microsoftlogo - Microsoft enfrenta 238 processos de discriminação de gênero

Se tornou pública no último final de semana a existência de 238 processos contra a Microsoft, com a acusação de discriminação de gênero, que datam entre 2010 e 2016.

Todos os casos aconteceram nos Estados Unidos, sob a alegação de situações ocorridas entre funcionários com perfis técnicos que foram discriminados pelo seu gênero.

Negações sistemáticas de aumentos salariais, bloqueios de promoções para mulheres e até cenários de assédio sexual estão entre os incidentes desses 238 expedientes. Desses, 118 denúncias foram apresentadas diretamente por funcionárias da Microsoft.

Aqui, os advogados dos demandantes estariam pressionando para iniciar um processo coletivo, o que é um grande problema legal para a Microsoft.

A Microsoft nega esse cenário de forma relativa, afirmando que pelo menos um dos casos é infundado. A empresa sustenta que os documentos judiciais apresentados pelas demandantes não eram suficientes para iniciar um processo coletivo.

Os casos investigados pela equipe legal da Microsoft não mostraram indícios contundentes de violação da política corporativa da empresa, no que se refere à discriminação de gênero.

Aqui, tudo indica que a Microsoft vai passar por uma delicada luta legal, já que é difícil de acreditar que tal volume de denúncias sejam uma mera coincidência.

 

Via Reuters