Arquivo para a tag: Amazon

Facebook, Amazon, Google, IBM e Microsoft se unem para vigiar o desenvolvimento da inteligência artificial

by

inteligencia-artificial

As gigantes da tecnologia Facebook, Amazon, Google (Alphabet), IBM e Microsoft se uniram na iniciativa Partnership on AI, que redige em comum os esforços na pesquisa e promoção das boas práticas que evitam que a inteligência artificial não se torne uma ameaça.

Até agora, cada empresa de tecnologia seguiu o seu caminho no desenvolvimento da inteligência artificial, com muitas liberando suas plataformas para que outros possam contribuir nesse desenvolvimento.

O problema é que isso criava uma certa fragmentação, e é isso o que a ação conjunta quer resolver.

 

Conduzir a inteligência artificial por um bom caminho

 

partnership-on-ai

 

Ainda que todas as empresas colaborem e criem uma estrutura formal de comunicação, unificando os critérios, todas elas seguem competindo, visando oferecer os melhores produtos e serviços que serão gerenciados por essa inteligência artificial e suas diferentes ramificações.

O consórcio está aberto para outras empresas que querem aportar seus recursos e experiências no futuro. Quem sabe Apple, Twitter e Intel (as grandes ausências) não aderem ao projeto.

Entre os objetivos do grupo, temos a viabilidade de uso de uma licença aberta padrão para todos os conteúdos publicados, como relatórios centrados em áreas como ética ou privacidade em um segmento muito promissor, mas que precisa ser vigiado de perto.

Que o Partnership on AI ajude nesse sentido, sem prejudicar a linha de desenvolvimento.

Via FortunePartnership on AI

Amazon Fire HD 8 (2016) é apresentado oficialmente

by

amazon-fire-hd-8

A Amazon apresentou oficialmente o seu novo tablet Amazon Fire HD 8, que chega com o assistente de voz Alexa.

A nova versão também conta com mais RAM e capacidade de armazenamento, dois elementos que são essenciais em qualquer dispositivo móvel, com importante impacto sobre a experiência de uso.

Outra boa notícia é que o seu preço de venda é mais acessível que o modelo original: US$ 90 para o modelo com 16 GB, ou US$ 120 para a variante com 32 GB.

Os dois preços são para as versões com anúncios. Os modelos livres (sem publicidade) custam US$ 15 a mais no valor final dos produtos.

O Amazon Fire HD 8 estará disponível no dia 21 de setembro.

Amazon Fire HD 8: principais características

 

amazon-fire-hd-8-02

 

– Tela de 8 polegadas (IPS, 1280 x 800 pixels)
– Processador quad-core de 1.3 GHz
– 1.5 GB de RAM
– 16 GB/32 GB de armazenamento (expansível)
– Até 12 horas de autonomia de bateria
– Câmeras de 2 MP e 0.3 MP
– Sistema operacional Fire OS 5.4

A atualização para o Fire OS 5.4 com Alexa também chegará em breve para os modelos Fire HD de 7 polegadas e Fire HD de 10 polegadas.

Via Liliputing

Amazon vai doar Kindles para promover a leitura digital

by

Kindle Amazon

A Amazon quer promover a leitura digital em todo o planeta, e para isso criou o novo programa Kindle Reading Fund.

A ideia é doar leitores de livros eletrônicos e tablets Kindle, além de livros eletrônicos para pessoas que necessitam através dos programas de leitura existentes em países em desenvolvimento.

 

Amazon e Worldreader encabeçam o projeto

Para garantir que os produtos vão chegar nas mãos certas, a Amazon fechou uma parceria com a Worldreader uma organização sem fins lucrativos que promove a leitura para que crianças e famílias inteiras possam ter acesso aos livros eletrônicos.

As duas empresas já trabalharam em conjunto antes em um projeto que envolvia a doação de materiais digitais para 61 bibliotecas no Quênia.

O Kindle Reading Fund busca poder enviar e-books e dispositivos para colégios, hospitais, bibliotecas e outras organizações similares em todo o planeta. Para isso, eles já disponibilizam um formulário de contato em seu site para quem quer solicitar informações ou fazer parte do programa, para usufruir (e oferecer o acesso para muitas pessoas) desse grande projeto.

Para mais informações, clique aqui.7

 

Via TechCrunchKindle Reading Fund

Assim são os anúncios dos smartphones com desconto da Amazon

by

amazon-blu-anuncios

Recentemente comentamos aqui no blog que a Amazon iniciou uma promoção de venda de smartphones com preços reduzidos em troca de exibição de publicidade na tela bloqueada. Por enquanto, apenas o BLU R1 HD e o Moto G4 estão incluídos nessa promoção, e o youtuber Tim Schofield fez o unboxing de um desses smartphones, mostrando exatamente como seriam esses anúncios.

 

Similar ao que existe hoje no Kindle

A publicidade nesses smartphones é similar ao que vemos nas telas de repouso dos e-readers Kindle, com imagens e preços de produtos disponíveis na Amazon. Após umas primeiras telas iniciais de configuração de qualquer Android, o smartphone mostra uma tela especial da plataforma de compra onde indica que, para continuar, é necessário iniciar a seção com uma conta da Amazon e aceitar os termos do acordo.

amazon-blu-anuncios 02

Uma vez concluída a configuração do smartphone, podemos ver como a cada vez que a tela é ligada, um novo anúncio de publicidade aparece na tela de bloqueio, com um botão de acesso direto para a compra do item exibido. O vídeo também mostra que não apenas estão presentes os anúncios, mas também vários aplicativos da Amazon pré-instalados, e um widget com ofertas.

Alémd isso, se você receber notificações, elas serão exibidas em pequenas caixas retangulares de informação, e ao final, um item com publicidade da Amazon.

Tim vai além, e decide instalar no smartphone o Next, um popular aplicativo de tela de bloqueio, para ver o que acontece nos anúncios. Efetivamente, a tela de anúncios da Amazon desaparece, o que pode ser uma alternativa para quem quer retirar os anúncios.

Ou seja, visto pelo visto, o acordo de publicidade para o usuário pode sair muito em conta.

 

Via RedditYouTube

Amazon oferece US$ 50 pela publicidade na tela de bloqueio do smartphone

by

amazon smartphhnes android acessíveis

A Amazon iniciou um novo programa de venda de smartphones Android, que oferece descontos em troca de inserir publicidade em sua tela de bloqueio. O valor máximo de desconto pode alcançar os US$ 50, o que não é pouco.

Os smartphones envolvidos na oferta não são os mais caros do mercado. Estamos falando do Moto G4 e do Blu R1 HD, o que torna o desconto algo significativo. Nos dois casos, os smartphones são vendidos desbloqueados, sem vínculos com operadoras.

A oferta está disponível para os clientes da Amazon Prime. Os usuários dos tablets Amazon Fire ou e-readers Kindle, isso não é uma novidade. Mas é a primeira vez que eles fazem isso em um gadget de outro fabricante. Com isso, o smartphone da Blu custará US$ 49, enquanto que o mais completo Moto G4 sai por US$ 149. Uma oferta pontual reduz o preço do segundo modelo para até US$ 124.

 

Google e Amazon convivem no smartphone

O fato de se inserir publicidade não quer dizer que o usuário ficará sem os serviços da Google. Tanto Google Play como as lojas de conteúdo da Amazon conviverão em harmonia nesses dispositivos para compra de software, vídeos e músicas.

Tudo leva a crer que esta oferta não vai ser repetida fora dos Esyados Unidos, mas pode ser uma ideia a ser implementada por outras empresas. Nesse caso, não é uma publicidade tão pesada, que salta como notificação. Entendemos que a gigante varejista online deve ter pensado nisso para complicar a troca de ROM, para que as pessoas não troquem o software do smartphone tão rapidamente.

Via Amazon

Amazon Kindle 2016 é mais fino, se veste de branco, mas tem o mesmo preço

by

Amazon Kindle 2016

A Amazon apresentou oficialmente uma nova versão do seu modelo de leitor de livros eletrônicos mais básico. O Amazon Kindle 2016 é agora mais fino e leve (16% a menos: 161 gramas, 9,1 milímetros), tem especificações mais potentes, uma nova opção na cor branca, e tudo isso mantendo o seu preço.

A tela continua a ser de tinta eletrônica com 6 polegadas e a mesma resolução (167 pixels por polegada). Para aqueles que desejam uma tela com maior resolução e sensível ao toque, terá que dar o salto para o Kindle Paperwhite.

 

Mais fino, melhor e igualmente barato

Amazon Kindle 2016-05

É o primeiro Kindle a oferecer suporte para áudio, através da conectividade Bluetooth. A única conectividade para gerenciamento de livros é WiFi: não há 3G no seu modelo básico. A nova versão oferece o dobro de memória que o seu predecessor, com 4 GB para os livros e 512 MB de RAM.

O Amazon Kindle 2016 custa US$ 80 nos Estados Unidos. Além de todas as melhorias aplicadas e a manutenção do seu preço base, também chama a atenção no novo modelo a disponibilidade na cor branca. O Kindle Paperwhite também poderá ser adquirido com duas opções de cores.

No Brasil, o Amazon Kindle 2016 custa R$ 299. A versão branca do Kindle Paperwhite também está disponível em nosso mercado, com preço sugerido de R$ 479.

A Amazon melhora de forma interessante o produto que fez com que a empresa se tornasse a líder no mercado de livros eletrônicos. O novo Kindle tem tudo para ser mais um sucesso dentro do segmento.

Amazon Kindle 2016-02 Amazon Kindle 2016-03 Amazon Kindle 2016-04

Via Amazon

Amazon Fire HD 10 é atualizado, e recebe chassi de alumínio

by

Amazon Fire HD 10

De forma bem discreta (discreta até demais para os padrões da empresa), a Amazon apresentou o seu novo tablet, Amazon Fire HD 10, que apresenta melhoras no seu chassi, acabamento e capacidade de armazenamento.

A Amazon segue ampliando a sua linha de tablets, apesar da clara e crescente queda do segmento nas vendas. A empresa conta com um bem sucedido Fire 7 como principal destaque, já que é o melhor modelo do mercado dentro de sua faixa de preço (abaixo dos US$ 100).

Já o Amazon Fire HD 10 aposta nas melhorias externas e internas, principalmente no seu chassi de alumínio, que oferece uma maior resistência, leveza e um toque premium interessante e bem vindo para muitos usuários. Sua tela IPS se mantém nas 10,1 polegadas (1280 x 800 pixels), e o dispositivo é potencializado por um processador quad-core, alto-falantes estéreo, câmera traseira de 5 MP e câmera frontal 720p.

O novo tablet também recebe uma maior capacidade de armazenamento, oferecendo agora 64 GB (expansíveis via cartões microSD), com uma autonomia de bateria de até 8 horas de uso.

Mesmo com tantas mudanças, a Amazon mantém o preço sugerido adotado no modelo anterior: o Amazon Fire HD 10 custa US$ 229 na versão com 32 GB de armazenamento, e o modelo com 64 GB custará US$ 289. Todos os modelos são gerenciados pelo sistema operacional Fire OS, uma personalização da empresa de Jeff Bezos com base no Android.

A Amazon quer alimentar você!

by

amazon-comida

De acordo com o Wall Street Journal, a Amazon tem como plano futuro vender produtos alimentícios com a sua marca.

Além de comida, a Amazon também pensa em produtos para bebês com a sua própria marca. Entre os itens mais chamativos, teríamos café, especiarias, frutas secas e pães. Tudo isso seria apresentado na semana que vem, e seria uma oferta exclusiva para os assinantes do serviço Prime.

Seriam criadas diferentes marcas para cada tipo de produto, e não diretamente a marca Amazon, e todas lançadas ao mesmo tempo. A Happy Belly ofereceria nozes, azeite e chá. A Wickedly Prime para produtos de pacotes, como batatas fritas e aperitivos. A Mama Bear, produtos para bebês.

A Amazon acredita que os seus próprios produtos faz a sua marca mais poderosa na hora de negociar com seus clientes/fabricantes. Estes fornecedores precisam ser mais flexíveis com a oferta de seus produtos nas lojas da empresa, permitindo uma melhor posição em relação aos demais, ou jogar com preços para que os concorrentes reduzam seus valores.

amazon-food

Outro detalhe para os seus concorrentes com esse tipo de marcas brancas é a margem de lucros. As marcas são conhecidas pelo consumidor, são visíveis nos estabelecimentos e lojas online, mas não contam com um gasto de marketing pesado, o que permite preços menores.

É claro que é preciso criar marcas e produtos que ofereçam qualidade. Nem tudo é ter o melhor e-commerce do planeta. No passado, eles já tiveram que retirar do mercado produtos com graves problemas de design. Mas não parece ser o caso dessa vez. A iniciativa por enquanto deve valer apenas para os Estados Unidos, e só o tempo vai dizer se outros mercados vai adotar essa estratégia.

Se é que tudo isso existe.

amazon-comida-02

Via Wall Street Journal

Tablet Amazon Fire recebe maior capacidade de armazenamento

by

AmazonFire_2-tablet

O Amazon Fire, considerado o melhor tablet do mercado por conta de sua relação custo-benefício, traz como principal novidade uma nova versão com 16 GB de armazenamento, permitindo assim receber uma maior quantidade de aplicativos, jogos e conteúdo multimídia, apesar da Amazon oferecer armazenamento na nuvem.

O Amazon Fire também tem novas opções de cores (magenta, azul e laranja), além do preto original. As demais especificações seguem inalteradas:

– Tela IPS de 7 polegadas (1024 x 600 pixels)
– Chipset MediaTek MT8127 quad-core de 1.3 GHz
– GPU Mali 450
– 1 GB de RAM
– 16 GB de armazenamento (expansíveis via microSD de até 128 GB)
– Câmeras de 2 MP e VGA
– Conectividade WiFi n, Bluetooth 4.0, microUSB, alto-falantes, microfone|
– Bateria: 2.980 mAh
– Dimensões de 191 x 115 x 10.6 mm, peso de 313 gramas.

O Amazon Fire está disponível por 69 euros na versão com 16 GB, enquanto que a versão com 8 GB se mantém nos 59 euros. Reforçamos que é a melhor relação custo-benefício que o seu dinheiro pode encontrar. Para aqueles que pretendem ir além dos bloqueios da Amazon e quer utilizar os serviços da Google, um bom rooteamento nesse tablet é mais que recomendado. Todo o conteúdo do produto é destinado ao consumo de conteúdos da Amazon, inclui publicidade para baratear o preço e personaliza o dispositivo não apenas com uma interface própria (é quase uma ROM sobre o Android).

Via Amazon

União Europeia quer que Google, Amazon e Facebook paguem impostos como determinado

by

mark-zuckerberg-facebook

Uma nova legislação proposta pela Comissão Europeia pode fazer com que gigantes da tecnologia como Google, Amazon ou Facebook revelem exatamente quantos impostos pagam em todo o continente.

A medida se produz coincidindo com o vazamento dos tais Papéis do Panamá, e a nova lei quer que essas empresas revelem quanto dinheiro gerenciaram em paraísos fiscais. Há muito tempo se pede que essas empresas paguem em consonância com as suas receitas e lucros, e essa pressão só aumentou depois dos vazamentos.

O presidente da comissão, Jean-Claude Juncker, está propenso a aprovar esta iniciativa, mas adverte do perigo que esse tipo de lei pode ter para a presença dessas multinacionais na Europa. Muitas empresas com sedes em diferentes locais do continente geram empregos, e leis mais rígidas na coleta de impostos podem fazer com que essas empresas deixem os países onde estão nesse momento.

Com a nova lei, qualquer empresa com receitas superiores a 750 milhões de euros estariam obrigadas a seguir as regras mais rígidas na hora de revelar dados públicos. De acordo com as estimativas, 6.500 empresas seriam afetadas pela medida, sendo 4 mil subsidiárias de empresas globais, com sedes centrais fora dos países membros da União Europeia.

Via The GuardianEuropa.eu

Kindle Oasis é oficial

by

kindle-oasis-oficial-01

A Amazon apresentou oficialmente o seu novo leitor de livros eletrônicos, o Kindle Oasis. O modelo é o mais elegante, fino e também o mais caro dos e-readers apresentados pela maior varejista online do planeta. Se o Kindle Voyage pode ser considerado um modelo mais clássico e elegante, o novo Oasis é um moderno Lamborghini.

O objetivo da empresa de Jeff Bezos na hora de desenvolver esse dispositivo sempre foi o de fazer “desaparecer” o hardware para que o leitor se concentre na leitura. Por trás dessa premissa se esconde a tentativa em criar um e-reader com acabamento premium, onde o conteúdo reina sobre o dispositivo, acima de tudo. Chris Green, vice-presidente de design industrial da Amazon, deixa isso claro: “De borda a borda, todo o conteúdo, sem dispositivo. Quando alcançarmos isso, provavelmente eu ficarei sem emprego”, brinca.

kindle-oasis-oficial-02

Obviamente, o Kindle Oasis não chega nesse nível, mas está a caminho. O dispositivo é incrivelmente leve na mão, ao mesmo tempo que é robusto e bem construído, graças a um corpo que combina um chassi de plástico com uma estrutura especial de metal. Este processo de construção é mais caro, e explica o por que do valor elevado dese novo modelo. Em compensação, temos um e-reader que pesa apenas 130 gramas.

O Kindle Oasis tem uma tela Paperwhite, incrivelmente fina e com a adição de mais LEDs para oferecer melhor iluminação, mas mantendo a mesma resolução disponível nos modelos Voyage e Paperwhite: 300 ppp.

kindle-oasis-oficial-03

Seu design é um pouco chocante à princípio. O Kindle Oasis aposta em um corpo que, na sua maior parte, é ridiculamente fino (3.4 mm), com uma área em cunha que serve para agarrar melhor o dispositivo. Há quem diga que segurar esse e-reader é algo cômodo, mesmo depois de muito tempo, inclusive para pressionar os seus dois botões físicos de mudança de página, o que torna esse novo design um acerto por parte da Amazon.

O Oasis também é o primeiro Kindle com um acelerômetro, mas infelizmente ainda não conta com resistência à água, e a Amazon não comenta nada sobre esse aspecto. Logo, pense dez vezes antes de levar esse e-reader para a piscina.

kindle-oasis-oficial-09

Ter um produto tão fino tem um custo: sua bateria não é tão ampla como no modelo Voyage. Desta forma, a autonomia do Kindle fica na casa das duas semanas com uma única carga. Para solucionar isso, a Amazon lançou um case de couro com uma bateria adicional integrada, que adiciona sete semanas a mais de autonomia. Esse case acompanha o kit de venda do produto, e ajuda a proteger o dispositivo.

Quando o e-reader está acoplado ao case, ele será recarregado automaticamente, e quando ele é conectado ao cabo de recarga, tanto o Kindle como a bateria do case serão recarregadas.

O Kindle Oasis já pode ser reservado no site da Amazon, com preço sugerido no Brasil de R$ 1.399 (US$ 289,99 nos Estados Unidos), na sua versão WiFi. Lá fora, a versão WiFi + 3G gratuito custa US$ 349,99. Sua disponibilidade está prevista para o dia 27 de abril.

kindle-oasis-oficial-12 kindle-oasis-oficial-11 kindle-oasis-oficial-10 kindle-oasis-oficial-08 kindle-oasis-oficial-07 kindle-oasis-oficial-06 kindle-oasis-oficial-05

Via Amazon

Seria este o novo Kindle da Amazon?

by

new-amazon-kindle-leak

Jeff Bezos, CEO da Amazon, informou que nessa semana veremos um novo e-reader Kindle. Desde então, o único detalhe que sabemos sobre esse produto é que ele contará com carcaças com baterias integradas. Ok, isso muda agora, com o vazamento das imagens do suposto novo produto da maior varejista online do mundo.

De acordo com a lista de produtos da loja chinesa TMall, o próximo Kindle receberá o nome de Oasis, e conta com uma série de novas especificações, com um design modificado e pensado em um melhor agarre, com uma área específica para sustentação nas mãos, algo até então inédito para os leitores da empresa. Esse design deixaria um espaço perfeito para acoplar a sua carcaça protetora de couro com a já citada bateria integrada.

O acessório estaria disponível em três cores (vermelho, preto e marrom) e, ao que parece, seria oferecido no pack de venda do produto, incluído no seu preço final.

new-amazon-kindle-oasis-leak-02

Também é informado que o leitor vai permitir o giro da tela em até 180 graus, de modo que destros e canhotos poderão usar o novo Kindle de acordo com suas necessidades, com um acesso cômodo aos dois botões físicos disponíveis. Com uma tela de 300 ppp com iluminação LED, a espessura do corpo seria de apenas 3.4 mm e de 8.5 mm na sua área mais grossa, com um peso de 131 gramas.

oasis_06

Não sabemos quando a Amazon vai anunciar o seu novo Kindle, mas o mesmo deve estar disponível para compra logo após o seu lançamento. Não foram revelados detalhes sobre o seu preço e disponibilidade em diferentes mercados internacionais.

Via Pocket-lintMobileReadLiliputing

 

Novo Kindle da Amazon virá com carcaça recarregável

by

Kindle_Voyage_lead-1

Segundo o The Wall Street Journal, o novo Kindle que a Amazon deve apresentar na semana que vem pode oferecer ainda mais autonomia de bateria (não que ele precise, pois o dispositivo é excelente nesse aspecto).

A próxima versão do leitor de livros eletrônicos virá com um novo case protetor com autonomia extra de bateria, aumentando o tempo de uso do dispositivo longe da tomada. A fonte indica que o elemento permitirá ao leitor ser mais fino que seus antecessores, o que pode indicar um módulo de bateria interna mais fino e de menor ou igual capacidade que os demais modelos.

Faz algum tempo que ouvimos que a Amazon lançará um dispositivo com carcaça que seria capaz de ser recarregado com a luz do sol. Porém, os rumores indicam que não será no dispositivo a ser apresentado na semana que vem, e nem mesmo em um Kindle.

Não sabemos quais são as demais configurações que novo produto pode oferecer para convencer o grande público. O Kindle é um dispositivo duradouro, e uma nova versão precisa oferecer um salto qualitativo importante para convencer o usuário a fazer o investimento na troca. Um case com bateria pode ser um argumento fraco para muitos, de modo que esperamos que Jeff Bezos traga outras cartas escondidas na manga.

Via WSJ

Amazon vai apresentar um novo Kindle na semana que vem

by

amazon-kindle-paperwhite-2015

Teremos o anúncio de um novo Kindle na semana que vem. E não é a gente que está falando isso: o próprio Jeff Bezos, executivo máximo da Amazon, confirmou a notícia em sua conta no Twitter.

Esta será a oitava geração do leitor de livros eletrônicos mais popular do planeta, mostrando que esse é um segmento de mercado importante demais para a Amazon para ser abandonado de uma hora para outra. Afinal de contas, foi na venda de livros que a empresa se fez, e se valeu disso para ser a líder dominante no mercado de livros eletrônicos, que hoje gera lucros substanciais para a marca.

Quais são as novidades que esse novo Kindle vai trazer? É a pergunta que todos estão fazendo nesse momento. Melhorar um dispositivo de livros eletrônicos que chegou no nível de maturidade que temos hoje com o Voyage é uma missão bem complicada.

Maior resolução? Uma tela ainda mais brilhante? Melhor capacidade para atualizar as páginas? Melhor processador? Maior capacidade de armazenamento? Maior versatilidade de uso?

Teremos que esperar alguns dias para que Bezos suba ao palco e nos surpreenda. Até lá, temos que nos distrair lendo livros eletrônicos (ou na folha de papel), ou visitando blogs de tecnologia para se atualizar sobre todas as novidades do mercado.

Via The VergeJeff Bezos (Twitter)

 

Amazon alerta: atualize logo seu Kindle antigo

by

kindle-old-school

Se você tem um Kindle adquirido antes de 2013, esse post te interessa e muito.

A Amazon anunciou que tais equipamentos necessitam ser atualizados, e não precisamente para receber melhorias ou funções novas ou especiais, mas sim para permanecer conectados. Se você não atualizar o seu Kindle até o dia 23 de março (isso mesmo, depois de amanhã), o seu dispositivo perderá o acesso à Kindle Store, aos livros que você tem na nuvem e qualquer outra configuração relacionada com os serviços Kindle.

Mas não precisa entrar em pânico: se você se esquecer da data limite ou não poderá atualizar o seu leitor antes do citado prazo, nem tudo está perdido. Basta realizar a atualização manualmente via USV (com a ajuda do cabo de dados que acompanha o leitor), ainda que este não seja o procedimento ideal (a Amazon pede para todos que cumpra o prazo).

O esforço da Amazon com dispositivos com quase 10 anos de vida

Pode não parecer, mas apesar de ser um alerta de última hora, isso mostra o compromisso da Amazon com os consumidores dos seus produtos mais antigos, oferecendo o suporte adequado para esses modelos. Tudo bem, é preciso levar em consideração que a empresa tem interesse direto em manter esses usuários ativos (principalmente para seguir comprando os livros de sua loja).

Mesmo assim, não podemos depreciar por absoluto o esforço em atualizar dispositivos que foram lançados há nove anos. Alguns fabricantes que bem conhecemos iriam simplesmente “forçar a barra” e deixar modelos com dois anos de mercado obsoletos, apenas para que os consumidores acabem comprando os novos modelos. E a Amazon não está fazendo isso. felizmente.

A seguir, a lista de todos os leitores Kindle que precisam ser atualizados. Você pode ler mais informações sobre o pacote e como proceder com a instalação nesse link.

– Kindle 1ª Geração (2007)
– Kindle 2ª Geração (2009)
– Kindle DX 2ª Geração (2009)
– Kindle Keyboard 3ª Geração (2010)
– Kindle 4ª Geração (2011)
– Kindle 5ª Geração (2011)
– Kindle Touch 4ª Geração (2011)
– Kindle Paperwhite 5ª Geração (2012)

Via Amazon