Arquivo para a cateoria: @ TargetHD

LG G6: primeiras impressões, características e O PREÇO (sim… em maiúsculo…)

by

LG G6

 

Ontem (25), eu estive em São Paulo (SP) para o evento de lançamento do LG G6, novo smartphone top de linha dos coreanos. O modelo tem como principal missão corrigir os erros do LG G5 (algo admitido pelos próprios representantes da LG no evento), além de se apresentar como alternativa real entre os dispositivos top de linha do mercado brasileiro, batendo de frente com o recém lançados Samsung Galaxy S8 e Galaxy S8+.

Vou relatar nesse post as minhas primeiras impressões do produto após o primeiro contato, além de fazer algumas considerações e observações sobre a relação custo-benefício do dispositivo no mercado brasileiro.

 

 

A LG deu ênfase para pontos específicos durante a apresentação. Talvez o principal diferencial do LG G6 esteja mesmo na tecnologia de sua tela.

Com 5.7 polegadas (QuadHD) encapsuladas em um dispositivo com corpo de 5.2 polegadas, a tela do LG G6 é a primeira a contar com FullVision. Isso promete uma experiência mais completa no consumo de conteúdo multimídia, além de uma melhor visualização dos elementos do sistema operacional, aplicativos e jogos.

 

 

A LG destaca que uma das coisas que os usuários mais fazem em um smartphone é assistir vídeos, e oferecer esse diferencial para os consumidores é algo considerado muito importante para a marca.

 

 

Mas não é só isso. A qualidade final da tela do LG G6 é realmente espetacular, não apenas pela altíssima definição, mas também pelo colorido agradável. Vale lembrar que a LG é tão competente na hora de desenvolver telas para os seus dispositivos, que acaba oferecendo suas telas para outros fabricantes. Inclusive para dispositivos de peso, como é o caso do iPhone.

 

 

Outro ponto de ênfase que a LG deu durante a apresentação foi para o conjunto de câmeras.

Agora, temos dois sensores traseiros de 13 MP, que herdam o mesmo sistema de funcionamento do LG G5 (um sensor colorido, outro preto e branco). Eu vejo a LG melhorando constantemente no quesito câmeras desde o LG G4, pelo menos (me lembro que o LG G2 contava com um ótimo sensor traseiro na época, e o LG G3 foi um dos primeiros a implementarem o sistema de foco por laser). Logo, podemos esperar resultados promissores no LG G6 nesse aspecto.

 

 

Estamos diante de um smartphone que acertou no seu design.

O LG G6 tem linhas sóbrias, mas é um smartphone bonito e vistoso. As dimensões reduzidas (tela de 5.7 polegadas em um corpo de 5.2 polegadas) tornam o seu agarre algo agradável, e sua usabilidade mais agradável ainda, mesmo ele sendo um dispositivo um pouco mais alto que os demais.

Com vários elementos em metal e alguns em plástico, o modelo ainda consegue ser resistente, por conta de sua proteção IP68. A LG deixou um tanque de água no local do evento com algumas unidades do dispositivo molhando, apenas para que você tenha a certeza que pode usar o WhatsApp durante o banho normalmente.

 

 

O seu conjunto de hardware (processador Qualcomm Snapdragon 821, com 4 GB de RAM e 32 GB de armazenamento – expansíveis via microSD de até 2 TB) é mais que suficientes para garantir um ótimo funcionamento com o sistema operacional Android 7.0 Nougat (com interface LG UX 6.0).

Apesar de contar com uma bateria relativamente menor do que a versão internacional, o LG G6 não deve deixar você na mão… ou melhor, não deve deixar você sem bateria no final do dia. Ainda mais com o Quick Charge 3.0 presente no dispositivo, o que deve garantir a usabilidade pelo tempo que você precisa, mesmo que você faça uma recarga rápida de bateria no final do dia.

Durante a degustação, é possível comprovar que temos aqui um smartphone leve no peso, compacto nas dimensões e potente no desempenho. Entendo que muitos usuários ficariam satisfeitos com o resultado final ofertado pelo dispositivo. Bom, pelo menos as suas primeiras impressões são excelentes.

Em resumo: tecnicamente, o LG G6 é um dos melhores smartphones de 2017. Sem exageros ou muitas dúvidas.

Porém…

 

O LG G6 vale mesmo R$ 3.999?

 

 

O preço do LG G6 foi um tema tão polêmico, que ele não foi revelado nem mesmo na apresentação oficial. O preço foi sendo ventilado aos poucos entre os jornalistas.

A explicação da LG para oferecer o seu novo top de linha com o mesmo preço do Samsung Galaxy S8 (e no mesmo patamar de preço do iPhone 7) foi “posicionamento de mercado”. Algo compreensível, levando em conta a proposta geral e o público-alvo que a marca quer alcançar.

Por outro lado, pouco se explica essa decisão quando olhamos justamente para o argumento “posicionamento de mercado”.

Mesmo chegando ao mercado antes do Galaxy S8 (o seu principal concorrente de preço), o LG G6 tem características técnicas que o colocam um degrau abaixo do modelo top de linha da Samsung.

Para começar, o Galaxy S8 tem valor agregado na tela, não apenas por contar com 0,1 polegada a mais (isso é irrelevante em efeitos práticos), mas principalmente pelo fator inovação, já que possui uma tela curva que, apesar de não oferecer maiores funcionalidades, cria um efeito estético mais atraente do que uma tela flat.

Pode não fazer diferença alguma para você que está lendo esse post, mas saiba você que o Galaxy S7 Edge vendeu MAIS que o Galaxy S7. E isso explica muita coisa.

Além disso, o conjunto de hardware do Galaxy S8 entrega mais pelo mesmo valor. O processador Qualcomm Snapdragon 835 é  mais completo de sua família nesse momento, trabalhando com os mesmos 4 GB de RAM, mas com o dobro de armazenamento.

Sem falar nas inovações que a Samsung implantou no Galaxy S8 (Bixby, leitor de iris, etc) que agregam ainda mais valor ao modelo.

Logo, o LG G6 a R$ 3.999, por puro posicionamento de mercado, simplesmente não se paga.

Na minha opinião, ele poderia marcar presença se viesse custando pelo menos R$ 500 a menos que o Galaxy S8. Há  quem diga que poderia ser até um pouco mais, já que alguns compradores do novo top de linha da Samsung receberam itens gratuitos que agregaram ainda mais valor ao modelo, como por exemplo a nova versão do óculos Gear VR (só aí são R$ 650 que o consumidor está ganhando).

Para que o LG G6 não sofra do mesmo mal que o LG G5 sofreu, a LG precisa repensar correndo o quesito preço.

Já corrigiram o erro do ano passado, trazendo ao Brasil a versão mais completa do processador. Porém, entregam um modelo tecnicamente inferior ao seu principal rival, cobrando o mesmo preço.

A conta não fecha!

Ou repensam essa estratégia, ou daqui a seis meses esse modelo ficará abaixo dos R$ 3.000, sem muito medo de errar.

 

Eduardo Moreira viajou para São Paulo (SP) a convite da LG do Brasil. 

Uma olhada mais de perto nos novos smartphones LG Série K 2017

by

lg

 

Estive ontem (07) no Rio de Janeiro (RJ), para o evento de lançamento dos novos smartphones da série K 2017 da LG. São cinco novos modelos, e nesse post, mostramos um pouco mais sobre três modelos: LG K10 Novo, LG K10 Power e LG K10 Pro.

Posso destacar que a renovação da LG não foi apenas no design. Aspectos técnicos pontuais foram atualizados, se tornando mais alinhados com as necessidades atuais do usuário, e com os aspectos técnicos que o próprio Android exige.

 

 

É inegável que o LG K10 Novo (sim, esse é o nome…) está realmente muito bonito. A combinação dos tons preto e dourado dá um ar premium ao dispositivo de linha média, e as faixas douradas aumentam a sensação visual de baixa espessura.

É um smartphone fino, de agradável agarre, e que passa a sensação de ser um dispositivo bem construído. A aposta estética deve se pagar, pois está combinada com um desempenho que, pelo menos nas primeiras impressões, é bem aceitável para a maioria dos usuários.

 

 

Outro ponto que a LG quer chamar a atenção para o LG K10 Novo é para o seu conjunto de câmeras.

Os modelos LG K10Power e Novo contam com os mesmos sensores de 13 MP (traseiro) e 5 MP (Frontal) – no K10 Pro o sensor frontal é de 8 MP -, e todos eles contam com a mesma tecnologia de câmera. Além disso, os sensores frontais contam com abertura de 120 graus, permitindo que mais pessoas entrem nas selfies capturadas.

 

 

A LG enfatizou muito esse aspecto do produto, afirmando que este é um dos pontos onde o seu público alvo para o produto – os jovens – mais utilizam e solicitam em um smartphone de linha média.

 

 

Pode não parecer, mas os modelos contam com diferenças sutis e importantes.

O LG K10 Pro, por exemplo, além da tela maior (5.7 polegadas), possui um sensor frontal de câmera de 8 MP, e inclui uma stylus para interagir com essa tela de grandes dimensões.

 

Apesar das grandes dimensões da tela, ainda é um modelo que entrega uma boa espessura e ergonomia, sendo igualmente agradável no agarre.

Na sua estética, ele se aproxima dos demais modelos apresentados, o que pode fazer com que o consumidor se confunda vendo de longe os modelos. Apenas colocando lado a lado a diferença de tamanho de tela é perceptível.

 

 

Mas o modelo que mais me chamou a atenção foi o LG K10 Power.

 

 

Entendi que este modelo é a melhor relação custo-benefício entre os dispositivos apresentados pela LG no evento.

O modelo possui tela de 5.5 polegadas, flash para a câmera frontal, os mesmos benefícios de câmera dos outros dois modelos (incluindo os 120 graus na câmera frontal) e uma generosa bateria de 4.400 mAh.

 

 

Tudo isso foi adicionado em um dispositivo que mantém a mesma autonomia de bateria dos outros dois. Sem falar que aqui não temos o tal slot híbrido, ou seja, estão garantidos o dual SIM card com slot dedicado para microSD.

OK, você perde o botão traseiro e o flash está em uma posição diferente dos demais, mas… quem realmente vai se importar com isso?

 

 

O LG K10 Power é um modelo que realmente tenho vontade de experimentar. Ainda mais depois de ter testado o ASUS Zenfone 3 Max, que deixou ótimas impressões.

Os testes fazem sentido, pois os dois modelos automaticamente passam a ser concorrentes diretos, sendo a proposta da LG R$ 200 mais cara.

 

Em breve, farei o review do LG K10 Novo que recebemos da LG do Brasil para testes.

 

Eduardo Moreira viajou para o Rio de Janeiro a convite da LG Electronics do Brasil.

@TargetHD: agora, direto de Santos (SP)

by

targethd

 

A partir de hoje (5), o TargetHD.net passa a realizar suas atividades e operações da cidade de Santos (SP).

Os motivos são diversos, e vão além do fato de eu gostar muito de praia.

O principal motivo (além da necessidade pessoal de buscar novos ares) é a maior proximidade da capital paulista, o que fatalmente vai abrir portas importantes para o blog.

 

 

Mudança para crescimento e maior visibilidade

 

Estar próximo de São Paulo (SP) é fundamental para consolidar as parcerias com as marcas que trabalham com o conteúdo que desenvolvemos nesse veículo.

Com a mudança para o litoral paulista, aumentam consideravelmente as chances de participações em eventos, já que a logística fica muito simplificada.

E bem sabemos o quanto é importante participar desses eventos, para gerar conteúdo exclusivo.

Apresentar para você o que essas marcas estão anunciando antes de todos. E poder sempre oferecer um parecer pessoal sobre todas essas novidades.

Também abre uma possibilidade maior do blog receber produtos e serviços de forma mais rápida e com um menor impacto financeiro para os dois lados.

As assessorias poderão oferecer de forma mais efetiva seus produtos, e poderemos trazer para vocês nossas impressões em análises, com fotos e vídeos… e o belo cenário de Santos a nos inspirar.

Em breve, os canais que atendem oficialmente as empresas e parceiros serão notificados sobre o nosso novo endereço e telefone para contato.

Para os interessados em saber como vai a vida do blog, dê uma olhada no nosso Midia Kit.

Para o amigo leitor, nada muda. Todos os dias, teremos conteúdos diretamente relacionados ao assunto que você quer ler nesse blog.

Na verdade, uma coisa vai mudar: teremos mais conteúdo relevante, criativo e de qualidade.

 

Que toda mudança seja sempre para melhor. E acredito que, neste momento, é a melhor mudança que poderia fazer.

Portanto… Santos ficou mais “tech” a partir de agora! :)

Ajude a manter o TargetHD no ar! Estreamos no Padrim!

by

targethd

Mais uma vez recorremos aos nossos leitores, parceiros e entusiastas de tecnologia. O TargetHD.net, no ar desde junho de 2008, oferece conteúdo de graça para os internautas brasileiros, com opinião e informação.

Ao longo desse tempo, o site se mantém por conta de nossas iniciativas independentes, como cobertura de eventos, parcerias com anunciantes, análises de produtos e vendas nos programas de afiliados nos e-commerces nacionais.

Porém, com a crise econômica, as nossas despesas aumentaram, e os ganhos diminuíram. Manter essa independência custa caro, mas queremos manter esse projeto vivo.

Em abril de 2015, iniciamos uma campanha de financiamento no Patreon, mas bem entendemos o quanto é difícil nesse momento realizar um investimento em moeda estrangeira.

Por isso, começamos uma segunda campanha no Padrim, que permite o pagamento em reais, em diferentes modalidades.

 

Como funciona o Padrim?

O Padrim vai funcionar da mesma forma que o Patreon: iniciamos uma campanha, com algumas metas e recompensas.

De acordo com o valor que você vai colaborar, você terá uma recompensa, de acordo com a meta alcançada.

Quanto maior o valor na colaboração, maior é a sua influência no TargetHD. Quanto maior a meta alcançada, maior é a nossa independência de conteúdo.

Os dois lados ganham com isso.

Logo, considere a possibilidade de ajudar no nosso projeto. Clique aqui ou no banner abaixo para ajudar a manter o TargetHD.net no ar!

logo_padrim290

Seja o nosso patrão! Ajude a manter o TargetHD no ar!

by

targethd_001

TargetHD.net nasceu em 2008, com a proposta de oferecer conteúdo de tecnologia de forma descontraída e com a visão de um usuário de tecnologia como outro qualquer. Desde então, foram mais de 21 mil posts publicados, mais de 100 reviews produzidos, e a participação em dezenas de eventos dos principais fabricantes do setor.

A produção do conteúdo do TargetHD.net é de responsabilidade de uma única pessoa: Eduardo Moreira (@oEduardoMoreira). Direto da pequena cidade de Araçatuba, interior do estado de São Paulo, ele desistiu de esperar as novidades de tecnologia chegarem até a sua cidade, e através da internet, começou a procurar por essas novidades, e comentar sobre elas em um blog com postagens diárias e podcasts semanais.

Com esse formato, o TargetHD.net se estabeleceu como o melhor e mais relevante blog de tecnologia da sua região, e uma das referências nacionais nesse segmento. Hoje, temos o reconhecimento de fabricantes e do internauta na oferta de um conteúdo ágil e com linguagem simples e objetiva. As principais notícias de tecnologia e algumas das análises de produtos mais completa e isenta da internet brasileira podem ser encontradas nesse blog.

Agora, vamos dar o próximo passo no desenvolvimento do blog.

A partir de agora, o leitor do blog, o ouvinte do podcast e o consumidor dos nossos conteúdos serão os nossos patrões. Vocês vão nos ajudar a manter esse projeto no ar e, em alguns casos, escolher qual será o conteúdo que você vai querer ver no TargetHD.net.

Qualquer ajuda é válida. Se conseguirmos o suficiente para manter o TargetHD.net ativo e ofertando conteúdo para os internautas brasileiros, já será uma grande vitória. Mas queremos oferecer um conteúdo maior e melhor para você.

Em troca, você pode receber o nosso eterno “muito obrigado”, receber alguns dos nossos conteúdos antes dos demais, participar de ações exclusivas e até concorrer a produtos que serão testados. As possibilidades são muitas, e queremos que você passe a fazer parte dessa nossa jornada.

​Você pode utilizar cartões de crédito nacional e internacional, ou o boleto bancário para realizar suas contribuições.

Contamos com você! Clique na imagem abaixo para mais detalhes!

Seja o nosso patrão!

patreon290

Nova campanha da Samsung mostra desafio entre Gabriel Medina e Bob Burnquist. O objetivo? A inovação

by

samsung-logo_1.jpg

Gabriel Medina e Bob Burnquist são dois dos melhores atletas de esportes de ação do planeta, e foram desafiados pela Samsung para realizarem algo muito difícil em qualquer esporte: inovar. A Samsung quer que os dois criem manobras completamente novas, que serão utilizadas na próxima campanha publicitária do Galaxy Note 4.

Os dois foram escolhidos por serem especialistas em recriar novos movimentos nos seus respectivos esportes, assim como a Samsung fez ao apresentar ao mundo uma nova proposta de dispositivos móveis – o phablet, em 2011 -. Burnquist é o inventor da Mega Rampa, e Medina é um dos melhores do campeonato da WTC com apenas 20 anos de idade, igualando a lenda do surfe, Kelly Slater, e se tornando o mais jovem campeão mundial de sua modalidade.

Ou seja, os dois contam com credenciais de sobra para cumprirem esse desafio, que será exibido em 16 países da América Latina. Na verdade, o grande lance dessa proposta é que os dois atletas vão “trocar” as suas modalidades: Medina vai criar uma manobra de skate que deverá ser executada por Bob, que por sua vez vai inventar uma manobra de surfe para Medina.

O objetivo final é mostrar como a inovação desses dois atletas podem resultar em momentos únicos, e como essa inovação pode oferecer uma evolução conceitual para cada um desses geniais atletas.

Toda essa proposta se alinha com o conceito da campanha ‘The Next Big Move’, que visa mostrar esse espírito de inovação da Samsung. Com dispositivos com recursos diferenciados e inéditos, os coreanos conseguiram conquistar um grande número de usuários que passaram a ver os dispositivos móveis com outros olhos, se tornando mais íntimos da tecnologia, e mais produtivos no seu dia a dia.

A campanha, com os dois vídeos mostrando o processo do desafio na íntegra, já está disponível. Então, convidamos os leitores a acompanharem essa diferente jornada esportiva em busca da inovação.

Post patrocinado

banner-publi-targethd.jpg

Como explicar o sucesso quase imediato do game Destiny?

by

destiny-22

Quando uma desenvolvedora de games sabe exatamente o que fazer para satisfazer a sua exigente clientela de jogadores, o resultado só pode ser o sucesso. Destiny (desenvolvido pela Bungie, publicado pela Activision) se tornou rapidamente um dos mais bem sucedidos lançamentos da história dos videogames, oferecendo um novo universo a ser explorado em sua trama, mas as mesmas características envolventes dos jogos de outras franquias da empresa.

A proposta de exploração das ruínas do sistema solar, descobrindo os mistérios da Terra e de outros planetas, com o objetivo de reiniciar a reconstrução da humanidade. Essa premissa inicial de Destiny despertou em muitos jogadores ao redor do planeta o desejo de embarcar de cabeça nessa aventura, combinando a ação dos combates com o espírito explorador. Não basta só dar tiros: é preciso compreender o que cada planeta pode oferecer, com cada informação sendo absorvida e incorporada ao seu plano de restabelecimento da ordem natural das coisas.

O resultado de tudo isso pode ser traduzido em números: Destiny vendeu apenas no seu primeiro dia de disponibilidade em 178 países mais de US$ 500 milhões. O lucro acumulado nos primeiros cinco dias de vendas foi de US$ 325 milhões, e na primeira semana de atividades, já foram registradas mais de 100 milhões de horas acumuladas de atividades de jogos online com o título.

E, repito: estamos falando apenas da primeira semana de Destiny no mercado. Imagine o que pode estar por vir.

Veja a seguir o vídeo promocional do jogo.


Post patrocinado

banner-publi-targethd.jpg

Continue sorrindo no final do mês

by

Two women in living room watching television eating chocolates a

Você já parou para pensar se tudo funcionasse exatamente do jeito que deveria? Se o celular nunca perdesse o sinal na hora em que você espera aquela ligação, se o carro nunca enguiçasse e te deixasse na mão no meio da rua logo quando você está atrasado, se a banda larga não caísse na hora de entregar aquele trabalho ou a imagem não congelasse nos minutos finais daquele filme que te prende a atenção há horas? Talvez as pessoas sorrissem com mais facilidade, dessem “bom dia” com mais sinceridade, tivessem mais força no aperto de mãos. Haveria menos estresse, menos desânimo, menos irritação. E talvez, só talvez, o mundo fosse um lugar um pouco melhor.

A NET faz tudo para que esses pequenos problemas que têm um impacto tão grande no humor do dia a dia não aconteçam mais. Com o NET Combo você combina os serviços de acordo com o seu gosto ou necessidade e ainda conta com a melhor tecnologia. Você pode escolher entre várias opções de banda larga + telefone + TV HD e em alguns pacotes ainda ganha um ponto totalmente grátis.

Tudo isso com velocidade e segurança na banda larga a partir de 10 Mega, telefone fixo sem assinatura nem franquia e imagens HD garantidas por um decodificador de alta definição. E além da qualidade dos serviços, o NET Combo também cuida da saúde do seu bolso, com preços que fazem você continuar sorrindo no final do mês.

Mude para a NET. Converse com um dos nossos agentes de relacionamento e dê o primeiro passo para mudar a sua vida, mesmo que seja devagarinho. Afinal, você tem que começar por algum lugar. Então comece com a gente, converse com a gente, e conheças as ofertas da NET.

Venha para o mundo dos NETs e comece a deixar o mundo do estresse para trás.

banner-publi-targethd.jpg

Especial | LG do Brasil mostra como funciona (e bem) o webOS nas suas Smart TVs

by

2014-08-06 09.15.03

Ontem (06), eu participei em São Paulo do Fórum webOS, promovido pela LG do Brasil, que teve como principal objetivo apresentar de forma efetiva a sua proposta de Smart TVs com o software da Palm (que depois foi comprado pela HP, e depois, comprado pela LG). No evento mediado pela jornalista e apresentadora Astrid Fontenelle, executivos da LG e de diferentes parceiros da empresa nessa empreitada debateram temas como oferta de conteúdo em TVs inteligentes, tecnologias que viabilizam essa oferta, formatos de produto, entre outros assuntos relacionados.

2014-08-06 10.07.22

O evento também teve como objetivo apresentar as novas opções de Smart TVs do portfólio da LG para o mercado brasileiro. Alguns dos modelos chegam de imediato no mercado, enquanto que outros serão lançados ao longo dos próximos meses. Entre os modelos apresentados, além do tamanho de tela (algo evidente), alguns pequenos diferenciais nas especificações técnicas podem ser detectadas, como portas disponíveis e especificações dos alto-falantes.

2014-08-06 10.55.25

Durante o evento, muitos temas foram abordados, e muitos números foram apresentados. Toda essa informação converge em um único dado: o comportamento do telespectador mudou. Radicalmente. E não só por conta da internet, que oferece outras alternativas de consumo de informação e entretenimento (e por conta disso, executivos do Spotify, do YouTube, da GVT e do UOL estavam presentes no evento), mas também por causa das novas tecnologias na própria televisão, como alta definição, portas HDMI (para receptores de TV por assinatura), recursos de gravação e replay em tempo real, entre outras.

Hoje, temos uma nova ‘geração C’, que não tem uma idade definida, mas tem em mente o consumo e produção de conteúdo, utilizando as tecnologias disponíveis hoje. Para essa geração, é mais do que normal e aceitável mandar fotos em tempo real, ouvir músicas pela TV via streaming, ver suas séries em serviços online, conversar nas redes sociais enquanto assiste um filme, entre outras atividades conectadas e multitarefa.

2014-08-06 10.29.39

A ideia da LG é combinar essas tecnologias, conteúdos e recursos de tal forma, que a TV voltará a ser o centro das atenções da sala de sua casa. Essa nova ‘geração C’ já ouve mais músicas pela TV, assiste vídeos por streaming, monta a sua grade de programação, e quer obter o conteúdo que quer na tela de TV, na hora que desejar. A única coisa que realmente complica é que, para a maioria dos consumidores, a Smart TV ainda é algo muito complicado.

O webOS promete mudar isso.

2014-08-06 12.01.34

A adaptação do webOS realizada pela LG merece ser elogiada principalmente pelo conceito principal proposto pelo fabricante coreano: ser algo rápido e, principalmente, simples. Ser um software acessível para qualquer tipo de pessoa, da criança ao idoso, com uma interface intuitiva, que não faça o usuário esperar por muito tempo pelo acesso ao conteúdo selecionado.

Além disso, alguns pontos do software concentram parte dessa oferta de conteúdo em uma única tela, como é o caso da LG Store, que não é uma loja de conteúdos de vídeo, mas combina os resultados da busca a partir de diferentes fontes, mostrando ao consumidor como uma interface única, o que facilita não só a localização mas o reconhecimento desse conteúdo para o usuário, em uma proposta mais intuitiva e objetiva.

2014-08-06 12.13.51

Na degustação realizada no local do evento, as unidades das Smart TVs contavam com links de internet da GVT e um sinal de TV digital aberto. Mas tais fatores não interferiram nas boas impressões sobre o sistema como um todo. Na qualidade de imagem, não há o que comentar: é algo impecável, quase perfeito. Logo, vamos nos focar no sistema da Smart TV de forma um pouco mais aprofundada.

2014-08-06 12.23.34

Toda a interface principal se resume às essas tarjas, que você pode navegar, adicionar, remover ou organizar a seu gosto, com simples comandos do controle remoto inteligente. O que mais chama a atenção é que, para um produto que (teoricamente) está na sua primeira versão final e definitiva, possui uma precisão muito boa. Se você utilizar o controle  com a sua mão “boa” (no meu caso, a direita), você não terá muitos problemas na hora de inserir informações ou acessar os elementos na interface.

2014-08-06 12.14.54-2

O controle remoto é bem compacto, e conta com recursos específicos para as funcionalidades em 3D, para os recursos de Smart TV e até comandos de voz. De fato, a LG adicionou boa parte dos seus recursos já apresentados nas versões anteriores de suas TVs inteligentes, e combinou essas funcionalidades na nova TV com webOS. Ou seja, para quem já conhece como uma Smart da LG funciona, vai se familiarizar com esses recursos. O grande “desafio” (se é que ele existe) é aprender como a interface webOS funciona.

2014-08-06 12.24.58

O navegador web também funciona muito bem, como vocês podem perceber. Abriu a página do TargetHD sem maiores problemas ou imperfeições (sem falar no bom gosto na escolha do site a ser exibido).

Algumas questões técnicas foram levantadas durante o evento. Por exemplo, quando questionados sobre a velocidade mínima necessária para o acesso do conteúdo online, a resposta do representante da LG no debate foi “nenhuma”. Mas isso, “com grandes aspas” (pois o mesmo contava com uma conexão de 50 Mbps em sua casa). Subentende-se que, como provedores como Netflix e YouTube exigem o mínimo de 2 Mbps de velocidade de conexão para uma experiência razoável, já podemos dizer que uma conexão inferior à essa torna a experiência algo impraticável.

Porem, convenhamos: quem compra uma TV como essas não tem uma internet com apenas 2 Mbps. Com certeza possui velocidades ainda maiores.

2014-08-06 12.25.14

Os modelos também foram preparados tecnicamente para oferecerem uma performance otimizada com o seu hardware. Modelos de TVs com dual-core e 8 GB de armazenamento (não disponíveis para o usuário, que pode utilizar pendrives e/ou HDs) foram capazes de realizar de forma plena as principais atividades propostas. Não foram observados arrastos, travamentos ou lags durante a degustação. Porém, entendo que são necessários testes mais intensos com o produto (esperamos que isso possa acontecer em breve).

2014-08-06 12.16.43

Antes de encerrar, os preços. São três novas séries (UB8500, UB9500 e UB9800), com preços sugeridos de R$ 5.999 (UB8500, de 49 polegadas), R$ 8.999 (UB8500, de 55 polegadas), R$ 13.499 (UB9500 de 65 polegadas), R$ 34.799 (UB9800, de 79 polegadas), e R$ 44.999 (UB9800, de 84 polegadas).

A seguir, uma breve demonstração em vídeo do webOS em ação.

 

Agradeço à assessoria da LG do Brasil pelo convite para mais um evento.

LG G3: como funciona o conceito “Simple is the New Smart”

by

lgg39

Nós bem sabemos que a LG Electronics fabrica TVs, sistemas de som, monitores e até eletrodomésticos. Porém, nas últimas semanas, quando falamos da LG, nós falamos automaticamente do seu novo smartphone, o LG G3. O dispositivo foi desenvolvido o conceito “Simple is the New Smart”, adicionando no novo telefone algumas das mais avançadas e ambiciosas propostas tecnológicas, para oferecer aos consumidores a experiência de uso mais simples e intuitiva possível. 

 

O novo LG G3 possui uma tela de 5.5 polegadas Quad HD, que possui uma resolução quatro vezes maior que as telas HD. É perfeita para ver filmes, séries de TV e vídeos em formatos avançados. Sua câmera possui o inovador Foco Automático por Laser, que pode registrar imagens em uma fração de segundo, exigindo um tempo muito menor que as câmeras convencionais (mais precisamente 0.276 segundo).

 

A reputação da LG em suas telas é mais um fator que foi considerado no desenvolvimento da tela Quad HD do LG G3, que é o resultado de anos de pesquisa e inovação tecnológica. Com uma densidade de pixels de 538 ppp, essa tela estabelece um novo padrão de imagem em dispositivos móveis, oferecendo as imagens mais brilhantes e limpas já vistas em um dispositivo móvel. As 5.5 polegadas estão distribuídas em 76.4% da área total da sua parte frontal e, mesmo assim, temos um dispositivo de agarre confortável.

 

Outro importante destaque positivo do novo smartphone da LG está na sua bateria. Em recentes testes realizados pelo site PhoneArena.com envolvendo alguns dos mais recentes smartphones do mercado, o LG G3 ofereceu uma autonomia de uso muito maior que os seus concorrentes diretos, especialmente o Samsung Galaxy S5. De acordo com o site, o LG G3 trabalhou de forma intensa por 8 horas de 50 minutos. Tal resultado foi possível pelo fato da LG ter substituído o metal pelo grafite em alguns dos seus componentes. O resultado é uma bateria que consegue oferecer uma alta performance com boa autonomia de bateria, mesmo em um dispositivo com uma tela com resolução Quad HD.

 

Mas não é só isso. Tem mais.

 

lgg310

 

A LG adicionou no LG G3 novas funcionalidades em outros itens interessantes. Por exemplo, o sensor frontal possui 2.1 MP de resolução, que é maior e possui recursos para o melhor registro das selfies. Além disso, o smartphone conta com um teclado inteligente, que “aprende” com a sua digitação. O Smart Notice chega para ser o seu novo assistente pessoal, com uma série de novos lembretes e alertas, e o Smart Securiy protege os seus dados de forma remota, ou simplesmente os esconde dos olhos de outras pessoas.

 

E essa é uma pequena amostra de tudo o que você pode encontrar no novo LG G3.

 

Imagine como um dispositivo como esse pode melhorar as suas atividades cotidianas. As possibilidades são infinitas, e a LG traz parte do futuro para você aproveitar hoje.

 

Artigo patrocinado

 

banner-publi-targethd.jpg

Especial | Ford apresenta a assistência de emergência via Sync, presente no Novo Ka

by

Painel_Assistência Emergência

A Ford do Brasil realizou ontem (25) em São Paulo o evento de apresentação da sua tecnologia de assistência de emergência, que será lançada em conjunto com o Novo Ka. Fui convidado pela montadora para o evento, e nesse post, vou passar as minhas impressões e algumas das principais características desse novo sistema.

O recurso funciona em conjunto com a conectividade SYNC (desenvolvida em parceria com a Microsoft), e é capaz de realizar uma chamada automática para o serviço SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), pelo telefone 192 quando um acidente ocorre com o veículo, enviando a localização do carro através de coordenadas, permitindo que ou o passageiro entre em contato com o resgate por voz (caso ele não consiga se mover no veículo por qualquer motivo), ou o sistema de voz alerta o SAMU sobre o incidente automaticamente (se o passageiro estiver inconsciente).

Esse recurso já está disponível nos veículos da Ford nos Estados Unidos e Europa, e estreia no Brasil com o Novo Ka, apresentado em um evento no dia anterior (24). O recurso de assistência de emergência reforça o compromisso da Ford na inovação e democratização da tecnologia a serviço das pessoas, uma vez que o sistema está presente em um modelo considerado de entrada pela montadora. A ideia é que, no futuro, o recurso esteja disponível em outros veículos da Ford.

2014-07-24 23.32.25

Para que tudo funcione, o motorista precisa parear o seu smartphone com o SYNC no veículo através da conectividade Bluetooth. Quando o acidente ocorre, o airbag é acionado automaticamente, e o sistema de combustível é cortado. Nesse momento, o SYNC realiza uma chamada automática via celular pareado para o SAMU.

Uma primeira mensagem é enviada, informando sobre o acidente e as coordenadas de localização do carro via GPS. Depois, o microfone é aberto, oferecendo a comunicação entre o atendente do SAMU com os ocupantes do carro. Se não houver resposta (por inconsciência dos ocupantes ou impossibilidade por qualquer outro motivo), os principais dados sobre o acidente são enviados para o atendente, que por sua vez pode acionar uma equipe de resgate para o local.

O sistema é oferecido de forma vitalícia no veículo, sem cobranças adicionais. O sistema não é ativado manualmente, evitando assim a realização de chamadas falsas ou acidentais.

2014-07-25 11.49.47

No Brasil, a Ford tem como parceira o Ministério da Saúde, e o sistema passou por um período de testes e validação em algumas unidades do SAMU, incluindo as simulações de chamadas. Para quem quiser conhecer melhor o serviço, pode fazer uma simulação online, clicando aqui.

Hoje temos 40 milhões de carros rodando no Brasil. E 41 milhões de usuários de telefones celulares. Seguindo a tendência de mobilidade, conectividade e armazenamento na nuvem, A Ford amplia os serviços do SYNC, criando soluções para ampliar a segurança do motorista, mas sempre fazendo com que o mesmo jamais tire as mãos do volante para acionar tais recursos. O SYNC pode acessar os contatos da agenda do smartphone, fazer e receber chamadas de voz, ler mensagens SMS, controle do rádio e MP3 player por comandos de voz, conectividade Bluetooth e pareamento de até 12 telefones.

14 milhões de veículos no mundo contam hoje com o SYNC, com mais de 9 milhões com a assistência de emergência. O sistema AppLink também chega ao Brasil com o Novo Ka, expandindo as possibilidades do sistema com o acesso aos aplicativos via smartphone.

2014-07-25 10.59.54

A Ford revelou alguns detalhes interessantes sobre a tecnologia de assistência de emergência. Para começar, eles se referem ao serviço como uma “conveniência”, e enfatizam que o sistema possui algumas limitações consideradas naturais, considerando o que poderia acontecer em diferentes possibilidades de incidentes. Uma dessas limitações é a possível ausência do sinal de celular na região do acidente.

Sem um sinal de celular no local, por menor que seja, o sistema de emergência não vai funcionar, pelo simples fato de não poder realizar a chamada para o SAMU. A Ford afirma que tal cenário é aceitável, pois mesmo que um passageiro esteja consciente para realizar a chamada, não conseguiria pela questão técnica de telefonia.

Além disso, o sistema de GPS integrado no sistema de emergência só serve para identificar a posição de latitude e longitude do veículo, e a sua transmissão é feita toda pelo serviço de telefonia. Por enquanto, é assim que o sistema funciona.

Por fim, para os usuários que já contam com o SYNC em seus veículos e estão interessados em ter a assistência de emergência, terão que repensar seus investimentos financeiros. A Ford alertou que o novo serviço está condicionado à updates de software e de hardware, e a montadora não recomenda uma atualização dos componentes dos carros que já contam hoje com o SYNC para receber a nova funcionalidade.

Resultado: salvo alguma mudança, se você quiser ter a nova assistência em seu veículo Ford, vai ter que comprar um novo carro. Por enquanto, apenas o Novo Ka conta com o sistema, mas a Ford promete implementá-lo em novos veículos no futuro.

Agradeço ao pessoal da Ford do Brasil pelo convite para esse evento, e encerro esse post com a frase que resume a filosofia da montadora nessa nova proposta tecnológica para os seus veículos.

2014-07-25 11.06.34