Arquivo para a tag: html5

Os aplicativos do Firefox OS podem ser executados no Android, como se fossem apps nativos

by

android-apps-jason

Os aplicativos do Firefox OS se caracterizam por ser apps web baseados em Java Script e HTML5, de modo que podem ser executado no sistema operacional da Mozilla e até mesmo no seu próprio navegador. E é exatamente isso o que acontece na prática, quando instalamos o Firefox 29 no Android, já que o citado navegador é capaz de rodar em Open Web Apps (OWA) em um dispositivo Android.

Não só isso: também incluirá acessos diretos ao desktop, permitindo a desinstalação e execução, como se fossem aplicativos nativos para o Android. Obviamente, o desempenho não chega a ser o mesmo de um aplicativo realmente nativo, mas não deixa de ser uma forma curiosa de compreender como tudo funciona, e abre a possibilidade de desenvolver aplicativos que podem ser executados em várias plataformas com muita facilidade.

 

Via Android Community

CES 2014 | Panasonic levará o Firefox OS para as suas Smart TVs ainda em 2014

by

firefox-os-panasonic

A Mozilla deixou muito claro que não pensa em limitar o seu sistema operacional móvel, no que diz respeito ao seu tamanho ou funcionalidades. A prova que essa afirmação é séria é que a Panasonic anunciou na CES 2014 um acordo que vai permitir a utilização do Firefox Os nas suas Smart TVs e outros tipos de “telas inteligentes” do seu catálogo de produtos.

Por enquanto, os detalhes sobre esse acordo ainda são escassos (mas com a CES em curso, não deve demorar para que mais informações apareçam), ainda que as implicações que essa manobra pode ter podem ser muito interessantes. Um dos exemplos mais claros é que, tanto a guia de recursos como certos elementos da interfaces podem ser simplesmente páginas da web, o que pode dar uma maior flexibilidade na personalização da tela.

Também será muito mais simples elaborar os aplicativos para o controle remoto, ou até mesmo integrar a televisão em outros sistemas automatizados do lar. A boa notícia é que não teremos que esperar muito para ver tudo isso em ação, já que a Panasonic garante que as primeiras TVs com Firefox OS de seu portfólio chegará ao mercado no segundo semestre de 2014.

Via Mozilla

Mozilla e Foxconn fecham o seu acordo colaborativo, e apresentam o seu primeiro tablet com Firefox OS

by

foxconn-mozilla-firefox-os-1

Não podemos dizer que essa notícia nos pega de surpresa. Ainda mais com a quantidade de rumores que esse acordo despertou nos sites de tecnologia, mas ao menos já podemos confirmar que agora é algo oficial: Mozilla e Foxconn fecharam um importante acordo de colaboração mútua para impulsionar o Firefox OS no mercado mobile.

As duas entidades vão colaborar com o desenvolvimento do software, para que a plataforma se torne mais robusta e efetiva. A Mozilla aproveitou o momento para informar que o ecossistema de produtos com o Firefox OS segue crescendo em um bom ritmo, destacando a chegada de aplicativos tão famosos como o AccuWheater e o SoundCloud.

Já a Foxconn não perdeu tempo, e já prepara pelo menos cinco novos dispositivos com o Firefox OS. Tanto, que mostraram no evento de anúncio da parceria um tablet (foto acima) que, salvo alguma surpresa de última hora, será o primeiro tablet do mercado com o Firefox OS (o que não sabemos por enquanto é se o produto apresentado hoje faz parte do grupo de cinco dispositivos em desenvolvimento, ou se trata de um projeto em separado).

O lançamento oficial da plataforma Firefox OS está prevista para o meio do ano (verão no Hemisfério Norte), com a chegada dos primeiros dispositivos com esse sistema.

Via Engadget

Mozilla vai presentear desenvolvedores com smartphones para impulsionar o Firefox OS

by

mozilla-firefox-os

Você se dá bem com a linguagem HTML5? Nesse caso, vai te interessar essa notícia. A Mozilla está disposta a presentear com um smartphone todos aqueles desenvolvedores que se animarem a criar conteúdos para o Firefox OS.

Aí você me pergunta: “o que eu preciso fazer para conseguir um desses smartphones?”

Eu respondo: precisa entrar em contato com a Mozilla, detalhando as características do aplicativo que você vai desenvolver. Se a sua proposta for convincente, a empresa vai enviar para você um Geeksphone Keon como forma de agradecimento.

Para refrescar a sua memória: o smartphone conta com uma tela HVGA de 3.5 polegadas, processador Snapdragon S1 a 1 GHz, 512 MB de RAM e câmera traseira de apenas 3 MP.

Mas é melhor correr: essa promoção vai durar até o final do mês de maio, ou enquanto durar os estoques de smartphones da Mozilla. Para maiores informações, acesse o site da Mozilla.

Via TechCrunch

 

Transforme o seu PC em um videogame Atari, com o Atari Arcade, via HTML5

by

A Microsoft anuncia o lançamento do Atari Arcade, um serviço online compatível com o Internet Explorer e utilizando os recursos do HTML 5, que promete trazer de volta os clássicos dos games das décadas de 1970 e 1980.

A Atari Arcade oferece versões atualizadas de oito jogos clássicos do Atari, todos construídos em HTML5, com capacidade para jogos multiplayer e compatibilidade com o Windows 8, incluindo uma interação completa via telas sensíveis ao toque. Os jogos também são compatíveis com qualquer navegador que utiliza a tecnologia HTML5, ou com o sistema operacional Windows 7.

Os desenvolvedores também podem criar os seus próprios “jogos Atari” para essa nova plataforma de games online, através de um SDK (kit de desenvolvimento de software) que ja está disponível para download, que contém as novas e atualizadas versões das bibliotecas JavaScript, e novos tutoriais para construção de jogos em HTML5.

Ao longo dos próximos meses, novos jogos serão lançados do acervo de mais de 100 clássicos da Atari, mas aqui estão oito clássicos que já estão disponíveis on-line:

– Asteroids
– Combat
– Centipede
– Lunar Lander
– Missile Command
– Pong
– Super Breakout
– Yar’s Revenge

Abaixo, vídeo promocional do projeto.

Via Assessoria de Imprensa

A versão Metro do Internet Explorer 10 no Windows 8 permitirá o uso do Flash em casos específicos

by

Se suponha que o Internet Explorer 10 no Metro não permitiria o uso do Flash, mas por algum motivo as coisas não são assim tão simples. Talvez por causa das reclamações dos usuários, empresas e desenvolvedores, a Microsoft mudou um pouco a sua postura, uma vez que as novas “builds” do Windows 8 funcionam com o Flash, mas em casos muito específicos.

Ao que parece, apenas os sites de total confiança, e que fecharam acordos prévios com a Microsoft poderão usar o Flash, como no caso da Disney. Tal medida foi pensada para evitar problemas com aquelas páginas que não podem usar o HTML5 para todos os seus conteúdos, porque seria especialmente caro ou complicado.

Esta informação não foi confirmada pela Microsoft, mas certamente receberemos mais informações durante o lançamento do Release Preview do Windows 8, programado para o mês de junho. Rumores dão conta que o Flash no IE do Metro não funcionaria como um simples plugin, mas sim como uma parte mais interna do navegador.

Outra coisa bem diferente será o uso do Flash com o Windows 8 RT. A Adobe pode simplesmente não estar interessada em oferecer suporte para o Flash em dispositivos ARM com Windows, de modo que pouco serviria qualquer acordo ou exceção feita pela Microsoft.

Via Within Windows

Hybridcast da NHL se apresenta como a revolução da TV digital

by

A NHK está desenvolvendo uma nova tecnologia, chamada Hybridcast, que combina transmissões em alta definição com conteúdos multimídia da internet baseados em HTML5. Os resultados são simplesmente espetaculares, já que permitem ao usuário escolher entre uma infinidade de funções completamente interativas, onde é possível ampliar o leque de informações que se recebe pelo sinal clássico de TV.

O exemplo do vídeo abaixo mostra as capacidades desse sistema em uma retransmissão de um jogo de futebol, podendo ver a todo momento as informações de cada jogador, com as barras de info posicionadas automaticamente, e inclusive selecionar diferentes ângulos de câmera, como se fosse um videogame. A NHK garante que esta tecnologia pode estar disponível no mercado muito em breve, já que tudo o que é necessário é uma pequena modificação nos modelos que hoje estão no mercado. Abaixo a demonstração do sistema.

Via Diginfo.TV

Facebook adquire a rede social de fotografia Lightbox

by

Mark Zuckerberg continua na sua fase de compras. Se depois da compra do Instagram ficava alguma dúvida que o Facebook apostaria com muita força no universo da fotografia, essa recente compra do Lightbox eliminou todas as dúvidas pendentes.

Na verdade, o Facebook englobou os profissionais que trabalham no LightBox, uma vez que o site do serviço vai fechar a partir do dia 15 de junho. Os membros da equipe, Nilesh Patel e Thai Tran, são especialistas no desenvolvimento para Android e plataformas HTML5. Por isso, vão trabalhar no Facebook.

Se daqui a alguns meses o Facebook surpreender o mundo com um excelente software para registrar e compartilhar fotos no Android, já sabemos os nomes dos elementos que estão por trás do aplicativo. Um detalhe importante: eles anunciaram que uma parte do código escrito para o LightBox será compartilhado abertamente no repositório GitHub, mas as fotos e dados do usuário serão eliminados depois do meio de junho. Ou seja, se você tem fotos armazenadas lá e não quer perder, tem um mês para salvar tudo no seu computador.

Via The Next Web

Brasil será o primeiro país a contar com smartphones com o Boot to Gecko da Mozilla

by

Desde a primeira vez que o software Boot to Gecko foi visto, muita gente se empolgou com suas características: um sistema operacional totalmente aberto, com design simples e desenvolvido pela fundação Mozilla. Agora, o mesmo CEO da fundação, Gray Kovacs, anunciou em São Paulo que o Brasil será o primeiro país a contar com os primeiros telefones com tal software, graças a um acordo fechado com a operadora Vivo.

Os primeiros telefones com o Boot to Gecko estarão disponíveis em nosso mercado a partir do começo de 2013. Nada foi mencionado sobre o hardware do produto, mas as empresas já anteciparam que o preço desses novos telefones será similar a de um “featurephone”, ou seja, um preço econômico.

Estas são novidades interessantes o suficiente para despertar ainda mais curiosidade sobre o projeto. Ainda mais pelo fato que ele chega primeiro ao Brasil.

Via ZTOP

Microsoft lança o aplicativo do Bing para o iOS e Android (mas se esqueceu do Windows Phone)

by

Casa de ferreiro, espeto de pau. A Microsoft decidiu lançar o aplicativo Bing for Mobile nas plataformas iOS e Android, mas sem nenhuma explicação aparente, deixou de lado o seu próprio sistema operacional, o Windows Phone. O anúncio veio através do próprio blog do buscador, em um post que mostra as funcionalidades do aplicativo.

A Microsoft se baseou no desenvolvimento do aplicativo em HTML5, no lugar do Silverlight, com a esperança de abraçar mais navegadores e interfaces de aplicativos. A empresa explica a escolha em uma menção: “estamos trabalhando para oferecer a mesma experiência nos dispositivos da RIM e Windows Phone 7 no futuro”.

A decisão pode parecer estranha no começo, mas na lógica do mercado atual, tem o seu sentido: a grande quantidade dos usuários de dispositivos móveis estão hoje nas plataformas Android e iOS.

via Information Week

RIM anuncia o BBX, combinando o melhor do BlackBerry e do QNX

by

A Research in Motion anunciou oficialmente o BBX, uma nova plataforma de desenvolvimento, que consolida os esforços da empresa nos sistemas BlackBerry e QNX, oferecendo assim um ambiente comum e seguro para os usuários de seus telefones e tablets, incorporando os serviços Enterprise, NOC e na nuvem.

O novo sistema operacional já está aberto aos desenvolvedores, que contam com 100 bibliotecas open source, para começar os testes e desenvolvimento. Porém, o BBX não é pensado apenas para os usuários corporativos. Durante o seu anúncio, a RIM mostrou demos diversos de jogos, incluindo o Asphalt 6, Raging Thunder, Let’s Golf 2 e Game of Life, entre outros títulos.

O HTML5 terá um papel vital no BBX, sendo uma ponte entre o BlackBerry 6/7 e o QNX. Os aplicativos escritos nessa linguagem poderão ser “programados uma vez e distribuídos em todas as plataformas”. O Astonishing Cascades, o framework da interface BBX estará acessível aos desenvolvedores através de APIs de baixo nível, e vai contar com funções como menus 3D para aplicativos com efeitos de luz e sobreado.

O BBX vai oferecer suporte para aplicativos em BES, de modo que serão acessíveis por qualquer usuário que conte com uma conexão de dados, e não poderão ser apagados acidentalmente. Este sistema BES estará separado dos demais, para evitar que a informação procedente do mesmo se separe do resto do sistema. Os aplicativos corporativos terão o seu próprio espaço na App World.

Por fim, o BBX será compatível com aplicativos Android. A RIM vai manter o App Player para executar o software desenvolvido para o SO do Google, tal como no PlayBook, mas não entraram em maiores detalhes sobre como isso vai funcionar.

via Engadget

BlackBerry OS 7 é apresentado oficialmente pela Research In Motion

by

O BlackBerry OS 7 é oficial. A nova versão chega com melhorias consideráveis, pensadas principalmente para dispositivos de toque, tal como o BlackBerry Bold Touch, que tem lançamento marcado para o meio do ano. Entre as principais características dessa sétima versão destaca-se a experiência de usuário, que eles garantem que será mais fácil e rápida, além da incorporação de buscas por voz para conteúdos do telefone e da web, assim como um navegador melhorado, com novas funções como o compilador JavaScript JIT (just-in-time) e suporte para vídeos HTML5. Também vem com o BlackBery Balance, uma função que permite separar funções e dados da sua vida profissional e pessoal.

A RIM confirmou que não há suporte para os modelos antigos no BlackBerry OS 7, ou seja, os modelos com BlackBerry OS 6 não serão atualizados de forma oficial pela empresa. A razão não é outra senão o processo de desenvolvimento do novo software, que está diretamente ligado ao hardware gráfico dos novos modelos apresentados.

via Engadget

Jolicloud 1.1 já disponível para download

by

A nova versão do Jolicloud já está disponível para download, para aqueles usuários que querem ter a sua vida totalmente “nas nuvens” (pelo menos em termos computacionais). A versão 1.1 do sistema Jolicloud traz várias melhorias, como um desktop em HTML5 totalmente renovado, acesso simplificado para o Facebook Connect, e em geral, uma interface mais fluída e mudanças para que a bateria dure um pouco mais de tempo. Para fazer o download, é só clicar na fonte deste post.

Fonte (e download do Jolicloud)

[software] Jolicloud 1.0 será lançado oficialmente na semana que vem

by

O Jolicloud segue disponível apenas para desenvolvedores, mas parece que a versão 1.0 definitiva deve chegar finalmente aos usuários interessados na próxima semana. Para quem não se lembra, o Jolicloud é um sistema operacional para netbooks baseado em Linux que centraliza os seus aplicativos na web e nas redes sociais, sendo que já vem com Firefox, Gmail, Skype e widgets para Twitter pré instalados.

Segundo informa os responsáveis pelo projeto, já existem mais de 700 aplicativos no Jolicloud Center, onde o usuário poderá instalar estes programas ocom apenas um clic, através do Program Launcher, podendo ser personalizável de acordo com as necessidades do consumidor. Além disso, ele oferece a possibilidade de compartilhar aplicativos com seus amigos, para que você possa ver se o aplicativo vale a pena mesmo. Por fim, vale a pena comentar que a interface deste sistema é baseada em HTML5, de modo que você poderá organizar e consultar a sua conta através de qualquer outro equipamento que tenha este navegador compatível.

Fonte

[notícias] Enquanto a Adobe defende o Flash, a ARM a culpa pelo atraso nos seus produtos

by

E a polêmica continua. O diretor técnico da Adobe, Kevin Lynch, não perdeu a oportunidade para afirmar em um evento em San Francisco, que a Adobe “vai se esforçar para desenvolver as melhores ferramentas para HTML5”. Quando perguntado sobre os conflitos entre Adobe, Apple e Microsoft, Kevin comento que “não se trata de uma guerra entre HTML5 e Flash, uma vez que as duas plataformas coexistiram durante uma década”. Lynch afirma que o problema está no fato de que o pessoal de Cupertino planeja forçar os desenvolvedores a programar de forma nativa no iPhone OS, e não em plataformas outras, como o Flash.

Por outro lada, a ARM é mais uma que entra na lista dos descontentes com o Flash, e culpa a Adobe pelo atraso no lançamento de netbooks e smartbooks com processador ARM. Segundo a ZDNet UK, Ian Drew, da ARM, afirmou que o Flash segue sem optimização para o ARM, e o por esse motivo, eles não conseguiram fabricar os produtos a tempo. Vale lembrar que a Adobe e a ARM fecharam um acordo no final de 2008 para o desenvolvimento do Flash 10.0 optimizado para o seu sistema. É, chapa esquentando para a Adobe. E por todos os lados.

Fonte

Fonte