnológico, para se tornar apenas mais um dispositivo. O mundo tende a se tornar muito mais portátil, e nesse sentido, o iPad estabeleceu uma nova categoria de produto.

Cook destaca o sucesso do iPad pelo mundo: só o iPad foi responsável pelo crescimento de 76% dos lucros da Apple, e nas lojas da empresa, as filas foram intermináveis, com consumidores em busca do produto a todo custo. Então, o CEO da Apple muda o tom, falando do iOS. Foram 315 milhões de dispositivos com o sistema operacional móvel vendidos em 2011. Informa também sobre algumas melhorias no assistente pessoal Siri, que agora tem suporte para o idioma japonês.

A Apple Store conta hoje com 585 mil aplicativos, e recentemente, alcançou a marca de 25 bilhões de downloads realizados. Além disso, os usuários de recursos em nuvem da Apple já passa dos 100 milhões. Então, temos as primeiras novidades do dia: uma nova versão do Apple TV e o iOS 5.1.

O novo Apple TV vai receber suporte para imagens em Full HD (1080p). Filmes e séries de TV nesse formato de imagem também serão oferecidos pela iTunes Store. Em uma demonstração do produto, Eddy Cue mostra uma interface de produto simples, tal como manda o iOS, com os filmes em catálogo em capas, com todos os detalhes possíveis sobre as produções disponíveis para compra ou aluguel. Recursos como YouTube, Vimeo, MLB.com, NBA e NHL ainda estão presentes. Através do Apple TV, é possível também ouvir as músicas do iTunes e utilizar o Photo Stream.

Um destaque enfatizado pela Apple é a velocidade para reprodução de vídeos. Na demonstração, um filme levou apenas 10 segundos para ficar pronto para a reprodução (é claro que isso pode variar, dependendo da velocidade de sua conexão).

O novo Apple TV estará disponível para compra no dia 16 de março, mas já está em pré-venda nos EUA a partir de hoje.

Agora, hora de falar do iPad, e das suas 15,4 milhões de unidades vendidas apenas no último trimestre de 2011.

Cook volta ao palco e recomeça, dizendo que quando eles criaram o iPad, eles estavam criando toda uma nova categoria de dispositivos. Com o tempo, ele se tornou o dispositivo preferido dos usuários Apple, superando desktops, notebooks e smartphones. Com ele, os usuários podem acessar emails, navegar pela web, ler livros, ver filmes e vídeos e rodar jogos de modo muito mais prazeroso e funcional. São mais de 200 mil aplicativos específicos para o iPad, que tornam o produto ainda mais completo e útil para diversas finalidades. Cook aproveita para cutucar a Samsung, dizendo que “apesar dos fabricantes terem adicionado mais de 100 tablets diferentes em 2011, o iPad não deixa o aplicativo do Twitter com aparência de app para smartphone, mas esticado”.

E então, Phil Schiller sobe ao palco para apresentar o novo iPad.

As novidades começam com a presença da Retina Display e uma nova resolução de tela. O novo iPad traz uma tela com os mesmos 9.7 polegadas das versões anteriores, mas com uma resolução de 2048 x 1536. É a maior resolução de tela de qualquer dispositivo móvel no mercado, com 3.1 milhões de pixels. Com isso, as imagens ficam muito mais definidas, e a exibição de textos e fotos se torna simplesmente perfeita, sem nenhum tipo de percepção da granulação dos píxels.

A saturação da tela também foi aumentada em 44%, com 264 pixels por polegada de tela. Para gerenciar todas essas melhorias de imagem, um novo chip gráfico, o A5X quad-core foi adicionado.

A Apple afirma que, comparado ao processador NVIDIA Tegra 3, o seu processador é até duas vezes mais rápido, com um rendimento até quatro vezes maior. Depois, Schiller falou sobre a nova câmera do novo iPad. A nova câmera possui sensor de 5 MP, iluminação backside, lentes de cinco elementos, filtro infravermelho híbrido, e sistema ISP, desenvolvido pela própria Apple. Seu sensor também possui modo de exposição automática, foco automático e gravação de vídeos a 1080p. A câmera também possui recursos de detecção de faces, balanço de branco estabilização de vídeos, redução de ruído temporal, e o resultado das imagens são ajustados para uma exibição perfeita em telas com Retina Display

Um novo botão de microfone é adicionado ao teclado virtual do iOS, para “complementar” o recurso. Na verdade, é para adicionar o Siri ao novo tablet. Em termos de conectividade, o novo iPad é compatível com as redes 4G/LTE, mas também estará disponível na versão 3G/HSPA. A capacidade máxima de download nos dois modos é de 73 Mbps e 21 Mbps, respectivamente. Entre os parcerios da Apple nessa investida, são citados Verizon, AT&T, Rogers, Telus… mas nada de citar a Motorola. Enfim, o novo iPad também pode atuar como hotspot (se sua operadora móvel permitir).

A autonomia de bateria do iPad 4G é de 9 horas de uso, o que pode ser considerado uma vitória, se levarmos em conta a espessura do produto (9,4 mm) e a rede com que o produto vai trabalhar.

Preços: em versões de 16, 32 e 64 GB de armazenamento, o novo iPad será vendido nos Estados Unidos por US$ 499, US$ 599 e US$ 699, respectivamente, nas versões WiFi. Os modelos WiFi+3G custam US$ 629 (16GB), US$ 729 (32 GB) e US$ 829 (64 GB), ou seja, os preços são equivalentes aos modelos da versão anterior. Seu lançamento nos Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, França, Alemanha, Suíça, Japão, Hong Kong, Cingapura e Austrália acontece no dia 16 de março.

Uma semana depois (23/03), uma segunda janela de países (que, pra variar, não inclui o Brasil) recebe o produto. Entre eles, Dinamarca, Finlândia, Itália, Portugal, Porto Rico e Espanha.

A Apple lembra que, assim como foi feito no lançamento do iPhone 4, todos os aplicativos serão ajustados para a nova tela do novo iPad. Os desenvolvedores poderão trabalhar com os novos recursos para ajustar (e até melhorar) os aplicativos para a nova resolução de tela do tablet. Diversos aplicativos e jogos são demonstrados, como Autodesk, Infinity Blade Dungerons, e o recurso iWork, que é uma espécie de suite de aplicativos Office para o novo iPad. Disponível a partir de hoje na App Store, por US$ 9,99 cada aplicativo. O novo iMovie também é apresentado, e também está disponível a partir de hoje, por US$ 4,99.

Outra novidade entre os softwares para o iPad é o iPhoto, que conta com recursos como edição multitoque, navegador inteligente, efeitos com qualidade profissional, entre outros. Mas um dos recursos mais comemorados é a possibilidade de enviar fotos de um dispositivo para outro. O aplicativo é capaz de trabalhar com fotos de até 19 MP, além de poder ajustar a imagem em vários tipos de resolução. O modo de edição de imagens também está mais intuitivo, com comandos bem simples.

A Apple também anunciou que o iPad 2 teve seu preço reduzido em US$ 100. A versão de 16 GB com WiFi passa a custar nos Estados Unidos US$ 399. E, no final das contas, o novo iPad recebe o nome de “iPad”. Simples assim. Cook volta ao palco para dizer que 2012 ml começou, e que a empresa vai apresentar mais novidades ao longo do ano. “É apenas o começo”, finaliza Cook.

Mais detalhes do novo iPad e das novidades apresentadas hoje em breve, no TargetHD

Com fotos do site Engadget

Microsoft anuncia que a sua conferência da edição 2012 da CES será a última no evento

by

Notícias importantes e surpreendentes chegam diretamente de Redmond. A Microsoft anunciou que o grande evento que eles farão duranta a próxima CES 2012 será o último com esse formato na feira de Las Vegas. Segue abaixo o trecho que nos interessa do comunicado.

“Continuaremos a participar da CES, que é um bom local para mantermos contato com nossos sócios e usuários da indústria de telefonia, computadores e entretenimento, mas depois desse ano, não teremos mais conferências ou stand na feira, porque nossos lançamentos geralmente não coincidem com o mês de janeiro, data da realização do evento”.

Frank X Shaw, vice-presidente de comunicações corporativas da Microsoft, menciona no comunicado que o universo tecnológico avança e muda muito depressa, o que acaba afetando na agenda de um evento. Mas isso também não quer dizer que a empresa vai dar as costas para a CES: eles vão continuar trabalhando para agilizar negócios e parcerias durante a feira. Apenas não vão se apresentar no evento da forma como vemos hoje.

O argumento da data do evento é bem aceitável. Afinal de contas, a CES acontece logo depois do Natal, o que faz com que lançamentos nessa época do ano se tornem menos atraentes (principalmente para as carteiras dos usuários). Especula-se que o foco da Microsoft em sua apresentação no evento será o Windows Phone e o Xbox na parte de entretenimento, e não teremos grandes anúncios nos demais segmentos. É esperar para ver.

Via All Things D

Tudo o que rolou na coletiva de abertura da #WWDC 2011

by

Com uma sala lotada de jornalistas e entusiastas, e com James Brown rolando nos alto falantes, a Apple começou o evento de abertura da WWDC 2011 com o seu maior mentor, Steve Jobs, ao palco.

Muitos aplausos. Jobs começa agradecendo a presença de todos, informando que quase 5.200 pessoas acabaram com as inscrições para o evento em apenas 2 horas. Logo de cara, deixa claro que são três novidades a serem apresentadas: o novo Mac OS Lion, o novo iOS 5, e uma nuvem… que pode ser o iCloud.

Phil Schiller sobe ao palco para falar sobre o Lion. Começa dizendo que o Mac OS é um sistema que vai muito bem no mercado, alcançando mais de 54 milhões de usuários. As vendas de Mac estão na casa de 3/4 dos portáteis que são comercializados na atualidade (esses números só pode ser dos EUA, caso contrário, particularmente, duvido dessa informação). Imagens de ícones do novo sistema são apresentadas.

Recurso de gestos multitoque é implementado no Mac OS Lion, além de uma nova exibição de aplicativos em tela cheia.

A seguir, temos o Mission Control. Com esse recurso, o usuário pode ter ao alcance de seus dedos, todos os documentos em que está trabalhando, com múltiplas perspectivas de cada aplicativo aberto. Também é possível fazer zoom in e zoom out, ou dar dois toques para
acelerar o processo. Tudo isso, com os recursos de toque na tela.

Agora, falando mais da Mac App Store, que está à frente de lojas tradicionais como Best Buy, Walmart e Office Depot nos Estados Unidos.

A Mac App Store se tornou referência para compra de aplicativos, e agora estará integrada por completo no novo Mac OS Lion, possibilitando compras de aplicativos e notificações por push.

O Launchpad também é apresentado.

Recursos como o Resume e o Auto Save para Mac OS Lion também foram apresentados. São úteis para retornar à um estado anterior do sistema, ou acesso rápido a alguns aplicativos. No caso do Auto Save, o Lion pode salvar automaticamente o documento em que você está trabalhando, com a opção de retornar a edição em um ponto anterior, duplicar documentos, bloquear um texto ou mover em diferentes versões, dependendo da sua necessidade.

A seguir, o Air Drop. O serviço permite o uso de recursos peer to peer via WiFi, identificação e configuração automática de novos dispositivos  e encriptação completa para transferência de dados.

Novidades no aplicativo de Mail, com nova interface, com visualização em duas ou três colunas, previews de e-mails e barra de favoritos. Além disso, um novo sistema de buscas foi implantado no aplicativo, para um acesso mais rápido. Você pode buscar tanto pessoas como dados completos, como endereços, telefones e datas, combinando as duas informações quando necessário.

A Apple informou que as 10 mais importantes características do Mac OS Lion foram apresentadas, mas temos muitas novidades integradas na nova versão do sistema operacional.

O instalador estará disponível apenas no modo online, na Mac App Store. Se prepare para baixar 4 GB de dados para instalar o novo sistema operacional. Seu preço será de apenas US$ 29,99, e estará disponível a partir de julho (para os desenvolvedores, a partir de hoje).

Agora, começam as informações sobre o iOS 5. O sistema iOS já possui mais de 200 milhões de dispositivos vendidos, sendo que desses, 25 milhões são de iPads vendidos nos últimos 14 meses. A iTunes Store já vendeu mais de 15 bilhões de músicas, e a iBookStore já tem mais de 130 milhões de downloads. São 90 mil aplicativos para iPad, e 14 bilhões de downloads via App Store. Com tudo isso, a Apple já pagou aos desenvolvedores mais de US$ 2,5 bilhões de dólares em vendas de aplicativos cadastrados nas suas lojas de aplicativos.

O iOS 5 possui 1.500 novas APIs e 200 novos recursos. Aqui, vamos conhecer aqueles que são os mais destacados. Pra começar, um novo sistema de gestão de informações. Agora, as notificações não vão mais atrapalhar o usuário durante um jogo ou uma exibição em vídeo. Agora, você pode acessar elas com apenas um toque no topo da tela (copiando o estilo do Android).

News Stand é outra novidade do iOS 5, e oferece um conjunto de jornais e revistas na tela do seu dispositivo, como National Geographic, Vanity Fair, Popular Science, Esquire, GQ, New York Times, Daily Telegraph e outras.

A terceira novidade é sobre o seu aplicativo para o Twitter, com nova interface e novos recursos integrados.

Melhorias no Safari também foram anunciadas. Temos agora o Safari Reader com um novo botão, que ajuda a ler um texto enquanto você navega. O recurso está integrado à barra de endereços. Também é possível enviar o conteúdo por e-mail, no lugar de um simples link. Além disso, o Safari agora conta com integração com o Twitter, onde você pode compartilhar seus contatos o conteúdo de uma página com um simples clic.

O Reading List é uma forma simples de salvar aquilo que você não pode ler na hora.

Se você tem mais de um dispositivo Apple na sua casa, o sincronismo do seu conteúdo é mais simples.

Sobre a câmera, temos um novo botão na tela de bloqueio, que vai permitir o acesso rápido para capturar fotos. O botão de volume também pode ser utilizado para fotografia, ou inclusive pode se configurar o botão de câmera para controlar o volume.

Na parte de e-mails, foi inserida a possibilidade de arrastar um destinatário dentro do campo de cópia ou cópia oculta, além de edição de textos por seleção, como adicionar negrito, itálico e sublinhado. Além disso, você pode agora fazer buscas dentro de um conteúdo de um determinado e-mail, segurança via S/MIMe e um dicionário integrado.

 

Um novo teclado dividido também foi adicionado.

O próximo recurso é o PC Free, que promete acabar com o uso dos cabos nos dispositivos. Com ele, você pode atualizar o seu iPhone/iPad/iPod Touch diretamente do dispositivo, dispensando o uso do iTunes, sendo atualizados no sistema Over The Air (OTA).

Agora, o Game Central. São mais de 100 mil jogos na App Store e 50 milhões de usuários em 9 meses, e o recurso vai se valer disso, permitindo arquivamento de pontos, localização de amigos e games no Game Central, entre outros.

O iMessage é um novo serviço de mensagens entre usuários de iOS. Parecido com o What’s App. Pode enviar textos e fotos em formato chat, via 3G e WiFi, para todos os usuários com dispositivos iOS, inclusive com recurso de troca de dispositivo durante a conversação.

O Air Play é outra novidade, para aqueles que querem reproduzir a tela do seu dispositivo iOS na TV.

As bibliotecas do iTunes também poderão ser sincronizadas via WiFi.

O iOS 5 estará disponível no terceiro trimestre de 2011 (provavelmente em setembro, com um suposto lançamento do iPhone 5). Para os desenvolvedores, a partir de hoje.

Jobs volta ao palco para falar do iCloud. Diz que as coisas mudaram muito de uns tempos pra cá. Antes, bastava o usuário sincronizar o dispositivo com um Mac que tudo funcionava. Hoje, isso não é o bastante, nem o mais funcional. Agora, os dispositivos integram fotos e vídeos, e precisamos que esse conteúdo seja facilmente acessível em várias plataformas. O iCloud é a solução para usuários Mac e Windows colocarem todo o conteúdo dos seus dispositivos, de modo sem fio, no formato cloud computing. O iCloud vai complementar e substituir o MobileMe, e o usuário nem vai precisar tirar o dispositivo do bolso para o processo ser realizado.

O iCloud vai armazenar todo o seu conteúdo, e vai distribuir para todos os produtos do usuário, de forma automática. Contatos e compromissos de cada dispositivo também estarão na nuvem, para sincronizar entre todos os seus dispositivos, em um momento posterior. Todas as alterações feitas em um dispositivo são atualizadas em outro, de forma simples, além de poder compartilhar todas as mudanças com outros usuários. A melhor parte? É de graça.

O iBooks também será incorporado ao sistema do iCloud, com uma compra mais rápida e armazenamento em várias plataformas.

O iCloud pode fazer backups diários automáticos de suas músicas, livros, aplicativos, fotos, vídeos e configurações de aplicativos. A cada dia, o seu conteúdo será armazenado em um local seguro, e quando você comprar um novo iPhone, basta você digitar o seu nome de usuário e senha para atualizar o dispositivo, bastando apenas ter uma conexão WiFi para sincronizar os dados.

O Photo Stream também permite levar as fotos na nuvem, podendo ser exibidas em outros dispositivos, no Apple TV, etc. Todas essas fotos ficam armazenadas no iCloud por 30 dias.

O iTunes também foi para a nuvem. Se você compra algo no seu iPhone, você vai ter essa compra disponível em qualquer outro dispositivo Apple que você possua. Tudo de graça, para até 10 dispositivos.

Os novos dispositivos com iOS 5 vão contar com o iCloud nativo, com 5 GB de armazenamento para e-mails. O espaço para Photo Stream, ou download de músicas não fazem parte dessa conta. Disponível em modo Beta para desenvolvedores a partir de hoje, ou no iOS 4.3 beta. O iCloud será lançado junto com os dispositivos iOS 5, também no terceiro trimestre de 2011.

One more thing…

15 bilhões de músicas no iTunes. E seu bolso não tem tanta grana assim. Logo, temos o iTunes Match, que por US$ 24,99 por ano, pode escanear sua biblioteca, encontrar as músicas para você (mesmo que elas não tenham sido compradas pela iTunes) e disponibilizá-las pra você.

Por fim, Jobs mostrou um novo centro de dados da Apple, para poder colocar todos esses recursos em funcionamento.

E é isso. Fim da coletiva da Apple na WWDC 2011.

via Engadget

[Apple] O iPod Classic segue vivo, felizmente

by

Se diante de tantos lançamentos ligados ao iPod você tenha ficado com receio que o iPod Classic estivesse morto em uma câmara frigorífica, nos fundos do Yerba Buena Center, local do evento da Apple de hoje, fique tranquilo: o Classic está vivo. Steve Jobs que toda a linha iPod ia a ser renovada, mas com o fim do evento, e nenhuma palavra do Classic sendo dita, muitos ficaram preocupados. Mas, fiquem tranquilos. O iPod Classic segue firme e forte no mercado. Só não recebeu nenhuma modificação dessa vez.

Fonte

MWC 2010 | Tudo o que rolou na conferência da Samsung, na Mobile World Congress 2010 #mwc2010

by

Esta é a primeira grande conferência da Mobile World Congress 2010, e uma das mais esperadas. A Samsung nos últimos dias alimentou a mídia especializadade rumores sobre novos aparelhos com o seu novo sistema, o Bada. Veja abaixo o que eles apresentaram em Barcelona. Faço aqui um resumo de todas as informações obtidas pelo site Engadget.com.

A conferência começou com um certo atraso, e com o pedido de desculpas por isso de Jake Humpry. Ele dá boas vindas a todos os presentes, para o evento Samsung Unpacked. De fato, a Samsung se adiantou (e saltou à frente dos concorrentes, uma vez que a MWC 2010 só começa com a apresentação da Microsoft). Jake então chama o chefe da Samsung Mobile, JK Shin.

Shin faz uma recapitulação do ano de 2009, informando que a parte de dispositivos móveis da Samsung cresceu 16% no ano passado, e informam que são hoje a empresa número 1 em dispositivos móveis com tela touch. Fala do rápido desenvolvimento da tecnologia , de que as pessoas não querem apenas celulares para falar com as pessoas, e que estamos na era dos telefones inteligentes (smartphones).

Começam a falar do Bada, sistema operacional móvel da empresa, lançado no final do ano passado. Shin diz que o Bada é chave para os planos da empresa, pois oferece flexibilidade aos desenvolvedores, uma nova experiência para os consumidores e simplicidade para as operadoras. Isso mostra que a Samsung está vindo para o ataque, e com força, para disputar com os maiores rivais no setor de telefonia móvel.

Com o Bada, a Samsung pretende democratizar o uso do smartphone entre as pessoas. Shin se despede e cede seu lugar para dançarinas que ficam dançando um bom tempo (bailarinas para apresentar novos produtos de tecnologia… NICE!).

Depois de tanta dança e música, o pessoal da Samsung se lembrou que era um evento de tecnologia, e anunciou que iria começar a apresentar os novos produtos da empresa. Começando pelo Samsung Wave, que já estava sendo especulado nos últimos dias. Conforme dito anteriormente, ele é um aparelho com tela Super AMOLED, Samsung Apps e “hub social” integrado. O aparelho possui um processador de 1 GHz, mas nada foi dito se ele era um Snapdragon ou não. A tela Super AMOLED usa um painel com sensor touch integrado. É mais fina e brilhante, e permite que o corpo do celular esteja em uma única estrutura. Possui chassi de alumínio e TouchWiz 3.0.

A integração com as redes sociais passa a ser mais limpa e estilizada no Samsung Wave.

O Social Hub do Samsung Wave integra a lista de contatos do aparelho com todo o histórico relacionado à aquele contato buscado, como página de Facebook, mensagens recebidas e enviadas, tweets, etc. Com um único clique, você tem todas as informações nas mãos, sem maiores complicações.

Você também pode buscar fotos agrupadas por contatos, quando se toca em um desses contatos. Deste modo, você não precisa mais ficar procurando em álbuns completos para encontrar uma foto de uma determinada pessoa. Também é possível uma integração com calendários, com opção de compartilhamento com os serviços do Yahoo.

O Wave possui suporte para o Flash, através do próprio Bada. Seus aplicativos, segundo a Samsung, serão mais profundos e ricos em detalhes.

Haverá várias modalidades de pagamento na loja de aplicativos do Bada, nos mais de 50 países em que os aplicativos estarão disponíveis. E mais dança para os presentes (a Samsung gosta de umas dançarinas, não?).

E isso é tudo. A conferência da Samsung se resumiu ao Bada mesmo. Ainda hoje, você terá mias detalhes sobre este aparelho. Continue seguindo nossa cobertura da Mobile World Congress aqui, no TargetHD.net.

Fonte

CES 2010 | Tudo o que aconteceu na apresentação da Dell na #ces2010

by

Esta apresentação todo mundo gostaria de participar. Afinal, foi no Palms Casino de Las Vegas, o mais luxuoso da cidade.

Antes da apresentação, algumas informações eram recapituladas para os presentes, através de Michael Tatelman, da Dell. Ele diz que neste envento, eles irão mostrar designs e características que se podem esperar de um consumidor de produtos Dell. Lembram que no ano passado, eles mostraram o Dell Adamo e que este ano, vão mostrar produtos que já estão a venda, e outros que chegarão no futuro. Hoje, a Dell é mais global do que nunca, sendo a número 1 na Arábia Saudita, Índia e vários outros países do Oriente Médio. Na China, eles cresceram mais de dois dígitos percentuais. Hoje, eles vão falar sobre mobilidade e novas tecnologias.

Lembra que há muitos produtos Core i7 já disponíveis, e esperam lançar nos próximos outros mais alguns. Informa que seus novos portáteis incluem uma tela de alta definição, e aceleradores de alta definição, permitindo exibição de conteúdo HD sem maiores problemas, seja da internet, YouTube, arquivos de vídeo, entre outros. Mostram então o Inspiron Mini 10.

Também serão vistos muitos acessórios para estes produtos, como uma barra de som para ser montada na parte superior da tela dos portáteis. Lembra que, no ano passado, mostrou o portátil para jogos mais rápido do mercado, o M15x. A ideia da empresa e se globalizar, e, para isso, a Dell assumiu a marca Alienware em 15 países. Anunciam o lançamento do Alienware M11x, com uma excelente tela de 11,6 polegadas.

O Alienware M11x usa uma CPU de baixa velocidade, porém um processador gráfico muito avançado, além de permitir intercambiar gráficos, e trabalhando com aplicações de escritório, a bateria dura por 6,5 horas. No modo de jogos, o netbook se adapta para rodar os jogos mais modernos e exigentes, podendo rodar games como Crisis na definição Full.

Ele chega para venda na primavera do hemisfério norte, por um preço de menos de US$ 1.000. O assunto agora são os telefones.

Nem sempre podemos ter um computador em nossas mãos. Informa que o produto a ser apresentado é um produto novo, mas não sairá a venda, mas pode ser comprado aos computadores Slate. E então, mostra um produto um pouco maior do que um smartphone. Avisa que vai falar mais sobre este produto no futuro. Aproveitaram e anunciam que o Dell Mini 3i estará disponível nos Estados Unidos pela AT&T.

E, com isso, a apresentação se encerra.

Minhas impressões:

A Dell deixou um mar de perguntas sem resposta. Nada de monitores grandes, uma apresentação sem muitas coisas a serem reveladas, apenas o anúncio do novo netbook de Alienware e de um novo produto destinado à mobilidade (e olha que não estou falando do Dell Mini 3i). Será que a Dell está escondendo o jogo para a Mobile World Congress? Ou não teve mesmo muito o que falar neste keynote. Tudo muito estranho e pouco inspirador. Vamos esperar pra ver. Afinal de contas, eles estão com uma parceria com o Android, o que não é pouca coisa.

Fonte

CES 2010 | Tudo o que aconteceu na apresentação da Palm na #ces2010

by

O evento começa com Jon Rubinstein no palco.

Ele começa dizendo que a Palm lançou um dos produtos mais importantes do ano de 2009, o Palm Pre. Afirmam que, com o design do WebOS, eles apostam totalmente na web, e a experiência da web está no coração de tudo o que a Palm faz hoje. WebOS é o que eles fazem, e é isso que eles amam fazer. Já foram mais de 85 mil downloads do SDK do WebOS, e o sistema está em mais de 108 países. Hoje, o programa de desenvolvimento está aberto a todos.

Fala da integração com o Synergy, fazendo com que o usuário não perca nada, uma vez que usa a nuvem para salvar seus dados. Em novembro, lançaram o Pixi, que é o celular mais fino do mercado.

Eles sabem que as pessoas gostam de opções, por isso, os designers da Palm oferecem diferentes designs para seus compradores. O design do Pixi é exclusivo, e foram vendidas poucas unidades.

Falaram também do Touchstone, o carregador sem fio de baterias. Falam que o Touchstone é mais do que um carregador; é um estilo de vida. Lembra também a importância de seus parceiros comerciais: Sprint, Bell, O2, Movistar e Telcel.

O Palm Pre pode ser adquirido em 7 países do mundo. São mostradas imagens do México, Espanha, Londres, entre outros. Enfatizam que não há nada tão importante como conseguir um bom sócio, falando das operadoras. Informam que, no evento, vão anunciar um novo sócio na Europa.

Este novo parceiro é a francesa SFR.

Os modelos Pre e Pixi da Palm serão vendidos pela SFR no verão do hemisfério norte. Jean-Marc Tassetto, da SFR, sobe ao palco. Falam que a SFR é uma companhia da Vivendi e Vodafone, com 20 milhões de clientes móveis. Isso é a metade da população francesa no setor de telefonia. Atualmente, estão instalando cabos de fibra ótica para oferecer internet aos lares franceses. 10 milhões de clientes da SFR possuem telefones móveis, e iniciaram negociações em Cupertino (Apple), mas encerraram as negociações e resolveram ficar com a Palm.

Jean-Marc acredita que eles e a Palm possuem a mesma filosofia: no fim do dia, não importa muito vender aparelhos ou planos de conexão. O que importa é a experiência. A SFR possui mais de 80 mil lojas, e podem oferecer à Palm um mercado forte, esperando que, junto com a Palm, seja a melhor da França.

Sobe ao palco Katie Mitic. Ela vai falar do desenvolvimento de aplicativos e dos produtos Palm. Agora, qualquer desenvolvedor pode enviar seu aplicativo para a Palm para ser lançado em qualquer um de seus 7 mercados. A Palm dará liberdade de opções aos seus desenvolvedores.

Ela diz que o programa de desenvolvedores da Palm ajudará a empresa a crescer ainda mais, e agradece aos desenvolvedores domésticos, porque eles agora passam a ter suporte da Palm.

Falando do WebOS, explica que todas as aplicações acontecem ao mesmo tempo, compartilhando informação e conteúdo.

Esta liberdade implica que a distribuição de aplicativos será mais sensível. A base de dados será aberta, para todos, desenvolvedores e comunidade web. Querem deixar todas as opções para que os desenvolvedores possam criar soluções e produtos da melhor maneira possível.

Ela mostra a página www.projectappetite.com e como funcionam as aplicações.

Anunciado o Hot Apps Bonus Program, para premiar os melhores desenvolvedores.

Os desenvolvedores precisam de mais oportunidades para criar aplicativos com o conteúdo multimídia. Por isso, eles anunciam o PDK, que é um pacote de desenvolvimento voltado para os plugins.

O foco da Palm para 2010 também são os jogos 3D. Para isso, possuem grandes sócios para o desenvolvimento de grandes jogos para o WebOS. Games como Need For Speed, Sims, Scrabble, entre outros, já estão disponíveis a partir de hoje.

Começam agora a falar da EA, que é muito conhecida no mundo dos games. Travis Boatman, vice-presidente da EA, sobe ao palco. Começa dizendo que o SDK do Palm oferece um acelerômetro excelente, de funcionamento excelente e muito fácil de usar, permitindo que, em poucas semanas, eles pudessem escrever grandes jogos, como o The Sims 3.

É feita uma demonstração do The Sims 3 no palco.

Need For Speed também é demonstrado ao vivo. O jogo funciona em Full 3D em tempo real, com um excelente framerate.

Mitic volta ao palco, dizendo que há mais novidades para serem contadas. Chama ao palco Paul Cousineau, diretor de marketing. Paul começa dizendo que quer falar de uma opção muito importante, que todos vão gostar: gravação de vídeo. Vai mostrar como gravar, editar e
compartilhar vídeos com o WebOS.

A edição de vídeo parece ser um processo bem simples. Para compartilhar, basta um comando para que ele possa fazer o upload do vídeo para o YouTube, Facebook, ou enviar uma mensagem. Paul fez o upload, no palco, em segundos, sem nenhum problema.

Enquanto Paul jogava The Sims 3, ele recebe uma mensagem de texto, mostrando que pode se ter mais de uma tarefa ativa ao mesmo tempo.

Um trailer de Avatar é exibido na tela do Palm Pre, via Yahoo! Vídeos.

Enquanto é processado um upload, ele acessa o Facbeook. Por fim, Paul fala da atualização de software para gravação de vídeo.

Mitic volta ao palco. Ela fala que melhoraram a bateria dos seus produtos, assim como o Synergy, com simples atualizações. Todos receberão estas atualizações em fevereiro, e os anúncios feitos na apresentação são parte do compromisso com os consumidores.

Jon volta ao palco. São anunciados dois produtos novos. O primeiro é o Pre Plus, que não tem botão de navegação, tem 16 GB de memória flash e está pronto para o Touchstone.

O segundo é o Pixi Plus, que tem suporte a WiFi, e é considerado pela Palm a melhor opção para trocar seu celular para um smartphone. Também funciona com o Touchstone.

Tanto o Pre Plus quanto o Pixi Plus estarão disponíveis com a Verizon. O CEO da Verizon aparece no telão, dizendo que estão muito empolgados por este lançamento, e anuncia que em 25 de junho, os clientes Verizon Wireless poderão comprar os dois produtos, que contam com a função de hotspot sem fio. Quanto vão custar? Não informaram, só vão dizer em uma data próxima ao seu lançamento.

Jon volta ao palco, para recapitular tudo o que foi apresentado: SFR, SDK, Pre e Pixi Plus, games em 3D. Informa que o WebOS 1.4 estará disponível em fevereiro, que o Flash 10 estará disponível em breve, e que o Pre Plus e o Pixi Plus são os aparelhos mais avançados que a Palm já criou.

Encerra convidando os presentes para um coquetel no lounge, e afirmando que, em 2009, eles haviam dito que a Palm havia voltado. Em 2010, demonstraram isso. Prometeram continuar surpreendendo a todos. E fim de apresentação.

Minhas impressões:

A Palm fez o que tinha que fazer. Abriu as fronteiras, comportas, portas, janelas e derivados para conseguir um maior número de aplicativos para seus aparelhos com WebOS. Eu, particularmente, não diria que tenho apenas 80 mil desenvolvedores para seu sistema, pois sabemos que seus concorrentes diretos já possuem muito mais. Fez novas parcerias, se uniu à Verizon, até lançou dois novos aparelhos, coisa que eu particularmente, não esperava que viesse. Talvez o grande problema da Palm seja atuar com seu produto mais forte em apenas 7 países. Tanto que a maior parte do mundo conectado, que elogiava muito o Palm Pre quando foi lançado, desencanou por completo deste lançamento ao longo dos meses. Esperamos que a Palm, aos poucos, se recupere mesmo, e mude esta filosofia de apenas 7 mercados internacionais.

Fonte

CES 2010 | Tudo o que rolou na apresentaçaõ da Sharp na #ces2010

by

Os presentes começaram ouvindo música clássica, enquanto esperavam a entrada de Mikio Katayama, CEO da Sharp, que sobe ao palco. Ele diz que está lá para apresentar 3 inovações: TVs, energia e ambiente. Sobre as inovações das telas, eles olham para o passado. Em 2000, a Sharp foi a primeira companhia com telas LCD. Em 2010, eles inovam com a UV2A, que é mais do que uma televisão.

A grande novidade é a tecnologia QuadPixel, que inclui a cor amarelo aos pixels, junto das cores vermelho, verde e azul. Também mostram as TVs AQUOS LED, que são muito brilhantes, com imagem limpa. As AQUOS LED produzem até um trilhão de cores, e a Sharp acredita que as tecnologias UV2A, LED e QuadPixel fazem das suas TVs as mais inovadoras do mercado.

As telas de Crystal Si PV emitem apenas 4W de energia, enquanto que as Thin Film emitem 140W. Agora, a Sharp pode produzir produtos melhores, que aproveitem a energia do Sol, tudo graças à nova fábrica da empresa, em Sakai, movida a energia solar. A tecnologia Thin Film Silicon são muito mais eficientes do que a Thin Film de semicondutores. Deste modo, a Sharp contribui para uma sociedade mais verde, com inovações para contribuir para um meio ambiente melhor e, consequentemente, melhorando a vida das pessoas.

Eles informam ainda que a tecnologia desenvolvida pela Sharp pode trazer melhorias para o ar, e reduz as bactérias e vírus presentes no local, e que suas TVs podem ajustar o brilho e cor, dependendo da luz presente nos lares. Mostram um painel com LEDs, que se ajustam automaticamente, ou através do controle remoto. As cores mudam entre amarelo e branco através do controle.

Energia.

Para a Sharp, os avanços da energia solar são questões importantes. A Sharp negocia com companhias provedoras de eletricidade para instalar suas fábricas de painéis solares. Suas lâmpadas em LED são 80% mais eficientes do que as atuais, oferecendo LEDs para interiores e exteriores, incluindo algumas que usam energia solar e, em 2010, esperam que esta indústria melhore significativamente.

Em 2012, mais de 80% dos televisores virão com retro iluminação em LED. As telas AQUOS medem apenas 1,6 polegadas de espessura, e a tecnologia QuadPixel pode oferecer cores nunca vistas antes nas TVs.

Seguem falando sobre a tecnologia QuadPixel, apresentando argumentos para justificarem sua superioridade diante dos rivais. No palco, Bob Scaglione, vice-presidente da Sharp America. Ele diz que suas telas são cada vez maiores, mais brilhantes, e agora, com QuadPixel, são mais claras. Eles esperam vender as TVs com LCD QuadPixel na primavera norte-americana (entre abril e junho).

Seguem falando que a sua TV Full HD com tela X-Gen e retro iluminação LED oferece melhores cores, e o tom em preto mais acentuado. Oferecem melhor contraste, o que resulta em uma melhor cor, e conexão com a internet. Além disso, com o serviço Twitter pela Sharp, os usuários poderão se conectar na rede social pela televisão.

As TVs HDTV das séries LE820 e LE810 oferecem 120 Hz, 4 cores de píxels, espessura de 1,6″ e sairá para vendas em março. Em 2010, a Sharp vai colocar a disposição do consumidor 8 telas em LED.

Já a LC-60E800 sai à venda no próximo mês.

Agora, o assunto é o player de Blu-ray, o BD-HP70U, que oferece conectividade com o Netflix, duas portas USB e som DOLBY trueHD. Usa apenas 14 W quando está em funcionamento. Já o modelo BD-MPC41U pode reproduzir CDs, DVDs, Blu-ray e som de 5.1 canais.

O evento se encerra, com a Sharp enfatizando que é a primeira a usar a tecnologia QuadPixel. É aberto um espaço para perguntas e respostas aos executivos da empresa.

Minhas impressões:

A Sharp foi para um rumo diferente das demais nesta apresentação na CES 2010. Não se focaram tanto em enaltecer inovações e recursos 3D, mas valorizaram a tecnologia de imagens, e valorizaram a experiência que as pessoas podem ter ao ver TV, no que se refere a imagem no seu estado puro. A tecnologia QuadPixel é sim uma grande novidade técnica, além do fato que a Sharp quer expandir suas localizações físicas, trazendo soluções verdes para o mercado. É possível que eles possam se dar bem sim, mesmo indo na contra mão das tendências que todos os outros querem apresentar.

Fonte

CES 2010 | Tudo o que rolou na apresentação da Samsung na #ces2010

by

Tudo começa com David Steel, VP da Samsung, entrando no palco e informando, logo de cara, que a Samsung vai apresentar uma nova linha de televisores LCD LED, mas antes disso, informa que eles venderam um número muito expressivo de TVs ao redor do mundo, e de celulares. A Samsung é hoje (segundo eles), a fabricante número 1 de telefones móveis nos Estados Unidos.

Steel informa que, por projeções, eles vendem uma média de 200 telefones a cada 5 minutos (ou o tempo que ele estava no palco, até aquele momento). Fala sobre a importância de cuidar do meio ambiente, conectividade entre dispositivos… até que ele fala de aplicativos para celulares. Aparece na tela uma imagem do sistema da Samsung, o Bada. Tim Baxter, chefe da Samsung Electronics, sobe ao palco.

Baxter anuncia a Samsung Apps, a primeira loja de aplicativos multi plataforma, que tem como objetivo compartilhar programas entre televisores, players multimídia, celulares, smartphones e toda plataforma que suporte seus aplicativos. O desenvolvimento da Samsung Apps será aberto; tudo o que você vai precisar é do SDK e o talento necessário. E o Bada começa a mostrar o seu potencial, mesmo que de modo tímido. Além disso, os aplicativos “premium” chegam no verão norte-americano.

Mudando totalmente de assunto, vamos falar das TVs em 3D. A Samsung informa que os consumidores querem abandonar as experiências do passado, desfrutar a qualidade 3D dos cinemas na sua casa. E isso não será possível se o usuário não tiver ao seu alcance todo um “ecossistema 3D completo”: TV 3D, Blu-ray 3D e equipamento de som, que não será em 3D (ainda).

O coração dos produtos em 3D da Samsung será um processador especial, que será usado em TVs, docks, players Blu-ray e, pelo visto, até em telefones. Veremos TVs em 3D em equipamentos LCD e plasma da mesma forma. Uma das primeiras telas 3D LCD de nova geração é também uma das mais finas do mundo, com uma espessura de 0,3 polegadas (ou a mesma coisa que um lápis). Outra TV é apresentada, a PDP 7000, que é de plasma, com uma espessura de 1,3 polegadas, além de novo player Blu-ray 3D e um novo sistema de home cinema, a serem lançados ainda em 2010.

A série 9000 vai incluir uma tela gigante no controle. Parece feito de um celular touchscreen (veja acima). Enfim, as apresentações continuam. No palco, o CEO da Dreamworks, que sobe ao palco com óculos 3D.

Segundo o CEO da Dreamworks, o interesse da empresa nos filmes em 3D é que eles oferecem maiores benefícios e podem ajudar a reduzir a pirataria. Isso na teoria.

Monstros Vs Alienígenas será o primeiro filme em Blu-ray 3D de Technicolor, desenvolvido em colaboração com a Samsung. E isso será apenas o começo de uma excitante evolução no cenário do entretenimento doméstico.

Hora de falar de telefones. E do Samsung Moment para a operadora Sprint, nos EUA. Ele tem televisão móvel e está baseado no Android. Além disso, apresentam o IceTouch, um reprodutor portátil com tela AMOLED touch.

Temos novas câmeras de vídeo, NX10 e S160, sendo que a segunda é capaz de enviar conteúdos a 1080p sem cabos para a sua TV, graças a magia do WiFi.

No palco, Doug Albregts, VP de tecnologia de consumo. Ele vem para falar das telas comerciais LED, ideais para empresas, pois consomem menos energia e são mais brilhantes. Destaque para a S10, que é um projetor LED, com 1000 lúmens e uma vida útil de 10 mil horas por lâmpada LED.

A Samsung também trouxe a menor impressora laser do mundo, a F10, com tela de toque, DLNA e WiFi.

E, obviamente, o e-reader da Samsung, o E6. A empresa lançará um novo leitor de livros eletrônicos, com a ajuda do Google, que fornecerá boa parte do acervo. O teclado do produto será QWERTY virtual, sobre a própria tela. Tem dimensões de 6 e 10 polegadas. Será lançado em novembro.

Por fim, voltam a falar de conectividade entre portáteis e televisores. Um Omnia II controlando a TV como se fosse um controle remoto é apresentado. Com isso, a apresentação se encerra.

Minhas impressões:

A apresentação começou morna, mas depois foi se animando, de acordo com as novidades apresentadas. Esperava mais do setor de telefonia, mas com certeza, a Samsung está guardando algo grande neste aspecto para a Mobile World Congress. Muito foco para TVs em 3D, para produtos de vídeo doméstico… aliás, muito interessante o conceito deles de ecossistema em 3D, para uma plena experiência para o consumidor. A Samsung pode até parecer discreta em sua apresentação, o que não significa que ela está dormindo no ponto. Acordos com a Dreamworks nunca é algo pequeno, e é mais uma gigante que vai com tudo para a batalha em 3D.

Fiquem ligados! Nos próximos dias, postaremos os produtos lançados nesta apresentação, com maiores detalhes.

Fonte

CES 2010 | Tudo o que rolou na apresentação da Sony na #ces2010

by

E segue nossa maratona de apresentações realizadas na CES 2010 em Las Vegas, desta vez, a Sony mostra suas novidades e perspectivas. Conteúdo via Engadget, blog oficial da CES 2010.

Logo de cara, a Sony já dizia o do que queria falar: 3D. Óculos 3D já estavam disponíveis nos assentos ao chegar no local da apresentação. Som dos alto falantes no local executava Beyonce a toda. Então, as portas começam a se mover, e todos aqueles que pensavam que estavam na primeira fila, ficaram no fundo, pois Sony tinha um palco secundário escondido. Aí começou a correria de bloggers e jornalistas, para se posicionarem nos novos assentos, buscando os melhores lugares.

Nisso, nos alto falantes, é solicitado aos presentes que coloquem os óculos e desliguem seus celulares. Howard Stringer sobe ao palco.

Howard começa fazendo piadinhas, dizendo que todos estavam muito bonitos com os óculos. Falando um pouco mais sério, ele anuncia que os herdeiros de Jimmy Hendrix e a Sony chegaram em um acordo para lançar em 3D vários shows do emblemático guitarrista. Depois, a cantora Taylor Swift aparece para demonstrar o que é 3D de verdade. Nesta parte, os óculos não fizeram muita diferença. Taylor (sem muita naturalidade), fala que gosta da Sony pela facilidade em tirar fotos com suas câmeras, ver filmes nas suas TVs, etc, etc.. e dá-lhe música com Taylor Swift ao vivo. Enquanto a performance acontecia, uma tela tridimensional instalada no palco projetava o show; o efeito não se demonstrou muito eficiente, pois tinha uma certa desconexão entre as imagens 3D da reias da cantora e o da tela. E chuva de confetes… que sempre animam as coisas.

Stan Glaswog, presidente e diretor geral da Sony Electronics, no palco.

Stan começa dizendo que os presentes vão ver coisas que só poderiam ver em uma empresa com o poder da Sony. Dá boas vindas à vários executivos da Sony que vieram de todos os cantos do mundo. Eles se levantam e acenam educadamente ao público. Fala brevemente sobre uma aliança com a Ford, que será anunciada hoje, e enfatiza que as pessoas devem pensar (e muito) no significado do slogan make.believe. Believe expressa as idéias, e Make o ato de criação. É exibido um vídeo repassando de forma rápida o catálogo da Sony Music.

Uma Bravia LCD desce do alto. A Sony informa que este será o novo estilo da empresa (no caso, o Bravia LCD sendo o padrão a ser seguido).

Modelos de TVs de 20 a 60 polegadas estarão no mercado nesta mesma primavera. Estas novas TVs Sony “monobloco” tem um acabamento refinado, em uma base fixa que faz do produto quase que um elemento de exposição. E, obviamente, os produtos são mais do que obras estéticas. Com o Bravia Internet Video será possível acessar a widgets, séries e filmes de múltiplas companhias.

Além disso, a Sony trouxe um novo sistema de áudio home cinema com alto falantes sem fio. Novos players de Blu-ray com acesso ao Bravia Video e WiFi também são apresentados.

Mais um vídeo promocional, desta vez para apresentar o Dash, que é um porta-retratos digital, com despertador e funções online. Conta com funções para o Facebook, tem tela touch, organizador…

Kazuo Hirai, chefe de produtos online, sobe ao palco para falar da família PlayStation

Ele começa dizendo que não está lá para falar do PlayStation 3, mas sim de algo que transcende os consoles. Fala da PlayStation Network, que já está disponível em duas plataformas, uma boa quantidade de países e várias divisões. E anuncia uma nova PlayStation Network unificada, onde seus dados de usuário estarão consolidados, de modo que você poderá utilizá-los em todos os dispositivos compatíveis. O serviço de vídeo Premium estará disponível inicialmente para 7 países. É anunciada uma nova companhia, a Sony Network Entertainment, encarregada de dirigir a expansão dos serviços online da Sony. Mais detalhes sobre isso em breve.

Agora, a parte de hardware. O Reader é o primeiro a ser relatado. A partir de agora, ele vem com conteúdos da Downjones.com, Market Watch e Washington Journal, além do New York Post. Com isso, podemos dizer que Rupert Murdoch vai ser um homem um pouco mais rico. Mas só um pouco.

Agora, cartões SD. Para a Sony, seu lançamento é uma questão de oferecer mais alternativas ao consumidor. Mas isso é a posição oficial da Sony, ok?

É exibido um histórico das filmadoras da Sony, que é parte da introdução a um novo produto.

E o novo produto é mais uma
câmera de bolso. Seu nome é Bloggie, e, como o próprio nome acusa, é centrado nos bloggers.

Mais vídeos, mostrando imagens das câmeras da linha Cyber-shot.

O fotógrafo profissional Nigel Barker, sobe ao palco para dizer como são boas as novas câmeras compactas da Sony.

Começa falando das câmeras da série G. Ele começa a tirar fotos e transferir as imagens entre as câmeras. A TransferJet faz com que seja algo visto e não visto. Obviamente, não dá pra saber o tamanho das imagens. No futuro, veremos a TransferJet em câmeras, telefones, porta-retratos digital, entre outros.

Mudando de assunto, o foco agora é o meio ambiente. A Sony informa que reduziu suas emissões de material em 30%, e traz um novo micro-portátil ecológico. Seu nome é VAIO W, e é tão verde que é feito de CDs reciclados. Além disso, eles apresentam o VAIO F, com CPU quad-core e saída HDMI. Também é apresentado o VAIO Z, com controle inteligente de energia. Ele dá a impressão de ter dois chipsets gráficos de potências diferentes, e pode alternar entre eles, para economizar bateria.

Howard Stringer volta ao palco, e pede para que os presentes coloquem novamente os óculos 3D. Diversas imagens em 3D são exibidas, para apresentar a sua tecnologia neste formato.

A Sony, Discovery e IMAX lançarão um canal de documentários 100% em 3D em 2011. A Sony Music também vai entrar no mundo 3D, e levará os concertos de Kenny Chesney nos cinemas. Faz-se uma rápida menção de um acordo com a CBS, mas sem falar maiores detalhes. O mundial de futebol FIFA 2010, na África do Sul, será em 3D graças às câmeras da Sony. Também foi anunciado um acordo com a rede ESPN, que lançará um canal dedicado a programação tridimensional. George Bodenheime, vice-presidente da ESPN e ABC Sports, informa que em 2010, 85 eventos esportivos serão transmitidos em 3D pelos dois canais.

Agora, as TVs necessárias para desfrutar das tecnologias 3D. A Sony lança neste ano suas primeiras TVs em 3D, com os óculos e emissores necessários.

Para aqueles que não desejam o 3D, a Sony também terá telas compatíveis com o sistema, mas sem os óculos, nem o hardware necessário, que podem ser adquiridos posteriormente. Fazem uma menção rápida a um protótipo de TV OLED 3D, mas não falam nada sobre datas e/ou preços.

Eles alertam que é interessante sim vender os equipamentos 3D em separado, por causa da possível economia, mas a própria Sony não sabe se isso vai ajudar a implantar a tecnologia no mercado. Todas as lojas da Sony Style dos EUA começam a receber as TVs 3D imediatamente. A meta da Sony é se transformar em líderes mundiais em 3D. Stringer se despede, a música volta, e fim de apresentação.

Minhas impressões:

A Sony voltou a fazer aquilo que faz de melhor. Focou seus esforços em se implementar na parte de áudio e vídeo, e se deu bem sim. Novos produtos, como o Dash, uma nova empresa, a Sony Network Entertainment, novas câmeras para blogueiros, como a Bloggie, novas tecnologias para câmeras digitais, seus implementos na tecnologia 3D, os acordos fechados com grandes empresas… enfim, novidades não faltaram nesta apresentação. Jamais deve se ignorar o poder de disseminação da Sony, porque fazer barulho e produtos de boa qualidade eles fazem. E, no caso da competição principal, que é a das TVs em 3D, ela vem batendo pesado, com parcerias com CBS e ESPN. A disputa entre os fabricantes promete, e muito.

Fiquem ligados! Nos próximos dias, vamos mostrar, em detalhes, os produtos apresentados nesta apresentação. Aqui, no TargetHD.net, a CES 2010 vai longe!

CES 2010 | Tudo o que rolou na conferência da Toshiba na #ces2010

by

Continuamos com nossa maratona de informações sobre a CES 2010, com aquilo que aconteceu de melhor nas apresentações das grandes fabricantes de tecnologia. Desta vez, vamos mostrar o que a Toshiba trouxe de melhor para Las Vegas. Desta vez, as informações são do pessoal do Engadget, blog oficial da Consumer Electronic Show 2010.

Pra Toshiba, tudo começou com esta pequena placa, que dava acesso ao local da apresentação, sempre trazendo seu slogan Leading Innovation.

O evento começa. O ponto principal da apresentação é que, no entender da Toshiba, para seus consumidores, não são importantes apenas os produtos, mas também que eles funcionem como mídias sociais, permitindo que estes produtos conectem as pessoas aos seus amigos e familiares. Além disso, eles enfatizam a parceria especial que eles possuem com a ESPN.

Presidente e CEO da Toshiba, Atsushi Murashawa, diz que o momento atual da Toshiba é muito especial, pois eles podem fabricar coisas que nenhuma empresa pode fabricar.

Então, é oficialmente apresentado o Toshiba Cell TV, para o mercado norte-americano. Com isso, a Toshiba promete um início de uma revolução na experiência de se assistir TV.

Esta tecnologia promete a conversão de imagens 2D para imagens 3D em tempo real.

Além disso, eles fazem o anúncio do mais novo player Blu-ray 3D da empresa, o BDX3000.

Nisso, assume o palco o VP de Marketing do Grupo de TV da Toshiba, Scott Ramirez, para informar que em 2009, foram vendidas mais de 30 milhões de unidades de TVs LCD, enfatizando assim que o Plasma perdeu mercado, porém, o LCD melhorou as vendas nas telas de 32″ e mais de 50″. Para telas de mais de 50 polegadas, o plasma ainda continua sendo o formato dominante. Ramirez também informa que a maioria dos televisores de mais de 32″ são fabricadas pelas grandes companhias, como a Toshiba. Enfatiza também que o consumidor cuida muito bem do seu bolso, logo, os fabricantes tem por obrigação levar produtos de boa qualidade.

Ramirez ainda diz que, hoje, temos produtos conectados à internet, mas nada que seja portátil e que te permita ver conteúdos quando você quiser e onde você quiser, e diz que o Cell TV pode mudar isso.

Serão duas televisões que contam com a novidade do Cell TV, com melhorias anunciadas na série Cinema.

A tecnologia do Cell TV vai permitir que todo tipo de conteúdo possa ser visto a 1080p, mesmo que seja um conteúdo de internet. Além disso, a tecnologia Super Resolution funcionará removendo primeiro o ruído, para depois aumentar a resolução, garantindo uma boa qualidade de imagem sempre. Outras características: exibição de 480 cenas por segundo, AutoView RGB para melhorar o brilho e a resolução, fazendo ajustes automáticos de cor, contraste, resolução e outros, dependendo da luz da sala onde a TV está. Para receber o conteúdo da internet, os produtos já terão WiFi integrados; para eles, os canais Net TV são importantes, pelos conteúdos que eles oferecem (neste instante, logos do Cinemanow, Voodoo e Netflix são exibidos).

Então, é apresentado uma HD de rede, que possui 1 TB de armazenamento, oferece reprodução em Blu-ray a partir de qualquer dispositivo de sua casa: celulares, televisores, ou qualquer dispositivo com tela.

Tudo o que você assistir poderá ser visto em 3D ou 3D, dependendo da escolha do telespectador. Mas, com o Cell TV, tudo vai terminar no 3D mesmo (ou eles entendem que as pessoas vão mesmo querer assistir no formato 3D).

Agora fala-se da tecnologia KIRA2, que oferece uma melhor iluminação LED.

Para a Toshiba, o Cell TV é “mais”: mais conteúdo, mais 3D, mais impressionante. A Toshiba garante que esta tecnologia será inclusa em vários de seus produtos.

Por fim, a Toshiba encerra seu keynote com suas palavras de guerra: “O melhor vai ser a Cell TV”.

Minhas Impressões:

Que a CES 2010 seria marcada pelas novidades nos setores de TV e entretenimento doméstico, todos nós sabíamos, agora, que a guerra seria tão explícita assim, eu sinceramente não imaginava. A Toshiba vem forte para uma batalha que conta com adversários de peso, mas eles se mostram muito convictos e certos que sua alternativa de tecnologia para transmissão em 3D será a dominante. Isso, acho que só o tempo vai dizer. Mas, me chama a atenção terem alguns pontos enfatizados, que deixam claro que eles ao menos buscam a informação do que o público deseja, ou daquilo que o seu consumidor quer comprar. Vamos então esperar para ver se as concorrentes poderão barrar toda a confiança que a Toshiba colocou em si, ao apresentar o Cell TV.

Nos próximos dias, apresentaremos os produtos ligados a esta apresentação. A CES 2010 pode acabar no domingo, mas no blog TargetHD.net, ela ainda vai longe.

Em 60 minutos, tudo sobre a conferência da Sharp, na CES 2010. Fiquem ligados!

CES 2010 | Tudo o que rolou no keynote da Microsoft em Las Vegas #ces2010

by

Hoje, por ser o início oficial da CES 2010 (Consumer Electronic Show), a maior feira de eletrônicos dos Estados Unidos, e uma das maiores do mundo, vamos dedicar boa parte dos posts do blog TargetHD.net para te mostrar o que rolou de melhor nas apresentações de empresas como Microsoft, Sharp, Toshiba, Samsung Sony e LG. Por isso, nosso sistema de postagens será radicalmente alterado. Hoje, nos focamos nos keynotes, e nos próximos dias, mostraremos todos os detalhes dos novos produtos e lançamentos ligados à estas empresas. Isso é feito para que você não perca absolutamente nada do que está acontecendo em Las Vegas. O material deste post é da Engadget, blog oficial da CES 2010.

O cenário era composto de vários computadores, rodando o Windows 7. Pelo menos 2 mil pessoas presentes para acompanhar o disputado keynote da Microsoft.

Eles pedem que fotos e flashes só possam ser usados nos primeiros 60 segundos do início do keynote. Quando as luzes se apagam, a galera aplaude… mas..

… a luz acabou, e eles informam que estão com problemas técnicos (é, keynote da Microsoft sem falhas não é keynote da Microsoft).

As luzes estão voltando… os computadores estão sendo religados.. bom, ao menos não temos a Tela Azul da Morte, não é mesmo?

As luzes se apagam (sem pane agora), e rola o som do Black Eyed Peas, “I Got A Feeling”.

No palco, o presidente da CEA, Gary Shapiro. Deseja votos de bem-vindos a todos, e começa falando que foi um ano muito difícil para todos, mas que parece que as coisa estão melhorando. A CES ajuda a melhorar o mercado, permitindo que qualquer pessoa com uma ideia inovadora, apresente esta ideia para milhões de pessoas. Fala de Steve Ballmer, CEO da Microsoft, contando sua trajetória dentro da Microsoft, e seu entusiasmo ao falar com a empresa, enfatizando que Ballmer é um ser muito dinâmico.

Ballmer no palco.

Ele começa dizendo que o que mais o emocionou em 2009 é que, na indústria de tecnologia, apesar das dificuldades, não se perdeu o foco e novas ideias apareceram. Nisso, aparece um vídeo com Seth Myers, humorista do Saturday Night Live, para falar sobre como a tecnologia “melhorou sua vida”.

Voltando ao Ballmer, ele diz que aos poucos, a Microsoft trouxe seus novos conceitos à realidade. As últimas 3 décadas foram impressionantes em termos de mudanças. As coisas que nos parecem normais hoje, eram ficção científica nos anos 80. Fala do Projeto Natal, do Xbox 360 e de seus lucros, dos avanços do Bing em 2009… afirma que a caminhada é longa, mas diz que a Microsoft começou muito bem.

Ballmer prossegue. Informa que a Microsoft se uniu a HP para o uso do Bing. Fala da contribuição da Microsoft com a Ford, no projeto Sync, com a Ford vendendo sua unidade de 1 milhão com o Blue&me e EcoDrive. Fala também da parceria da Microsoft com a Kia Motors, para um novo sistema de comunicação, rodando com Windows CE. O UVO, que vai ser lançado em 2011 no Kia Sorento.

Na parte de entretenimento, Ballmer diz que o Zune HD está dominando grande parte do mercado, que lançaram o Windows Mobile 6.5, e apresenta o novo HD2, que estará disponível pela T-Mobile nos Estados Unidos. Prometem falar mais sobre os telefones na Mobile World Congress.

Sobre o Windows 7. Destaca navegação, performance, o número de pessoas envolvidas neste projeto (3 mil engenheiros, 50 mil sócios e mais de 8 milhões de pessoas que testaram o sistema em 2009). As vendas com computadores com Windows saltaram em 50% durante a semana de lançamento do Windows 7. Ballmer diz que o Windows 7 é o sistema operacional que mais rápido se vendeu na história, e que 94% dos usuários do Windows 7 estão contente com um produto. Foam 300 milhões de computadores vendidos com Windows em 2009, e para 2010, ele espera um aumento de vendas de 12%.

Ballmer agora muda o foco para o futuro. Chama ao palco Ryan Asdourian, da equipe de desenvolvimento do Windows.

Ryan começa mostrando os diversos equipamentos que rodam o Windows 7 com excelente qualidade: Lenovo A300, o mais fino do mercado, Sony VAIO L, com tela touchscreen, produtos da ASUS, MSI e o Dell Adamo XPS.

Fala dos jogos 3D, que podem levar o entretenimento a uma esfera tridimensional. Isso sem falar nos filmes neste formato. Para os estudantes, o Blio, uma biblioteca multimídia totalmente integrada, com opções de vídeos inclusos e texto lido.

Com o Windows Live e o Office 2010, os estudantes poderão compartilhar ferramentas de estudo sem problemas.

Bing mosta seus avanços, permitindo agora integração com fotografias das cidades buscadas. Ou o mesmo que o Google Maps já faz.

Entretenimento doméstico (TV): no mesmo computador que você vê TV, pode também gravar outros canais. Na verdade, até 4 canais HD ao mesmo tempo. E, pelo fato de usar um computador para ver TV, você pode navegar pela internet ao mesmo tempo que assiste ao seu programa. O Windows Media Center já vem com interfaces personalizadas do canais.

Falam também do Microsoft Mediaroom, que permite acesso maior a mais conteúdo sem maiores problemas, e do AT&T Uverse, que permite um ma
ior uso de recursos online do Xbox 360.

Através do Windows Mediaroom, você pode obter acesso ao mesmo conteúdo a partir de um telefone.

Ballmer então fala do HP Slate PC, que é uma espécie de tablet ou leitor de e-books colorido, rodando Windows 7. Seria este o grande adversário do iSlate da Apple? Só o tempo dirá…

Mais um vídeo com Seth Myers, falando de tecnologia móvel e jogando o Xbox 360.

É chamado ao palco Robbie Bach, para falar do setor de games e entretenimento. Ele diz que, para ele, é um prazer trabalhar para a Microsoft, pois os seus softwares permitem liberdade e alegria.

Começa a falar das novidades para o Xbox em 2010. Neste ano, teremos Mass Effect 2, Splinter Cell Conviction e o primeiro pacote para o Call Of Duty. Além disso, teremos Fable III, Crackdown 2, Alan Wake, que será jogado por episódios, como se fosse uma série, e Halo, que representa a batalha épica e clássica entre o bem e o mal. Halo Reach será lançado no final de 2010, exclusivo para o Xbox 360, com multiplayer beta disponível na primavera do hemisfério norte (entre abril e junho)

Bach continua dizendo que 2010 será especial por causa dos recursos que serão incluídos no Xbox Live, que não são de jogos. A parceria com a Netflix mudou a cara do Xbox Live, aplicativos para Facebook, Twitter e Last.fm, a loja do Zune, o serviço de Party Mode, onde o mesmo filme pode ser visto por seus amigos ao mesmo tempo, em locais diferentes, a possibilidade de ver o mesmo filme em seu PC, no seu Xbox e no Zune HD, e o lançamento de 30 jogos clássicos do Atari 2600 para o Xbox e Windows. A cada semana, um novo pacote de jogos clássicos estarão disponíveis.

Agora fala-se do Projeto Natal, que promete eliminar a última barreira dos jogos: o controle. O Projeto Natal estará disponível no final de 2010, afirmando que este será o melhor ano da história do Xbox.

E assim se encerrou o keynote da Microsoft. Sem Ballmer voltando ao palco. E ficou nisso mesmo.

Minhas impressões:

Bom, acompanhar keynote da Microsoft é uma baita de uma maratona. O horário não ajuda aos brasileiros, e nem mesmo o formato deste keynote ajuda. Não houveram muitas novidades: o especulado tablet que gerou um certo falatório antes do keynote foi apresentado de forma muito discreta para um produto que supostamente levaria a assinatura Microsoft. Tá mais mesmo para que o Slate PC seja um produto HP, com parceria da Microsoft. Saber de previsão final de lançamento do Halo e do Projeto Natal são boas novidades, pois muita gente vai esperar o ano todo para poder comprá-lo. E… é isso. Não consigo me impressionar com a enaltação de performance do Windows 7 em certos equipamentos. Isso é obrigação da Microsoft depois do que fizeram com o Windows Vista, e as melhorias para os setores de educação e entretenimento doméstico não são coisas que podemos chamar de novidade.

Nos próximos dias, traremos mais detalhes de alguns dos produtos que você leu neste post. Fiquem ligados, pois aqui no TargetHD.net, a CES 2010 dura mais do que apenas 4 dias de feira.