Um brasileiro de 36 anos achou que seria legal desembarcar no Aeroporto Internacional de Guarulhos com 246 iPhones distribuídos em três malas. Nem precisa dizer que ele foi preso.

Funciona assim: se ao chegar ao Brasil você não adquiriu itens que ultrapassam a taxa de isenção de US$ 500, você deve se dirigir à fila de nada a declarar. Se ultrapassar, precisa ir até a fila de bens a declarar e pagar uma alíquota de 50% sobre o valor excedente.

O cidadão, com 246 iPhones em três malas foi para a fila de nada a declarar, mas foi selecionado para fiscalização de bagagens. Em uma das malas, estavam as caixas vazias de iPhone, e os smartphones estavam em outra mala. Todos novos, sem nota fiscal, em um valor estimado de, pelo menos, R$ 1 milhão.

 

 

Todos os smartphones foram apreendidos pela Receita Federal, e pela tentativa, o homem foi preso, e vai responder pelo crime de descaminho. Fica evidente que ele queria comercializar os produtos no Brasil.

Não é a primeira vez que alguém tenta algo desse tipo. Em outubro do ano passado, um passageiro foi detido por entrar no Brasil com 72 iPhones não declarados.

Será que o crime compensa?

 

Via Tecnoblog